Oração diária, Quem perder sua vida por causa de mim a salvará - Lc 9,22-25
Faça uma doação de qualquer valor e ajude a manter o site no ar !

PIX CHAVE EMAIL: doacao@catequizar.com.br
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Lc 9,22-25

“Tome sua cruz e siga-me.”. Para seguir e continuar até o fim é preciso boa disposição e não ter muito peso para carregar.

Façamos a oração do dia: Pai, dá-me a firme disposição de renunciar a todos os meus projetos pessoais, para abraçar unicamente o projeto de Jesus, mesmo devendo passar por sofrimentos.

Quinta-feira depois das Cinzas – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 18 de fevereiro de 2021

PRIMEIRA LEITURA: Dt 30,15-20 

Leitura do Livro do Deuteronômio.

Moisés falou ao povo dizendo: 15“Vê que eu hoje te proponho a vida e a felicidade, a morte e a desgraça. 16Se obedeceres aos preceitos do Senhor teu Deus, que eu hoje te ordeno, amando ao Senhor teu Deus, seguindo seus caminhos e guardando seus mandamentos, suas leis e seus decretos, viverás e te multiplicarás, e o Senhor teu Deus te abençoará na terra em que vais entrar, para possuí-la.

17Se, porém, o teu coração se desviar e não quiseres escutar, e se, deixando-te levar pelo erro, adorares deuses estranhos e os servires, 18eu vos anuncio hoje que certamente perecereis. Não vivereis muito tempo na terra onde ides entrar, depois de atravessar o Jordão, para ocupá-la.

19Tomo hoje o céu e a terra

como testemunhas contra vós, de que vos propus a vida e a morte, a bênção e a maldição. Escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e teus descendentes, 20amando ao Senhor teu Deus, obedecendo à sua voz e apegando-te a ele — pois ele é a tua vida e prolonga os teus dias —, a fim de que habites na terra que o Senhor jurou dar a teus pais Abraão, Isaac e Jacó”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 1

— É feliz quem a Deus se confia!

— É feliz quem a Deus se confia!

— Feliz é todo aquele que não anda conforme os conselhos dos perversos; que não entra no caminho dos malvados, nem junto aos zombadores vai sentar-se; mas encontra seu prazer na lei de Deus e a medita, dia e noite, sem cessar.

— Eis que ele é semelhante a uma árvore, que à beira da torrente está plantada; ela sempre dá seus frutos a seu tempo, e jamais as suas folhas vão murchar. Eis que tudo o que ele faz vai prosperar.

— Mas bem outra é a

sorte dos perversos. Ao contrário, são iguais à palha seca espalhada e dispersada pelo vento. Pois Deus vigia o caminho dos eleitos, mas a estrada dos malvados leva à morte.

EVANGELHO:  Lc 9,22-25

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 22“O Filho do Homem deve sofrer muito, ser rejeitado pelos anciãos, pelos sumos sacerdotes e doutores da Lei, deve ser morto e ressuscitar no terceiro dia”.

23Depois Jesus disse a todos: “Se alguém me quer seguir, renuncie a si mesmo, tome sua cruz cada dia, e siga-me. 24Pois quem quiser salvar a sua vida, vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim, esse a salvará. 25Com efeito, de que adianta a um homem ganhar o mundo inteiro, se se perde e se destrói a si mesmo?”

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

“Tome sua cruz e siga-me.” Estamos começando

a Quaresma e queremos chegar à Páscoa da Ressurreição. Para seguir e continuar até o fim é preciso boa disposição e não ter muito peso para carregar. A visão da ressurreição ilumina e dá sentido ao que hoje não é tão claro. É até obscuro e cheio de porquês. Por que tem que ser assim? Por que Deus permite que isso aconteça? Por que para os outros sim e para mim não? Diminua a bagagem, e a caminhada se tornará ágil. Renuncie a si mesmo e caminhe com leveza. Perder a vida por causa de Cristo é salvar-se.

É Quaresma, tempo exigente até para compreender o que se espera de nós. Sabemos, porém, pela experiência dos outros, pessoas de heroica virtude, que a oração, a esmola e o jejum aliviam o peso da vida. Somos pó agora e colocamos sobre os ombros cargas pesadas que serão reduzidas a pó. Na semana das Cinzas fica na memória que somos pó e pó nos tornaremos. A vantagem do pó é ser leve e levantar-se com o sopro do vento. Contamos com o Vento e o seu sopro, desde já e depois também. Leves e ressuscitados nos levantaremos na Páscoa da Ressurreição. Salve a sua vida agora e não a perca. Os fortes caminham dia após dia com a cruz às costas. Movidos pelo Amor, que é o mesmo Vento, amam a caminhada.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Na dinâmica do caminho quaresmal que iniciamos na Quarta-Feira de Cinzas, somos introduzidos, aos poucos, por meio da liturgia, nos acontecimentos da vida de Jesus. No Evangelho de hoje, com o anúncio de sua paixão, morte e ressurreição, Jesus prepara seus discípulos para esses eventos. Ao mesmo tempo, Ele nos convida ao seu seguimento e apresenta as condições para quem se coloca a caminho.

Peçamos: “Senhor Jesus, dá-me um coração simples para compreender a riqueza de ensinamentos escondida em tua Palavra. Envia teu Espírito Santo para que eu não tenha medo de escutá-la e vivê-la conforme a tua vontade. Que a Palavra transforme o meu coração através da fé e confiança que eu deposito em ti. Amém.”

Leitura (Verdade)

Evangelho: Lc 9,22-25 Jesus explicou: “É necessário o Filho do Homem sofrer muito e ser rejeitado pelos anciãos, sumos sacerdotes e escribas, ser morto e, no terceiro dia, ressuscitar”. Depois, Jesus começou a dizer a todos: “Se alguém quer vir após mim, renuncie a si mesmo, tome sua cruz, cada dia, e siga-me. Pois quem quiser salvar sua vida a perderá, e quem perder sua vida por causa de mim a salvará. Com efeito, de que adianta a alguém ganhar o mundo inteiro, se vier a perder-se e a arruinar a si mesmo?” É o momento de compreendermos o texto.

O que diz o Evangelho de hoje? Qual é o contexto da mensagem de Jesus? Quais são as orientações dadas por Jesus? Por que Ele faz o anúncio de sua paixão, morte e ressurreição? “Na ótica de Israel, o Messias seria um vencedor e – certamente – restabeleceria a grandeza nacional. O texto de Lucas vem logo a seguir à solene declaração de Pedro: “Tu és o Messias, o Cristo de Deus”.

Sem negar a afirmação de Pedro, Jesus acrescenta dois elementos que não faziam parte da concepção messiânica da época: sofrimento e ressurreição. Em vez de um líder poderoso, o Homem das Dores. E isso implica uma mudança radical no imaginário dos apóstolos. Eles precisavam assumir a cruz e escolher o último lugar, se quisessem ser seus discípulos. Jesus apresenta uma estranha lógica, invertendo todos os valores: saber perder. Nesta Quaresma, somos convidados a assumir nossa condição de discípulos de Jesus.”

Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim? Como compreendo e situo minhas atitudes dentro desta fala de Jesus? Qual é minha cruz? Como a carrego? Que sentido tem o sofrimento para mim?

Oração (Vida)

Agradeça a riqueza da Palavra de Deus e os ensinamentos escondidos em cada palavra. Agradeça os convites, apelos, desafios que o Senhor o(a) convida a viver neste dia. Faça também uma revisão da sua vida e apresente ao Senhor os apelos de conversão que você deseja viver com a graça de Deus. Conclua sua oração recordando e entregando ao Senhor as pessoas que você ama, para que Ele as fortaleça e lhes dê coragem para tomar a cruz de cada dia e segui-lo.

Contemplação (Vida e Missão)

Qual é a aplicação da Palavra em sua vida? O que você se propõe a viver concretamente neste dia? O que este evangelho pede à sua vida, aqui e agora?

Bênção

– Deus pai de misericórdia, conceda a todos nós, como concedeu ao filho prodigo a alegria do retorno a casa.
– O senhor Jesus Cristo, modelo de oração e de vida, nos guie nesta caminhada quaresmal a uma verdadeira conversão.
– O espirito de sabedoria e fortaleza nos sustente na luta contra o mal, para podermos com Cristo, celebrar a vitória da pascoa.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui