O Dia das Mães!

194
dia das mães

PRECISO MUITO TE AJUDA !
Divida desse mês é de R$ 514,00 (referente a mensalidade do servidor do site) Data para acertar o pagamento: 17/06
Valor arrecadado: R$ 104,89
FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR
PIX CHAVE EMAIL: doacao@catequizar.com.br
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Celebramos, neste domingo, o Dia das Mães! E, graças a Providência Divina, celebramos esta data comemorativa junto com o Domingo do Amor que a Liturgia nos oferece hoje. Afinal, “dar a vida” é o doar-se sem medidas, o amor incondicional que encontramos em todas as MÃES.

“Uma sociedade sem mães seria uma sociedade inumana, porque as mães sabem testemunhar sempre, mesmo nos piores momentos, a ternura, a entrega, a força moral” (Papa Francisco). A força que as Mães trazem consigo, é a resposta clara do Amor, afinal elas são a genuína expressão do Amor de Deus.

“Ser mãe não significa somente colocar no mundo um filho, mas é também uma escolha de vida. O que escolhe uma mãe, qual é a escolha de vida de uma mãe? A escolha de vida de uma mãe é a escolha de dar a vida. E isto é grande, isto é belo” (Papa Francisco). Por isto, comemorar o Dia das Mães não é somente presentar ou comercializar a data, mas valorizar àquelas se doaram e vivenciaram o Amor Maior.

Não posso deixar de mencionar por todas aquelas Mães que sofrem e sofreram nesta Pandemia, pois muitas Mães tiveram suas vidas ceifadas devido a doença; muitas Mães sofreram com a dor de enterrar os seus filhos e vivenciaram a despedida antes da hora; muitas Mães oraram pela cura dos seus para que se recuperassem e livrassem dos males desta Pandemia…

Recordo, também, das Mães da cidade de Saudade, em Santa Catarina, que vivenciaram a dor de perder os seus amados bebês, por um atentado sofrido por estas crianças dentro da creche. Quanta dor possa estar no coração destas mães que deixaram “seus pingos de gente” numa creche, para que pudessem trabalhar e dar condições melhores a estas crianças…

Portanto, que neste Dia das Mães, não somente comemoramos e desejamos Graças a todas, mas compartilhamos de quaisquer dores, sofrimentos, lágrimas de todas as Mães que não puderam estar com os seus filhos amados devido a ironia do destino. Mas, unidos em oração para que todas as Mães continuem na caminhada para o Amor Maior, a qual elas já trazem consigo desde a geração dos seus filhos. E que Maria Santíssima, Mãe da Sagrada Família, seja a fiel protetora de todas as Mães!

Saudações em Cristo Ressuscitado!

Dom Eurico dos Santos Veloso

Arcebispo Emérito de Juiz de Fora, MG