O bom pastor dá a vida por suas ovelhas

172
O bom pastor dá a vida por suas ovelhas
O bom pastor dá a vida por suas ovelhas
Faça uma doação de qualquer valor e ajude a manter o site no ar !

PIX CHAVE EMAIL: doacao@catequizar.com.br
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

“Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida por suas ovelhas” (cf. Jo 10, 11)

Neste Quarto Domingo da Páscoa, celebramos o “Domingo do Bom Pastor” onde a Liturgia, através do Evangelho de São João no trecho do capítulo 10, Jesus é apresentado como o Bom Pastor, aquele que “vai a procura da ovelha que se perdeu, a procura do olhar que se desviou do seu” (cf. ‘A Ovelha Sou Eu’ – Toca de Assis), afinal ele dá a vida pelas suas ovelhas, através da livre entrega com o propósito de cumprir o Plano de Salvação a todos.

A Primeira Leitura retirada dos Atos dos Apóstolos (At 4,8-12), Pedro reafirma que Jesus é o único Salvador, que através do seu Sacrifício para o cumprimento do Plano Salvífico de Deus, ele é o Messias sofredor, “Jesus é a pedra, que vós, os construtores, desprezastes, e que se tornou a pedra angular” (cf. At 4,11). E, Jesus, sendo o Único Salvador, é o Único Pastor que nos conduz na verdadeira direção, afinal “em nenhum outro há salvação, pois não existe debaixo do céu outro nome dado aos homens pelo qual possamos ser salvos” (cf. At 4-12).

O Evangelho narrado por São João (Jo 10,11-18), Jesus se apresenta como o Bom Pastor, aquele que dá a vida pelas suas ovelhas, que não abandona o redil quando o perigo possa perturbar os seus arrebanhados. Sendo assim, as ovelhas reconhecem a voz do verdadeiro Pastor, Jesus Cristo, pois ele doa a vida em expiação da Salvação de Todos. Nas Palavras do próprio Jesus: “Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem, assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai. Eu dou minha vida pelas ovelhas” (cf. Jo 10,14-15).

A Segunda Leitura retirada da Primeira Carta de São João (1Jo 3,1-2), conclui a reflexão do Bom Pastor que, além de sermos as ovelhas, somos chamados Filhos de Deus! E que chegará o dia que, ao ouvirmos a Voz do Pastor, iremos vivenciar a maior de todas as graças, pois “quando Jesus se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque o veremos tal como ele é” (cf. 1Jo,2b), sendo um só rebanho em torno do Bom Pastor.

Vivificados pelas Palavras desta Liturgia, busquemos sempre mais encontrar o cuidado do Bom Pastor através das Palavras de Salvação, da reflexão do amor e da busca da conversão, “para que o rebanho possa atingir, apesar de nossas fraquezas, a fortaleza do Pastor!”

Saudações em Cristo Ressuscitado! Aleluia!

Dom Eurico dos Santos Veloso

Arcebispo Emérito de Juiz de Fora, MG