Missa do Crisma

“Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir.” (Cf 4,21)

missa do crisma

Antes de iniciarmos as celebrações do Tríduo Pascal com a Missa da instituição da Eucaristia, acontece na quinta-feira santa pela manhã (podendo ser transferida), a Missa do Santo Crisma ou Santos Óleos, onde são abençoados os óleos dos catecúmenos, enfermos e consagrado o óleo do crisma, que serão utilizados durante o ano pastoral de 2021 em nossas paróquias e que a cada ano nessa missa são renovados.

Nessa missa acontece, também, a renovação das promessas sacerdotais, onde todos os sacerdotes renovam o seu compromisso de amor e fidelidade a Cristo e a sua Igreja. Assim como no Sábado Santo, durante a Vigília Pascal se renovam as promessas batismais. Na Quinta-Feira Santa se renovam as promessas sacerdotais – dia propício para isso, pois nesse dia se celebra, logo mais à noite, a instituição da Eucaristia, que nada mais é do que o cerne do ministério sacerdotal.

A Quinta-Feira Santa se insere no mistério Pascal de Cristo, por isso nesse mesmo dia, na parte da manhã, o Bispo Diocesano se reúne com o seu clero e concelebram a Missa do Crisma nas catedrais. Mas nesse momento, celebram juntos a unidade, intermediada pelo ministério sacerdotal de Cristo. E nesse dia, logo mais à noite, se celebra o grande mistério que é a instituição da Eucaristia.

Essa celebração é conhecida, também, como Missa da Unidade, pois todos os sacerdotes juntos renovam as promessas feitas na ordenação junto ao bispo. Os sacerdotes renovam o seu compromisso de serviço ao povo de Deus. O bispo abençoa os santos óleos que serão usados nos diversos sacramentos. Os sacramentos são sinais de salvação deixados por Cristo para nós, por isso celebramos a missa dos Santos Óleos na Quinta-Feira Santa.

Nesse dia também acontece a conclusão do período quaresmal. Foram quarenta dias voltados para a oração, penitência e jejum que nos preparam para celebrar a paixão, morte e ressurreição de Jesus. A Quaresma conclui-se justamente na quinta-feira pela tarde e na mesma tarde, com a missa da Instituição da Eucaristia inicia-se o tríduo pascal.

Por isso, esse dia da Quinta-Feira Santa é um dia de festa para a Igreja, pois de manhã celebramos a unidade dos padres com o seu bispo e a beleza dos sacramentos deixados por Nosso Senhor Jesus Cristo e à noite celebramos a instituição da Eucaristia, que é o centro da Igreja. Que o Espírito Santo nos estimule e continue guiando os padres, no amor a Cristo e à Igreja.

Esse ano mais uma vez devido à pandemia da Covid-19 não poderemos fazer aglomeração e, por conta disso, em algumas regiões essas celebrações não poderão ter fiéis. Mas poderemos acompanhar por meio da internet, rádio e televisão e nos unirmos com a Igreja para essa celebração. Confiemos a Deus esse período difícil que atravessamos.

A liturgia desse dia é voltada para a missão de Cristo, que agora é de toda a Igreja, de abençoar e santificar todos os fiéis por meio dos sacramentos. A Primeira Leitura desse dia, (Isaías 61,1-3a.6a.8b-9), o profeta diz que o Espírito do Senhor está sobre ele, e esse mesmo espírito o enviou para anunciar a boa nova aos humildes, curar as feridas da alma, pregar a redenção aos cativos e a liberdade aos que estão presos, para proclamar o ano da graça do Senhor.

Essa profecia do profeta Isaías primeiro se cumpre em Jesus Cristo, como podemos observar no Evangelho de Lucas, capítulo 4, em que Jesus entra na sinagoga e, justamente, lê essa passagem do profeta e diz que a partir daquele momento se cumpria o que ali estava escrito. E a partir de Jesus, essa missão se estende a toda Igreja nos tempos de hoje, pois esse ano vigente, é o ano da graça do Senhor, e a partir da Páscoa tudo se renova. O Espírito Santo está sobre a Igreja e envia os padres e missionários a anunciar a misericórdia do Senhor.

O Salmo Responsorial (88), nos diz em seu refrão: “Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor”. O Senhor diz que escolheu e ungiu Davi para que fosse o seu servo, que sua mão e seu braço forte sempre estariam com ele. O Senhor há de ser o abrigo, onde todos nós encontraremos a salvação.

Na Segunda Leitura (Ap 1,5-8) João diz que Cristo nos libertou do pecado por meio do seu sangue e fez um reino de sacerdotes para Deus Pai. Ele é o alfa e o ômega, o princípio e o fim, como rezamos ao preparar o círio na Vigília Pascal.

O Evangelho (Lc 4, 16-21) ouvimos quese cumpre a profecia do livro do profeta Isaías. Jesus entra na sinagoga, abre a Torah e lê a passagem do livro do profeta Isaías que dizia a respeito da sua missão. Essa missão consistia em libertar todos aqueles que estavam escravos do pecado, anunciar a boa nova aos pobres e para proclamar o ano da graça do Senhor.

Essa profecia deve se cumprir também nos dias de hoje, pois, a missão da Igreja é anunciar a misericórdia do Senhor e proclamar a todos que esse é o ano da graça do Senhor. A missão daquele que é chamado por Cristo ao sacerdócio deve ser de anunciar incansavelmente a salvação, trabalhar dia a dia pelo Reino de Deus.

Gostaria de cumprimentar todos os senhores sacerdotes pelo nosso dia. Continuem gastando a sua vida em favor do anúncio da misericórdia e da caridade do Cristo Ressuscitado. Gastemos a nossa vida em anunciar, testemunhar e viver o bem que só o Senhor Ressuscitado pode dar a cada um de nós. Sejamos pontes de solidariedade nestes tempos difíceis da pandemia. Sejamos presença perto de todos os que sofrem com a pandemia da Covid-19 e sejamos presença, em suas múltiplas possibilidades, junto a todos os que sofrem. Obrigado pela sua dedicação generosa nestes tempos de sofrimento, dor e separação. Não posso deixar de colocar no altar os sacerdotes falecidos vítimas da Covid-19.

Rezemos nesse dia por todos os sacerdotes, para que sejam fiéis à missão, ao qual Deus os chamou e trabalhem sempre em favor do povo de Deus. Que a Virgem Maria passe à frente e nos ensine sempre a escutar a voz do seu filho. Que tenhamos um santo início de Tríduo Pascal e possamos chegar renovados à celebração da Páscoa. Amém.

Orani João, Cardeal Tempesta, O. Cist.Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !