2. Ministério da Catequese

529
PROJETO DE INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ COM INSPIRAÇÃO CATECUMENAL

PRECISO MUITO TE AJUDA !
Divida desse mês é de R$ 514,00 (referente a mensalidade do servidor do site) Data para acertar o pagamento: 17/06
Valor arrecadado: R$ 104,89
FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR
PIX CHAVE EMAIL: doacao@catequizar.com.br
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

MINISTÉRIO E MISSÃO DO CATEQUISTA NO CATECUMENATO

A catequese deve ser entendida como um ministério. Vamos à fonte para melhor compreendermos o que significa: catequizar, catá-ekhéi, em seu sentido original, significa “fazer ressoar aos ouvidos”; no Novo Testamento podemos afirmar que catequese significa formar, instruir, ensinar de viva voz.

O ministério da catequese é um serviço único que deve ser assumido com responsabilidade, entusiasmo e amor de forma conjunta por leigos (as), religiosos (as), presbíteros, diáconos e bispos na comunhão eclesial, pois é um serviço oficial realizado em nome da Igreja. Desta forma, deve ser oferecido todo o suporte necessário, pedagógico e metodológico, viabilizando os recursos necessários para fazer acontecer a ação do ministério da catequese.

Ministério, portanto, é um serviço da Igreja. Um serviço que exige muita responsabilidade e competência. Na Igreja, há muitos ministérios. São Paulo (1Cor 12,4-11) afirma que há vários tipos de ministérios dados por Deus para o bem comum de todo o povo do Senhor. O ministério da catequese nasce e cresce dentro de uma comunidade eclesial e da necessidade de preparar os cristãos para dar uma resposta de qualidade ao seguimento de Jesus. Paulo, catequista e servidor da Igreja, aconselha: “Temos, porém, dons diferentes segundo a graça que nos foi dada, seja a profecia, de acordo com a fé, seja o ministério, para servir. Se for o dom de ensinar, que ensine; se for o dom de exortar, que exorte. Se o de distribuir esmolas, faça-o com simplicidade. Se o de presidir, presida com zelo. Se o de exercer misericórdia, que o faça com alegria” (Rm 12,6-8).

O ministério da catequese deve ser compreendido como processo, caminho que uma pessoa percorre ao longo da sua vida, de sua história. “Tal processo procurará unir: fé e vida; dimensão pessoal e comunitária; instrução doutrinária e educação integral; conversão a Deus e atuação transformadora da realidade; celebração dos mistérios e caminhada com o povo” (CR, n. 29).

DIOCESE DE COLATINA