Liturgia diária Unidade cristã

7ª Semana da Páscoa – Ano Litúrgico C

12 de maio de 2016

ORAÇÃO DO DIA

Espírito de comunhão, não permitas que se rompam os laços que me ligam a todos os meus irmãos e irmãs, e faça-me compreender o valor da unidade proclamada por Jesus.

PRIMEIRA LEITURA: At 22,30; 23,6-11

Leitura dos Atos dos Apóstolos – Naqueles dias, 30querendo saber com certeza por que Paulo estava sendo acusado pelos judeus, o tribuno soltou-o e mandou reunir os chefes dos sacerdotes e todo o conselho dos anciãos. Depois fez trazer Paulo e colocou-o diante deles.
23,6Sabendo que uma parte dos presentes eram saduceus e a outra parte eram fariseus, Paulo exclamou no conselho dos anciãos: “Irmãos, eu sou fariseu e filho de fariseus. Estou sendo julgado por causa da nossa esperança na ressurreição dos mortos”. 7Apenas falou isso, armou-se um conflito entre fariseus e saduceus, e a assembleia se dividiu.
8Com efeito, os saduceus dizem que não há ressurreição, nem anjo, nem espírito, enquanto os fariseus sustentam uma coisa e outra. 9Houve, então, uma enorme gritaria. Alguns doutores da Lei, do partido dos fariseus, levantaram-se e começaram a protestar, dizendo: “Não encontramos nenhum mal neste homem. E se um espírito ou anjo tivesse falado com ele?”
10E o conflito crescia cada vez mais. Receando que Paulo fosse despedaçado por eles, o comandante ordenou que os soldados descessem e o tirassem do meio deles, levando-o de novo para o quartel. 11Na noite seguinte, o Senhor aproximou-se de Paulo e lhe disse: “Tem confiança. Assim como tu deste testemunho de mim em Jerusalém, é preciso que tu sejas também minha testemunha em Roma” – Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 15

  — Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!
— Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!

— Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio! Digo ao Senhor: “Somente vós sois meu Senhor”. Ó Senhor, sois minha herança e minha taça, meu destino está seguro em vossas mãos!

— Eu bendigo o Senhor, que me aconselha, e até de noite me adverte o coração. Tenho sempre o Senhor ante meus olhos, pois se o tenho a meu lado não vacilo.

— Eis por que meu coração está em festa, minha alma rejubila de alegria, e até meu corpo no repouso está tranquilo; pois não haveis de me deixar entregue à morte, nem vosso amigo conhecer a corrupção.

— Vós me ensinais vosso caminho para a vida; junto a vós, felicidade sem limites, delícia eterna e alegria ao vosso lado!

EVANGELHO:  Jo 17,20-26

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, Jesus ergueu os olhos ao céu e rezou, dizendo: 20“Pai santo, eu não te rogo somente por eles, mas também por aqueles que vão crer em mim pela sua palavra; 21para que todos sejam um como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, e para que eles estejam em nós, a fim de que o mundo creia que tu me enviaste.
22Eu dei-lhes a glória que tu me deste, para que eles sejam um, como nós somos um: 23eu neles e tu em mim, para que assim eles cheguem à unidade perfeita e o mundo reconheça que tu me enviaste e os amaste, como me amaste a mim. 24Pai, aqueles que me deste, quero que estejam comigo onde eu estiver, para que eles contemplem a minha glória, glória que tu me deste porque me amaste antes da fundação do universo. 25Pai justo, o mundo não te conheceu, mas eu te conheci, e estes também conheceram que tu me enviaste.
26Eu lhes fiz conhecer o teu nome, e o tornarei conhecido ainda mais, para que o amor com que me amaste esteja neles, e eu mesmo esteja neles”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Oração sacerdotal. Jesus reza por eles e pelos que haveriam de crer pela palavra deles. Jesus rezou pela Igreja de hoje, para que se mantenha na unidade e testemunhe de tal modo a fé que o mundo creia. A unidade cristã dos fiéis garante ao mundo descrente que Jesus é o enviado do Pai. Quando todos os que creem em Cristo estiverem unidos na mesma fé, na mesma esperança e na mesma caridade, o mundo crerá e o Senhor voltará. Jesus reza por nós como rezamos uns pelos outros. Compete agora a cada um fazer a sua parte. Todos convergindo para Cristo e intimamente unidos a ele, e todos unidos entre si na mais perfeita unidade. Cristo ocupa o lugar central e todos os que o seguem numa comunidade de discípulos unem-se em torno dele, formando um só corpo. Tudo o mais é secundário e pode existir na medida em que estiver a serviço do essencial. Sem ser do mundo, esta comunidade está no mundo como fermento na massa.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2016’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém! Que todos sejam um, esse é o desejo de Jesus, para que não haja falta de amor entre os irmãos e para que testemunhem o amor divino. Confiemo-nos, neste momento de oração, ao Espírito Santo, para que nos ajude a compreender o que é viver o amor de Deus, como o próprio Jesus nos ensinou. “Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai, Senhor, o vosso Espírito, e tudo será criado, e renovareis a face da terra. Oremos: ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito, e gozemos sempre da sua consolação, por Cristo, Senhor nosso. Amém!”

Leitura (Verdade)
O que diz o Evangelho de hoje? Faça sua leitura pausadamente, grifando os trechos e as palavras que mais lhe chamam atenção. Se desejar, faça a leitura dos versículos anteriores, para que o(a) ajudem na compreensão do texto. Como você pode perceber, o Evangelho relata a oração sacerdotal de Jesus, na qual Ele pede pela unidade dos cristãos: “Que todos sejam um, como tu, Pai, estás em mim, e eu em ti” (Jo 17,21).

Meditação (Caminho)
O que o texto lhe diz? Agora que você já sabe qual é seu tema central, procure perceber o que o Evangelho diz diretamente a você. Leia-o novamente, se achar necessário, escute a voz de Deus, medite sobre a Palavra, deixe-se tocar por ela e não a perca de vista.

Oração (Vida)
Apresente-se para a sua oração, pensando no modo como a Palavra o(a) tocou. É importante identificar o que o texto o(a) leva a dizer a Deus, para então fazer sua oração ao Senhor. Depois, apresente também as realidades e as intenções que estão em seu coração.

Contemplação (Vida e Missão)
Coloque-se em profunda sintonia com o Senhor e procure perceber o que Palavra o(a) levou a experimentar durante a leitura orante. Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Ao decorrer do dia, procure responder aos apelos que Deus despertou em seu coração.

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

[apss_share]