Unir pessoas é melhor que ganhar dinheiro

218

Havia, certa vez, um advogado que era bem preparado profissionalmente e nunca tinha perdido uma causa. Ele fazia parte da pastoral familiar, inclusive dava palestra em encontros de casais.

Em seu escritório, quando aparecia um casal querendo se desquitar ou divorciar, ele sentava-se com os dois e, através de perguntas bem direcionadas, levava-os a se abrirem, em clima de paz. Terminada a conversa, convidava-os para um cafezinho.

Um dia, uma jovem esposa lhe disse: “É minha sogra que está nos separando, Doutor. Eu já não aguento mais as interferências dela na nossa vida”.

O advogado falou: “Está bom. Eu vou fazer o desquite. Mas antes quero uma conversa entre nós quatro: vocês dois, eu e ela”. Na hora combinada, trouxeram a sogra.

Resultado: Ajudados pelo advogado, os três entraram em acordo e o casal desistiu do desquite. Foi servido novo cafezinho.

Com isso, é claro, o advogado perdeu seus honorários.

Hoje, vinte anos depois, esse casal já são avós e se amam muito. Aprenderam a conviver com o problema da sogra.

Não foi só uma vez que ele levou casais a desistirem do desquite ou do divórcio. E sua família nunca passou fome. Deus cuida dos seus filhos queridos.

Maria Santíssima é a primeira a torcer pela perseverança dos casais, pois a família de Nazaré foi constituída por Deus modelo para as famílias. Mãe de Deus, intercedei pelos nossos lares.