Oração diária, Ai de vós que deixais de lado a justiça e o amor de Deus - Lc 11,42-46

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Lc 11,42-46

Façamos a oração do dia: Pai, coloca-me em sintonia com Jesus para quem a justiça e o amor a ti valem mais que o legalismo dos que são incapazes de descobrir o teu verdadeiro desígnio.

28ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 13 de outubro de 2021

PRIMEIRA LEITURA:  Rm 2,1-11  

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos.

1Ó homem, qualquer que sejas, tu que julgas, não tens desculpa; pois, julgando os outros, te condenas a ti mesmo, já que fazes as mesmas coisas, tu que julgas.

2Ora, sabemos que o julgamento de Deus se exerce segundo a verdade contra os que praticam tais coisas. 3Ó homem, tu que julgas os que praticam tais coisas e, no entanto, as fazes também tu, pensas que escaparás ao julgamento de Deus? 4Ou será que desprezas as riquezas de sua bondade, de sua tolerância, de sua longanimidade, não entendendo que a benignidade de Deus é um insistente convite para te converteres?

5Por causa de teu endurecimento no mal e por teu coração impenitente, estás acumulando ira para ti mesmo, no dia da ira, quando se revelará o justo juízo de Deus.

6Deus retribuirá a cada um segundo as suas obras. 7Para

aqueles que, perseverando na prática do bem, buscam a glória, a honra e a incorruptibilidade, Deus dará a vida eterna; 8porém, para os que, por espírito de rebeldia, desobedecem à verdade e se submetem à iniquidade, estão reservadas ira e indignação.

9Tribulação e angústia para toda pessoa que faz o mal, primeiro para o judeu, mas também para o grego; 10glória, honra e paz para todo aquele que pratica o bem, primeiro para o judeu, mas também para o grego; 11pois Deus não faz distinção de pessoas.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 62(61)

— Senhor, pagais a cada um, conforme suas obras.

— Senhor, pagais a cada um, conforme suas obras.

— Só em Deus a minha alma tem repouso, porque dele é que me vem a salvação! Só ele é meu rochedo e salvação, a fortaleza, onde encontro segurança!

— Só em Deus a minha alma tem repouso, porque dele é que me vem a salvação! Só ele é meu rochedo e salvação, a fortaleza, onde encontro segurança!

— Povo todo, esperai sempre no Senhor, e abri diante dele o coração: nosso Deus é um refúgio para nós!

EVANGELHO:
Lc 11,42-46

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse o Senhor: 42“Ai de vós, fariseus, porque pagais o dízimo da hortelã, da arruda e de todas as outras ervas, mas deixais de lado a justiça e o amor de Deus. Vós deveríeis praticar isso, sem deixar de lado aquilo. 43Ai de vós, fariseus, porque gostais do lugar de honra nas sinagogas, e de serdes cumprimentados nas praças públicas. 44Ai de vós, porque sois como túmulos que não se veem, sobre os quais os homens andam sem saber”.

45Um mestre da Lei tomou a palavra e disse: “Mestre, falando assim, insulta-nos também a nós!” 46Jesus respondeu: “Ai de vós também, mestres da Lei, porque colocais sobre os homens cargas insuportáveis, e vós mesmos não tocais nessas cargas, nem com um só dedo”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Jesus estava falando do sinal de Jonas, da luz interior, do olhar sadio quando foi convidado para almoçar na casa de um fariseu. No almoço, continuou falando com duras críticas aos escribas e fariseus. Ficam presos a preceitos e minúcias e abandonam a justiça e o amor de Deus. Buscam o primeiro lugar e honrarias e por dentro têm a podridão dos túmulos. A um Mestre da Lei que reagiu, criticou os legistas que impõem aos outros obrigações que eles mesmos não cumprem.

Os

discípulos, que estavam sendo instruídos no caminho para Jerusalém, aprenderam que é preciso observar preceitos sem anular mandamentos. Não se dispensem da justiça e do amor por terem pago o dízimo da hortelã. Cada coisa em seu lugar, de preferência no último com títulos e honrarias. Não exijam dos outros o que não são capazes de fazer. Se as aparências enganam, o discípulo não pode viver de aparências. Se não é perfeita, a coerência deve tornar-se um objetivo a ser alcançado pelo esforço de uma conversão contínua. O mundo não perdoa, mas Deus sim. O mundo não esquece, mas Deus não se lembra.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Na escuta, meditação e contemplação da Palavra de Deus, acolhamos o Senhor que fala ao nosso coração. Ele nos recorda que o Pai sonda o nosso coração e nos conhece profundamente, por isso, de nada valem as aparências.

Jesus Cristo quer renovar nosso interior, a casa de nossa existência, e nos colocar numa caminhada de fé, de vida e de compromisso fraterno, no caminho do amor verdadeiro.

Rezemos: “Divino Espírito Santo, necessitamos muito de vossa ajuda para conhecer o caminho que devemos seguir. Temos necessidade de Vós, para que o nosso coração, inundado pela vossa consolação, se abra e que, muito além das palavras e dos conceitos, possamos perceber a vossa presença. Iluminai a nossa mente, movei o nosso coração, para que esta meditação produza em nós frutos de vida. Amém.”

Leitura (Verdade)

Ao ler o Evangelho observe quais críticas Jesus faz aos escribas e fariseus? Quais são as leis mais importantes que devem ser praticadas, segundo o texto bíblico?

“Os mestres da espiritualidade garantem que os santos são exigentes consigo mesmos e misericordiosos com os irmãos. Já os pecadores exigem tudo dos outros, mas são tolerantes com as próprias atitudes. Os fariseus tinham feito da observância da Lei um meio para manter seus privilégios e oprimir o povo em nome de Deus. Eles haviam deixado de lado a justiça e o amor de Deus. Para esconder roubos e maldades, refugiam-se atrás de um aparato de falsa religiosidade. Os especialistas em leis se apossam da chave da ciência e interpretam as leis conforme seus interesses. Exerciam o controle sobre o povo, impedindo o surgimento do novo. Contrariamente a eles, Jesus anuncia um novo modo de viver, a partir do amor e da solidariedade.”

Meditação (Caminho)

O que o texto para mim? Como acolho as palavras e os ensinamentos de Jesus em minha vida?
Coloque-se diante da Palavra e esteja atento(a) ao que o Senhor diz ao seu coração durante a meditação.

Oração (Vida)

Apresente, confiante, a sua oração ao Senhor. Ele acolhe os nossos pedidos feitos com fé e sinceridade de coração. Estamos no mês missionário. Em sua oração, lembre-se dos missionários espalhados pelo mundo, que doam a sua vida a serviço do Reino.
Conclua com esta oração missionária: “Deus Pai, Filho e Espírito Santo, nós vos louvamos e bendizemos pela vossa comunhão, princípio e fonte da missão. Ajudai-nos, à luz do Evangelho da paz, a testemunhar com esperança um mundo de justiça e diálogo, de honestidade e verdade, sem ódio e sem violência. Ajuda-nos a sermos irmãos e irmãs, seguindo Jesus Cristo, rumo ao Reino definitivo. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)

Sintetize em poucas palavras o apelo que você sentiu em seu coração, para colocá-lo em prática durante o dia. O que você se propõe a viver? Como pretende atingir esse propósito?

Bênção

– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– que ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
– que volte para nós o seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !