O olhar de amor de Jesus – ser compassivo e desprendido!

renunciar a riqueza e viver em oração para ter o amor de Jesus

A liturgia do 28º Domingo do Tempo Comum convida-nos a refletir sobre as escolhas que fazemos; recorda-nos que nem sempre o que reluz é ouro e que é preciso, por vezes, renunciar a certos valores perecíveis, a fim de adquirir os valores da vida verdadeira e eterna.

Na primeira leitura(Sb 7,7-11), um “sábio” de Israel apresenta-nos um “hino à sabedoria”. O texto convida-nos a adquirir a verdadeira “sabedoria” (que é um dom de Deus) e a prescindir dos valores efêmeros que não realizam o homem. O verdadeiro “sábio” é aquele que escolheu escutar as propostas de Deus, aceitar os seus desafios, seguir os caminhos que Ele indica. O louvor à sabedoria é o grande destaque desta leitura. Quem é sábio se alegra em sua busca, dedicando seu coração à senda da justiça. De fato, a sabedoria pode trazer o que é bom àqueles que amam a Deus e o procuram sem cessar. Essa deve ser uma atitude constante, porque a verdade e a paz se encontram em Deus. Ele é a fonte da sabedoria e nela não há engano. As demais coisas são passageiras e não podem trazer a salvação, mas Deus permanece e sua misericórdia é eterna.

O Evangelho (Mc 10,17-30) apresenta-nos um homem que quer conhecer o caminho para alcançar a vida eterna. Jesus convida-o renunciar às suas riquezas e a escolher “caminho do Reino” –  caminho de partilha, de solidariedade, de doação, de amor. É nesse caminho – garante Jesus aos seus discípulos – que o homem se realiza plenamente e que encontra a vida eterna. O Senhor nos deu seus mandamentos, mas muito ainda precisam caminhar para entenderem o que significa amar o próximo. O Senhor nos deu sua Palavra de Salvação, mas muitos precisam, ainda, aprender a escutá-la de verdade, para que sua vida seja agradável a Deus no serviço aos irmãos. Claro está que não basta conhecer os mandamentos, mas é preciso promover a sua prática na direção daqueles que mais precisam e mais espelham as verdades do Evangelho aos pobres. Sendo pobres para as coisas materiais, sabem enxergar a verdadeira sabedoria e ver, de fato, onde estão as riquezas que não enferrujam e não estragam. Aprendamos também cada um de nós, os batizados!

A segunda leitura(Hb 4,12-13) convida-nos a escutar e a acolher a Palavra de Deus proposta por Jesus. Ela é viva, eficaz, atuante. Uma vez acolhida no coração do homem, transforma-o, renova-o, ajuda-o a discernir o bem e o mal e a fazer as opções corretas, indica-lhe o caminho certo para chegar à vida plena e definitiva. O valor da Palavra de Deus e a sua eficácia é fundamental na vida de cada batizado. A Palavra de Deus é comparada à espada, porque penetra até o coração da pessoa, o íntimo de sua liberdade, e não a deixa acomodada. Não podemos ficar-lhe indiferentes, temos de aceita-la ou recusá-la.

Quem está preocupado em ganhar a vida eterna? Somente aquele que relativiza as riquezas deste mundo. O dinheiro não compra o caminho do céu. Jesus propõe ao rico do Evangelho que mude seu enfoque atual e seja solidário, despojado, desprendido. O caminho para alcançar a “outa vida’ passa por uma nova maneira de dispor dos próprios bens e riquezas.

O céu começa a ficar próximo de cada um de nós quando buscamos viver conforme a bondade de Deus, pois ele é bom e nos ensina como ser bons e compassivos para com os marginalizados e excluídos.

O Papa Francisco dá um caminho na “Evangelii Gaudium” que ninguém pode nos roubar no caminho da evangelização e do céu: o entusiasmo missionário(EG 80); a alegria da evangelização(EG 83); a esperança(EG 86); a comunidade(EG 92); o ideal do amor fraterno(EG 101); a força missionária(EG 109) e a força da piedade popular(EG 124). A prática de Jesus é a bondade infinita do Pai. Abandonemos a “bolha de conforto” buscando a segurança eterna do céu.

As exigências de Jesus, que nos dirige um olhar de amor e nos pede a sabedoria de fazer a opção decisiva pelo Reino de Deus. Porque Deus é bom, ele nos ajuda a discernir os pensamentos e intenções do nosso coração, de modo que, livres do apego às riquezas passageiras deste mundo, escolhamos sempre o caminho da caridade e da solidariedade que nos abrem as portas do céu! Assim o façamos em nome do Redentor!

+ Eurico dos Santos Veloso

Arcebispo Emérito de Juiz de Fora, MG

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !