O sopro do Espírito Santo!

270
O sopro do Espírito Santo!

PRECISO MUITO TE AJUDA !
Divida desse mês é de R$ 514,00 (referente a mensalidade do servidor do site) Data para acertar o pagamento: 17/06
Valor arrecadado: R$ 104,89
FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR
PIX CHAVE EMAIL: doacao@catequizar.com.br
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

O tema deste domingo é, evidentemente, o Espírito Santo. Dom de Deus a todos os crentes, o Espírito dá vida, renova, transforma, constrói comunidade e faz nascer o Homem Novo.

Vindos de diferentes realidades e iluminados pelo Espírito de Deus, celebramos a solenidade de Pentecostes. O sopro divino desce sobre nós e nos congrega na mesma fé e numa só família, na alegria e na fraternidade. Renovada pelo Espírito criador, a Igreja se fortalece na missão e põe seus dons a serviço do bem comum.

O Evangelho (Jo 20,19-23) apresenta-nos a comunidade cristã, reunida à volta de Jesus ressuscitado. Para João, esta comunidade passa a ser uma comunidade viva, recriada, nova, a partir do dom do Espírito. É o Espírito que permite aos crentes superar o medo e as limitações e dar testemunho no mundo desse amor que Jesus viveu até às últimas consequências. A presença do Ressuscitado provoca alegria nos discípulos, trancados por medo. Eles são enviados como mensageiros da paz e da reconciliação. O sopro do Ressuscitado lembra o do Gênesis, que cria o ser humano. Com a presença do Espírito divino, nova humanidade surge de todos aqueles que se propõem seguir os passos de Jesus.

Na primeira leitura (Atos 2,1-11), São Lucas sugere que o Espírito é a lei nova que orienta a caminhada dos crentes. É Ele que cria a nova comunidade do Povo de Deus, que faz com que os homens sejam capazes de ultrapassar as suas diferenças e comunicar, que une numa mesma comunidade de amor, povos de todas as raças e culturas. Talvez seja interessante contrastar esta leitura com aquela de Gênesis, da missa da vigília. Enquanto Gênesis relata confusão e desentendimento. A leitura de hoje confirma a promessa do envio do Espírito Santo e o convergir das nações à unidade. O Espírito Santo dá aos seguidores de Jesus a capacidade de proclamar o Evangelho nas línguas e culturas de cada povo.

Na segunda leitura(1Cor 12,3-7.12-13), São Paulo avisa que o Espírito é a fonte de onde brota a vida da comunidade cristã. É Ele que concede os dons que enriquecem a comunidade e que fomenta a unidade de todos os membros; por isso, esses dons não podem ser usados para benefício pessoal, mas devem ser postos ao serviço de todos. A diversidade de dons é fruto do mesmo Espírito Santo: unidade do Espírito e diversidade de carismas. Os diversos dons e as várias manifestações do Espírito têm o Senhor como única fonte e são concedidos para serem postos a serviço da comunidade.

Pentecostes é como que o nascimento da Igreja, fecundada pelo Espírito de Deus. As primeiras comunidades cristãs reconheceram que o Espírito Santo que agiu em Jesus era o mesmo que estava agindo nelas. Ele continua presente e agindo na Igreja e nas comunidades cristãs de todos os tempos. É o vento, o sopro vital que renova continuamente cada uma das comunidades eclesiais e cada um dos batizados. Vamos pedir os dons do Divino Espírito Santo e que possamos com a nossa vida levar o vento generoso da graça santificante do Ressuscitado a todos os homens e mulheres de boa vontade. Vem Espírito Santo, vem!

+ Eurico dos Santos VelosoArcebispo Emérito de Juiz de Fora, MG