Nossa Senhora da Conceição Aparecida

Nossa Senhora Aparecida
Material para catequese
Material para catequese

Texto inspirador:  Sua mãe disse aos serventes “…fazei tudo o que Ele vos disser.” (Jo 2,5)

A Jesus Cristo adoramos e seguimos. A Maria sua mãe veneramos e desejamos imitar. Ela amava seu Filho e este lhe retribuía e a amava. Nós também hoje em dia, procuramos, em nossa fraqueza, amar a Cristo, imitando a Maria. Ela está presente na Igreja de Jesus Cristo. Esta o, percebe e agradecida, a invoca com os mais variados títulos. Mãe de Deus, da Igreja. Padroeira da América Latina (Guadalupe), mãe e Rainha do Brasil, em Portugal é Nossa Senhora de Fátima, na França Nossa Senhora de Lurdes e Salete. Na Iugoslávia Nossa Senhora de Medjugorje, na Argentina (Luján), na Alemanha (Maria Laach), etc. Maria adotou a Igreja e esta, através de seus filhos a Maria. Ela é a mulher de que fala o Gêneses (Gn 3,15). É a verdadeira Eva. A primeira comprometeu totalmente o povo de Deus, a segunda (Maria) a honra e protege.

A imagem de Nossa Senhora Aparecida foi achada em 1717 no Rio Paraíba, por três pescadores. Primeiro, encontraram o corpo e depois, um pouco distanciado a cabeça. Isso se deu miraculosamente. Por isso, os brasileiros nunca mais a esqueceram e a visitam na Basílica de Aparecida, levando para casa sua veneração não somente sua imagem. Correspondem assim ao que Jesus, pediu dizendo a João. Eis a tua mãe (Jo 19,25-26). João, hoje, somos todos nós. Maria é de todos, especialmente, nossa cátedra: de fato, Aparecida é a mariana dos brasileiros, formadora de novos bons cristãos. Se nós católicos não tivéssemos a quase natural veneração à Maria, já teríamos perdido mais irmãos e irmãs. Obrigado mãe de Cristo nosso Salvador vós nossa Mãe e Rainha.

Em Caná e hoje Aparecida, Lourdes, Fátima, Maria continua dizendo. “Fazei tudo o que Ele vos disser” (Jo 2,5). Mandou obedecer-lhe e amá-lo. Jesus, hoje, a seu pedido, não mais transforma água em vinho. Já o temos em quantidade e boa qualidade de fato. Está, porém, presente em nossas famílias, em perigo; elas continuaram sendo “o patrimônio da humanidade” (Bento VI em Aparecida). A primeira escola para a formação de novos cristões. É a maior e melhor cátedra de evangelização, para a verdadeira vivência da fé e dos sacramentos, entre eles o matrimonio. Para nós, ela é indissolúvel. Sagrado… Não apenas contrato. É um paraíso ou então se torna um inferno. Não o constatamos diuturnamente? Porque tantos jovens Fogem de casa? Jogam-se nas drogas. Suicidam-se? Porque tantos casamentos se desfazem, até escandalosamente? Falta-lhes Cristo Maria, porém, poderia, se quisessem, interceder eficazmente.

+ Dom Carmo João Rhoden – SCJ

Bispo Emérito de Taubaté –SP

Presidente da Pró Saúde