Maria dos mil nomes

Santa Maria Mãe de Deus
Santa Maria Mãe de Deus

Celebramos, no próximo dia 24 de maio, a memória litúrgica da Bem-aventurada Maria, Mãe da Igreja. Uma invocação surgida na época do Concílio Vaticano II e que agora foi colocada pelo Papa Francisco para ser celebrada na segunda-feira após Pentecostes, exatamente quando se conclui o tempo pascal e se retoma o tempo comum durante o ano. Porém, essa data de 24 de maio é também o dia da memória de Nossa Senhora Auxiliadora, conhecida também como Auxílio dos Cristãos. Como é invocada solenemente na China, o Papa Bento XVI proclamou esse dia de maio como Dia de Oração pela China. Teremos ainda a festa mariana da Visitação de Nossa Senhora concluindo o mês de maio. Nesse dia comemoraremos 90 anos da proclamação de N. Sra. Aparecida como padroeira do Brasil que ocorreu aqui no Rio de Janeiro em missa campal diante da Igreja de São Francisco de Paula no centro de nossa cidade, diante de mais de um milhão e meio de pessoas. Estava aqui no Rio de Janeiro a imagem histórica de N. Sra. Aparecida vinda de trem de Aparecida. Neste ano que celebramos também os 90 anos da inauguração da imagem do Cristo Redentor no Corcovado e também do início das aulas na PUC, primeira universidade católica do Brasil. Isso nos faz pensar sobre a importância desse momento jubilar.

Diante de tantas necessidades aprofundemos a invocação tão querida dos salesianos de Maria como Maria Auxiliadora. Nestes tempos tão difíceis será importante essa reflexão. Essa invocação mariana começou a ser difundida no ano de 1571, quando o imperador turco Selim I, após conquistar várias ilhas no mediterrâneo, lança seu olhar de cobiça sobre toda a Europa, com o intuito de conquistar mais terras. Como o Imperador não era cristão, o Papa Pio V resolveu fazer uma poderosa oração para salvar os cristãos da escravidão muçulmana. Por isso, ele invoca o auxílio de Nossa Senhora para esse combate.

A vitória do combate aconteceu no dia 7 de outubro de 1571 (que também ficou como uma festa mariana), e foi afastada a perseguição maometana e o imperador Selim. O Santo Padre, em sinal de gratidão a Nossa Senhora por esse feito, começou a invocar Nossa Senhora nas ladainhas como: Auxiliadora dos Cristãos.

Entretanto, a festa de Nossa Senhora Auxiliadora só foi instituída em 1816, pelo Papa Pio VII, com o intuito de propagar outro milagre ocorrido pelo auxílio de Nossa Senhora. O imperador Napoleão I tinha o intuito de dominar os estados pontifícios, ele foi excomungado pelo Papa. Em resposta a isso, o imperador sequestra o Vigário de Cristo, levando-o para a França. Na certeza da vitória e de que seria liberto daquele cativeiro, o Papa recorreu a intercessão de Maria Santíssima, prometendo coroar solenemente a imagem de Nossa Senhora de Savona, logo que fosse liberto.

O Santo Padre ficou em poder de Napoleão e de seu exército por cinco anos, sofrendo todo tipo de humilhação. Uma vez fracassado, o imperador cedeu à opinião pública e libertou o Papa. O Santo Padre foi para Savona e pôde realizar a promessa que havia feito a mãe de Deus. No dia 24 de maio de 1814, Pio VII entrou solenemente em Roma, recuperando o seu poder pastoral. Todos os bens eclesiásticos foram restituídos e Napoleão se viu obrigado a assinar a abdicação no mesmo palácio onde havia aprisionado o sumo pontífice.

Em sinal de agradecimento a Virgem Santíssima, o Papa Pio VII criou a festa de Nossa Senhora Auxiliadora, fixando a data no dia que ele entrou triunfalmente com a imagem em Roma. Por isso, a Virgem Santíssima é o auxílio dos cristãos e a Mãe da Igreja, pois Ela protege todos os seus filhos pertencentes ao corpo místico de Cristo, que é a Igreja. Ela conduz todos os batizados a Deus e protege o Sumo Pontífice, os bispos e todo o clero. Maria deve estar no coração de cada fiel.

Nossa Senhora acompanha todos os seus filhos, aos pés da Cruz, Jesus entrega Nossa Senhora para ser mãe de todos nós. Ela nos acompanha nos momentos de alegria e de dificuldade. Esteve presente no dia de Pentecostes, junto com os discípulos e partiu em missão com eles. Hoje, Ela quer de igual modo partir em missão conosco, sendo Mãe e discípula do Senhor. Nossa Senhora Auxiliadora deve ser invocada por nós em diversos momentos da nossa vida, sobretudo que Ela nos auxilie nos momentos em que devemos tomar algumas decisões difíceis. Invoquemos o auxílio de Nossa Senhora para cessar essa pandemia da Covid-19 e que tão logo chegue à vacina para todos. Que Nossa Senhora auxilie os médicos e enfermeiros e alivie os sofrimentos dos enfermos.

Dom Bosco, que foi grande evangelizador e apóstolo da juventude, adotou essa invocação para a sua congregação Salesiana, sobretudo, porque ele viveu numa época de luta entre o poder do civil e eclesiástico. A fundação de sua família religiosa salesiana, que difunde o amor de Nossa Senhora Auxiliadora pelo mundo, se deu no auge dos ódios políticos e religiosos que culminaram na queda de Roma e da destruição do poder temporal da Igreja. Nossa Senhora foi colocada à frente da obra educacional de Dom Bosco para defendê-la em todas as dificuldades.

No ano de 1862, Nossa Senhora Auxiliadora fez algumas aparições na cidade de Spoleto, e com isso ouve um despertar mariano na piedade popular italiana. Com isso, nesse mesmo ano, São João Bosco iniciou a construção em Turim de um Santuário que foi dedicado a Nossa Senhora Auxílio dos Cristãos.

Dom Bosco ensinou os membros da família salesiana a amarem Nossa Senhora, invocando-a com o título de Auxiliadora. Podemos afirmar que a invocação de Maria com o título de Auxiliadora, teve um grande impulso a partir de Dom Bosco. Certa vez escreveu Dom Bosco: “A festa de Maria Auxiliadora deve ser o prelúdio da festa eterna que deveremos celebrar todos juntos um dia no Paraíso”.

Celebremos com alegria tantas festas marianas pedindo que ela interceda sempre por nós, em todos os momentos, sobretudo naqueles mais difíceis. Nesse dia em nossa Arquidiocese estaremos rezando a tradicional “mil ave marias” em todas as paróquias pedindo o fim da pandemia (pedido do Papa Francisco do mutirão de orações a Maria) e também pela paz em nossa região.

Abaixo segue a Oração a Nossa Senhora como protetora do lar e auxiliadora das famílias cristãs:

Oração a Nossa Senhora Auxiliadora, Protetora do Lar

Santíssima Virgem Maria a quem Deus constituiu Auxiliadora dos Cristãos,
nós vos escolhemos como Senhora e Protetora desta casa.
Dignai-vos mostrar aqui Vosso auxílio poderoso.
Preservai esta casa de todo perigo: do incêndio, da inundação, do raio, das tempestades,
dos ladrões, dos malfeitores, da guerra e de todas as outras calamidades que conheceis.
Abençoai, protegei, defendei, guardai como coisa vossa as pessoas que vivem nesta casa.
Sobretudo concedei-lhes a graça mais importante,
a de viverem sempre na amizade de Deus, evitando o pecado.
Dai-lhes a fé que tivestes na Palavra de Deus, e o amor que nutristes para com Vosso Filho Jesus
e para com todos aqueles pelos quais Ele morreu na cruz.
Maria, Auxílio dos Cristãos, rogai por todos que moram nesta casa que Vos foi consagrada.
Amém.

Orani João, Cardeal Tempesta, O.Cist.

Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !