Se você me machuca, eu não levo em conta

perdoar para ser perdoado

A fé é o caminho. Espero que saibamos aplicar nossa fé em toda a nossa vida através da purificação de nossa mente

Todas as vezes durante a Quaresma nos é apresentado o grito de súplica, de perdão por parte do povo de Israel, ao mesmo tempo que nos fala da importância da conversão interior. A Escritura fala que iniquidades foram cometidas, que coisas ruins foram feitas, mas, constantemente, a Escritura nos fala sobre como nossos corações devem aprender a se voltar para Deus nosso Senhor, como nossos corações devem ser convertidos e de como não pode haver dimensão da nossa vida que esteja longe do encontro convertido com Deus nosso Senhor. Portanto, é importante que convertamos e mudemos nossas obras, é profundamente importante que também mudemos nosso interior.

A Escritura nos fala sobre a capacidade de ser misericordioso, não julgar, não condenar e perdoar. Isso pode ser algo muito simples para nós, porque se você me fez mal, eu não levo em conta; exige da alma uma atitude muito diferente, uma atitude de transformação muito profunda. Uma transformação que necessariamente tem que começar com a purificação, com a conversão de nossa inteligência.

Quantas vezes é o modo como interpretamos a vida, o modo como “lemos” a vida que nos faz pecar, que nos afasta de Deus. Quantas vezes é o nosso comportamento: o que dizemos ou fazemos. Quantas vezes é simplesmente nossa vontade: as coisas que queremos. Quantas vezes nossos pecados e nosso afastamento de Deus vêm porque, no fundo de nossa alma, não há amor autêntico pela verdade! Um amor à verdade capaz de ir além de nós mesmos, capaz de questionar, purificar e transformar constantemente nossos critérios, os julgamentos que fizemos, os pensamentos que forjamos das pessoas. Quantas vezes, infelizmente, é a falta de um amor autêntico pela verdade que nos faz trilhar os caminhos do egoísmo,

E quantas vezes, a busca de Deus para cada uma de nossas almas se faz iluminando nossa inteligência, nossa capacidade de julgar, para mudar a vida. Como é difícil mudar uma vida quando os olhos estão fechados, quando a luz da inteligência não quer reconhecer onde está o bem e onde está o mal, qual é o caminho a seguir e qual evitar!

Uma das tarefas que a alma tem que ousar fazer é questionar se seus critérios e julgamentos sobre pessoas, coisas e situações são os critérios e julgamentos que eu tenho que ter segundo o que o Evangelho me diz. está me pedindo. Mas isso é muito difícil, porque cada vez que o fazemos, cada vez que temos que tocar na conversão e purificação de nossa inteligência, percebemos que estamos tocando a maneira como vemos a vida, às vezes até a maneira como estruturamos nossa existência. E Deus vem e te diz que até isso você tem que mudar. Que com a medida com a qual você mede, será medido para você; que a maneira como você julga a vida e as estruturas, a maneira como você entende sua existência, da mesma forma você será julgado e compreendido; porque a forma como vemos a vida é da mesma forma que a vida nos vê.

Isso é algo muito sério, porque se passarmos a vida com olhos e inteligência que não são os olhos nem a inteligência de Deus, a vida vai nos devolver um modo de agir que não é de Deus. Não seremos capazes de ver exatamente como Deus nosso Senhor está querendo agir nesta pessoa, nesta coisa ou nesta circunstância para nossa santificação.

“Com a mesma medida que você mede, você será medido.” Se você não é capaz de medir com uma inteligência aberta o que Deus pede, se você não é capaz de medir com uma inteligência luminosa as situações que o cercam, se você não é capaz de exigir que você sempre veja a verdade e o que Deus quer a santificação de sua alma em todas as coisas que estão ao seu lado, essa medida está sendo aplicada, nesse exato momento, à sua alma.
Como é importante que aprendamos a purificar nossa inteligência, a duvidar dos julgamentos que fazemos das pessoas e das coisas, ou pelo menos a confrontá-los constantemente com Deus nosso Senhor, para ver se estamos errados ou ver o que é Deus nosso Senhor quer que saiamos dessa situação concreta em que Ele está nos colocando.

Mas quantas vezes o que fazemos com Deus não é ver o que Ele quer nos dizer, mas simplesmente o que eu quero dizer a Ele. E este é um risco tremendo que nos leva muito longe da conversão autêntica, que nos afasta muito a sério da transformação de nossas vidas, porque é pela maneira como vemos nossa existência e vemos as circunstâncias que nos cercam, onde podemos estar enchendo nossa vida, não com os critérios de Deus, não com os julgamentos de Deus, mas com nossos critérios e nossos julgamentos. Além disso, infelizmente, pintamo-los como se fossem de Deus nosso Senhor, e então estamos realmente perdidos, porque temos dentro de nossa alma uma série de critérios que julgamos serem de Deus, mas que são realmente nossos próprios critérios.

Aqui poderíamos de fato aplicar a tremenda frase de nosso Senhor no Evangelho: “Ai de vocês, guias cegos, que não vêem, e estão levando outros para onde não devem!”. A frase de Cristo também é muito séria: “Se o que tem que ser luz em você é escuridão, qual não será a sua escuridão?”

A conversão de nossa inteligência, a transformação de nossos critérios e nossos julgamentos é um caminho que também devemos ousar na Quaresma. E qual é o caminho, qual a possibilidade dessa transformação? O próprio Cristo nos diz: “Dai e dar-se-vos-á”. Mantenha sempre sua mente aberta, mantenha sempre tudo dentro de você pronto para se dar, para que Deus realmente possa te dar, para que Deus nosso Senhor possa te alcançar, possa alcançar sua alma e lá vá transformando tudo o que tem que mudar.

É um caminho, é um trabalho, é um esforço que a Quaresma também nos pede. Não vamos negligenciá-lo, pelo contrário, vamos fazer de cada dia da Quaresma um dia em que questionamos se tudo o que temos dentro de nós é realmente de Deus.

Perguntemos a Cristo: Como posso vê-lo mais? Como posso te conhecer mais?

A fé é o caminho. Espero que saibamos aplicar nossa fé em toda a nossa vida através da purificação de nossa inteligência, para que em cada circunstância, em cada pessoa, possamos encontrar o que Deus nosso Senhor quer nos dar para nossa santificação pessoal.

Histórinhas para Catequese!

Faça uma doação de qualquer valor e tenha acesso ao site missacomcriancas.com.br . São centenas de historinhas para teatros que podem ser usadas na missa ou encontros de catequese.

DOAR PELO MERCADO PAGO - VALOR R$ 10,00 : Clique aqui

DOAR PELO MERCADO PAGO - VALOR R$ 20,00 : Clique aqui

DOAR PELO MERCADO PAGO - VALOR R$ 50,00 : Clique aqui

Ou FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Para ter o acesso só me chamar no WhatsApp 19 987634283
Deus te abençoe !