Oração diária, O jovem rico - Mc 10,17-30

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mc 10,17-30

Façamos a oração do dia: Senhor Jesus, reforça minha liberdade interior de forma que nada, neste mundo, me impeça de cumprir a vontade do Pai.

28º Domingo do Tempo Comum – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 10 de outubro de 2021

PRIMEIRA LEITURA: Sb 7,7-11  

Leitura do Livro da Sabedoria:

7“Orei, e foi-me dada a prudência; supliquei, e veio a mim o espírito da sabedoria. 8Preferi a Sabedoria aos cetros e tronos e, em comparação com ela, julguei sem valor a riqueza; 9a ela não igualei nenhuma pedra preciosa, pois, a seu lado, todo o ouro do mundo é um punhado de areia e, diante dela, a prata será como a lama. 10Amei-a mais que a saúde e a beleza, e quis possuí-la mais que a luz, pois o esplendor que dela irradia não se apaga. 11Todos os bens me vieram com ela, pois uma riqueza incalculável está em suas mãos”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 90(89)

— Saciai-nos, ó Senhor, com vosso amor,/ e exultaremos de alegria!

— Saciai-nos, ó Senhor, com vosso amor,/ e exultaremos de alegria!

— Ensinai-nos a contar os nossos dias,/ e dai ao nosso coração sabedoria!/ Senhor, voltai-vos! Até quando tardareis?/ Tende piedade e compaixão de vossos servos!

— Saciai-nos de manhã com vosso amor,/ e exultaremos de alegria todo o dia!/ Alegrai-nos pelos dias que sofremos,/ pelos anos que passamos na desgraça!

— Manifestai

a vossa obra a vossos servos,/ e a seus filhos revelai a vossa glória!/ Que a bondade do Senhor e nosso Deus/ repouse sobre nós e nos conduza!/ Tornai fecundo, ó Senhor, nosso trabalho.

SEGUNDA LEITURA: Hb 4,12-13  

Leitura da Carta aos Hebreus:

12A Palavra de Deus é viva, eficaz e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes. Penetra até dividir alma e espírito, articulações e medulas. Ela julga os pensamentos e intenções do coração. 13E não há criatura que possa ocultar-se diante dela. Tudo está nu e descoberto aos seus olhos, e é a ela que devemos prestar contas.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

EVANGELHO: Mc 10,17-30

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós!

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 17quando Jesus saiu a caminhar, veio alguém correndo, ajoelhou-se diante dele e perguntou: “Bom Mestre, que devo fazer para ganhar a vida eterna?”

18Jesus disse: “Por que me chamas de bom? Só Deus é bom, e mais ninguém. 19Tu conheces os mandamentos: não matarás; não cometerás adultério; não roubarás; não levantarás falso testemunho; não prejudicarás ninguém; honra teu pai e tua mãe”.

20Ele

respondeu: “Mestre, tudo isso tenho observado desde a minha juventude”.

21Jesus olhou para ele com amor, e disse: “Só uma coisa te falta: vai, vende tudo o que tens e dá aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois vem e segue-me!”

22Mas quando ele ouviu isso, ficou abatido e foi embora cheio de tristeza, porque era muito rico.

23Jesus então olhou ao redor e disse aos discípulos: “Como é difícil para os ricos entrar no Reino de Deus!”

24Os discípulos se admiravam com estas palavras, mas ele disse de novo: “Meus filhos, como é difícil entrar no Reino de Deus! 25É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus!”

26Eles ficaram muito espantados ao ouvirem isso, e perguntavam uns aos outros: “Então, quem pode ser salvo?”

27Jesus olhou para eles e disse: “Para os homens isso é impossível, mas não para Deus. Para Deus tudo é possível”.

28Pedro

então começou a dizer-lhe: “Eis que nós deixamos tudo e te seguimos”.

29Respondeu Jesus: “Em verdade vos digo, quem tiver deixado casa, irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos, campos, por causa de mim e do Evangelho, 30receberá cem vezes mais agora, durante esta vida — casa, irmãos, irmãs, mães, filhos e campos, com perseguições — e, no mundo futuro, a vida eterna.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Homens, mulheres, famílias, nações são diferentes de acordo com a riqueza que possuem. A desigualdade social é medida segundo a renda de cada pessoa. Este tem muito dinheiro para viver, aquele sobrevive não se sabe como. O fato de eu ter dinheiro pode me levar a pensar que eu sou o maior.

É verdade que quem tem o dinheiro na mão tem o poder, até mesmo em paróquias e grupos religiosos. É verdade também que todos querem ser chamados de Henrique, porque querem “henrique-ser”. Alguém perguntou a Jesus o que devia fazer para ganhar a vida eterna. A pessoa – vamos chamá-lo de “jovem”, como faz São Mateus – era observante dos mandamentos da Lei de Deus. Ele e Jesus conversaram sobre os mandamentos. Jesus gostou dele e lhe propôs dar um passo à frente no caminho para a vida eterna. Propôs-lhe que vendesse tudo que tinha, desse o dinheiro aos pobres e o seguisse.

O jovem, porém, era muito rico. Sentiu muito, ficou pesaroso, mas foi-se embora. No epílogo dessa história, Jesus, olhando ao redor, exclama diante dos discípulos: “Como é difícil, para os que possuem riquezas, entrar no Reino de Deus”. É difícil, mas não impossível, porque “para Deus tudo é possível”. Pedro, como sempre, se entusiasmou e lembrou a Jesus que eles tinham deixado tudo para segui-lo. Não ficarão sem recompensa. Receberão cem vezes mais neste mundo e, no mundo futuro, a vida eterna. Tudo isso, porém, com perseguições. Assim está escrito. Jesus vale mais do que tudo. Ele é a Sabedoria Encarnada. O rei Salomão, encantado com a Sabedoria, diz que tem bom senso e sabe apreciar a Sabedoria, que vale mais do que todas as riquezas. Todos os bens vêm junto com ela. Quem deixa tudo por Cristo e por seu Evangelho é verdadeiramente sábio e adquire tudo de uma só vez. Mas não se deixa tudo para seguir a Cristo apenas espiritualmente.

Nossas ações devem ser vistas exteriormente. Há uma intenção interior que dá qualidade a nossos atos. Pedro e seus companheiros não deixaram muita coisa. Sabemos, porém, que uma canoa e uma rede podem ter um valor imenso para um egoísta e uma grande conta bancária não significar muito para o altruísta. Na vida, a posse de bens deve ser equilibrada. A falta de tudo faz com que a pessoa se apegue ao pouco que tem como algo de valor absoluto. Não ter nada faz com que eu me apegue ao mínimo que tenho e o ter se torna uma necessidade imperiosa. Ter demais pode me tornar ambicioso, avarento e pouco generoso. Os muitos bens tornam-se correntes que prendem os meus pés ao chão em que vivo e me impedem de andar. Liberdade interior, duas palavras a serem compreendidas e um valor a ser conquistado.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Liturgia do 28º domingo do Tempo Comum. Que neste dia a Palavra de Deus esteja em nossa mente, em nosso coração e em nossas ações.

Oremos: “Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que Ele nos conceda a vida e nos ensine a verdade. Que nele encontremos salvação, felicidade e plenitude de amor. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto? Quais são os personagens da narrativa? O que buscava o homem que procurou por Jesus? Qual é o caminho para a vida eterna que Jesus nos apresenta? Qual foi o convite mais exigente que Jesus apresentou ao homem e que ele não foi capaz de assumir?

“Ser mensageiro do Reino exige disponibilidade, desprendimento. Os apóstolos, embora não tivessem grandes riquezas, abandonaram tudo e imediatamente seguiram Jesus. O Reino, garante Jesus, é a pedra preciosa pela qual vale a pena deixar tudo. O Evangelho fala também da impossibilidade de servir a dois senhores e lhes dá os nomes: Deus e o dinheiro. No diálogo são citados seis mandamentos. O que falta – o sétimo – é o seguimento de Jesus, a plenitude da vocação cristã, indicada pelo número 7. Dar aos pobres não cria ilusões, porque eles nunca poderão devolver. O jovem judeu, praticante dos Mandamentos, não tem a capacidade de superar a tentação do dinheiro. Ele vai embora e nunca mais se falará nele.” 

Meditação (Caminho)

O que Jesus veio fazer entre nós? Veio nos ensinar que a vida eterna passa pela nossa união ao dos Céus, Reino que Ele mesmo veio viver em nossa vida.

Se queremos a vida eterna, temos de olhar para Jesus, contemplá-lo, ou seja, aprender a viver a vida eterna. Ele se encarnou entre nós para para nos mostrar que é completamente possível viver o divino no humano, e o humano no divino.
O que o texto diz a você? Você também se pergunta, como o homem da narrativa: “Que devo fazer de bom para ter a vida eterna?” Você conhece e observa os mandamentos? Tem um coração disponível para viver a radicalidade do Evangelho?

Oração (Vida)

“Deus da História, que falastes as palavras eternas adaptando-as ao ouvido do homem, que não hesitaste em entrar Tu mesmo no tempo para te fazer encontrar, conhecer e amar por nós. Dá-nos não te procurar longe, mas reconhecer-te em todo lugar onde a tua Palavra proclama a certeza da tua presença, velada hoje, certamente, e sofrida, livre um dia, e brilhante no ocaso do tempo quando surgirá a aurora do teu retorno glorioso. Amém. Aleluia!” (Bruno Forte).

Contemplação (Vida e Missão)

Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Quais apelos o Evangelho lhe faz? Quais compromissos você deseja assumir em sua vida?

Bênção

O Senhor Jesus Cristo esteja ao meu lado para me sustentar,
Dentro de mim para me encorajar,
Diante de mim para me orientar,
Atrás de mim para me proteger,
Acima de mim para me abençoar.
Ele que vive e reina pelos séculos dos séculos. Amém.
Que a bênção de Deus Todo-Poderoso desça sobre mim, em nome do Pai, do Filho e do Espirito Santo. Amém.

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !