As 12 promessas do Sagrado Coração de Jesus

Alegremos o coração de Jesus

Santa Maria Margarida de Alacoque, em seus escritos, insiste repetidas vezes no desejo ardente que Jesus tem de derramar bênçãos com verdadeira generosidade sobre aqueles que honram Seu Divino Coração.

Estas promessas são dirigidas a todos os tipos de pessoas: aos fervorosos, aos mornos e sobretudo aos pecadores. Abrange todas as condições de vida: sacerdotes, religiosos e leigos. Eles prometem alívio aos aflitos, resistência à tentação, consolo aos aflitos, paz às famílias, bênçãos no lar, sucesso em nossos empreendimentos, misericórdia ao pecador, alta santidade às almas sinceras, coragem aos corações frios. Eles também prometem grande poder aos sacerdotes e pessoas consagradas para abrandar os corações mais endurecidos. Eles prometem força e coragem em nosso leito de morte, e nos falam do dom inestimável da perseverança final e de um refúgio no Coração de Jesus no último momento da vida.

Nas brilhantes palavras de Santa Margarida Maria, as promessas contêm o mistério do amor de Deus:

“Jesus me mostrou como essa devoção é, por assim dizer, o esforço final de seu amor, a última invenção de sua caridade sem limites”

A seguir, explicaremos uma a uma o significado das 12 promessas que nosso Senhor deixou aos devotos de seu Sagrado Coração.

1.- “Darei às almas devotas, todas as graças necessárias ao seu estado de vida”.

Os deveres de nossa vida diária são numerosos e muitas vezes bastante difíceis. Deus nos concede, em resposta à oração e à recepção frequente dos sacramentos, todas as graças necessárias ao nosso estado de vida. Há também graças extraordinárias que estão fora da ação normal da Providência de Deus, graças que Ele dá aos seus amigos especiais. Estas são as graças mais eficazes, as mais abundantes concedidas aos devotos do Sagrado Coração.

2.- “Vou estabelecer a paz em suas casas”.

“A paz é a tranquilidade da ordem, a serenidade da mente, com a simplicidade do coração, é o vínculo da caridade.” (Santo Agostinho) Foi a primeira coisa que os anjos desejaram para os homens no nascimento de Jesus. O próprio Senhor ordenou aos seus discípulos que dessem a paz: “Em qualquer casa em que entrares, dize primeiro: Paz a esta casa” (Lc 10,5)

A verdadeira paz encontra-se no Coração de Jesus, que faz da casa o seu reflexo e o antegozo da nossa morada celeste.

3.- “Eu te consolarei em todas as tuas aflições”

O desejo de confortar os tristes é a marca de um coração nobre e bondoso. O Sagrado Coração é o mais nobre e generoso dos corações, tanto humano como divino. Como isso nos conforta? Não necessariamente nos libertando da tristeza e da aflição. Ele conhece o valor imensurável da cruz e por meio dela temos que expiar nossos pecados. Por sua graça, ele faz qualquer dor que seja tolerável.

“Falo sempre com franqueza e tenho motivos de sobra para me gabar de você. Isso me enche de consolo e me dá imensa alegria no meio de todas as tribulações” (2 Cor. 7,4).

4.- “Eu serei seu porto seguro na vida, e especialmente na hora da morte.”

“Um dos soldados furou o lado de Jesus com uma lança, e imediatamente saiu sangue e água.” (João 19,34)

O lado de Cristo foi aberto para mostrar que a Divina Providência queria que todos os homens encontrassem em Seu Divino Coração um refúgio seguro contra os inimigos de nossa salvação. Em seu Coração podemos encontrar proteção, força em nossa fragilidade, perseverança em nossa inconstância, refúgio seguro nos perigos, fadigas da vida e na hora da morte.

5.- “Vou conceder bênçãos abundantes sobretudo aos vossos empreendimentos temporais e espirituais”.

Deus é amor. Ele está disposto a dar a Seus filhos abundantes bênçãos temporais, desde que não coloquem em risco nossos interesses eternos. Sua especial Providência protege e zela pelos devotos do Sagrado Coração com grande amor e ternura. No entanto, não devemos desanimar se nossas orações por favores temporários nem sempre são respondidas, porque Deus sempre coloca nosso bem eterno antes de nosso bem temporal.

6.- “Os pecadores encontrarão em Meu Coração a fonte e o oceano infinito de misericórdia”

A redenção é o drama imortal da misericórdia de Deus; e nosso Divino Redentor é, por assim dizer, a Misericórdia de Deus Encarnado. “…porque nele a misericórdia e a redenção se encontram em abundância” (Sl 129,7)

Na terra, o Coração de Jesus era misericordioso para com todos. Agora, em sua humanidade glorificada no céu, Jesus continua a mostrar Sua misericórdia sem limites, “vivendo sempre para interceder por nós”. (Hebreus 7,25)

7.- “As almas mornas se tornarão fervorosas”

A mornidão é um estado moribundo e lânguido da alma que perdeu seu interesse pela religião. O Espírito Santo expressa profundo desgosto por tal alma:

“Conheço suas obras: você não é quente nem frio. Eu gostaria que você fosse quente ou frio! Portanto, porque você é morno, vou cuspir você da minha boca.” (Ap 3,15-16)

O único remédio para a mornidão é a devoção ao Sagrado Coração, que veio “para trazer fogo à terra”, isto é, para inspirar os corações frios e mornos com um novo temor e amor a Deus.

8.- “As almas fervorosas alcançarão maior perfeição”.

A maior perfeição é a recompensa que Jesus concede aos fervorosos devotos de seu Divino Coração; Esta devoção tem, como fruto especial, transformar-nos numa grande semelhança com Nosso Senhor. Isso acende em nossos corações o fogo do amor divino, que, como diz São Paulo: “é o vínculo da perfeição”. (Col 3,14)

Através da devoção ao amor do Sagrado Coração, dará lugar a um zelo ardente por combinar nossos interesses com os de Jesus.

9.- “Abençoarei cada lugar onde for exposta e venerada uma imagem do meu sagrado coração”.

As imagens religiosas são uma fonte de inspiração poderosa e atraente. O Sagrado Coração é um livro aberto no qual podemos ler o amor infinito de Jesus por nós em sua paixão e morte. Ele nos mostra seu Coração, aberto pela lança, todo resplandecente como uma fornalha ardente de amor, cujas chamas parecem brotar do alto. Ele está cercado de espinhos, o golpe agonizante de amor ignorado. Talvez isso sempre nos leve a atos de amor e generosidade.

10.- “Darei aos sacerdotes e a todos os que se ocupam da salvação das almas, o dom de tocar os corações mais endurecidos”.

A conversão de um pecador às vezes ocorre através de graças extraordinárias. Deus nunca forçará o livre arbítrio de um ser humano. Mas Ele pode conceder graças com as quais impele o pecador a vencer a atitude rebelde que têm as almas pecadoras mais obstinadas. Isto, então, é o que acontece no caso dos sacerdotes que são animados de grande devoção ao Sagrado Coração.

11.- “Aqueles que propagarem esta devoção terão seus nomes escritos em Meu Coração, e jamais serão apagados”.

Esta promessa concede aos promotores da devoção ao Sagrado Coração uma maravilhosa recompensa: “terão os seus nomes escritos no meu Coração”. Estas palavras implicam uma forte e fiel amizade com o próprio Cristo, e introduzem-nos no “Livro da Vida” de São João: “Não apagarei o teu nome do livro da vida”. (Rev 3.5)

12.- “A quem comungar na primeira sexta-feira de cada mês, durante nove meses consecutivos, concederei a graça da perseverança final”.

Esta promessa contém uma grande recompensa, que nada mais é nada menos que o céu eterno. “A perseverança final é um dom gratuito da bondade de Deus, e não pode ser adquirida como um direito adquirido por nenhum ato que façamos” (Concílio de Trento) Ela é dada como recompensa por uma série de atos contínuos até o fim: “Aquele que perseverar até o fim será salvo” (Mt 10,22).

Histórinhas para Catequese!

Faça uma doação de qualquer valor e tenha acesso ao site missacomcriancas.com.br . São centenas de historinhas para teatros que podem ser usadas na missa ou encontros de catequese.

DOAR PELO MERCADO PAGO - VALOR R$ 10,00 : Clique aqui

DOAR PELO MERCADO PAGO - VALOR R$ 20,00 : Clique aqui

DOAR PELO MERCADO PAGO - VALOR R$ 50,00 : Clique aqui

Ou FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Para ter o acesso só me chamar no WhatsApp 19 987634283
Deus te abençoe !