oração diária, Eu farei de vós pescadores de homens - Mc 1,14-20

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mc 1,14-20

O primeiro passo para o seguimento de Jesus é a conversão. O Evangelho é um convite a acolher o chamado de Jesus em uma atitude de conversão e liberdade.

Façamos a oração do dia: Pai, torna-me solícito em atender o convite à conversão, proclamado por Jesus. Que eu não perca a chance que me é dada de aderir, com sinceridade, ao teu Reino.

3º Domingo do Tempo Comum – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 24 de janeiro de 2021

PRIMEIRA LEITURA:  Jn 3,1-5.10 

Leitura da Profecia de Jonas:

1A palavra do Senhor foi dirigida a Jonas, pela segunda vez: 2“Levanta-te e põe-te a caminho da grande cidade de Nínive e anuncia-lhe a mensagem que eu te vou confiar”.

3Jonas pôs-se a caminho de Nínive, conforme a ordem do Senhor. Ora, Nínive era uma cidade muito grande; eram necessários três dias para ser atravessada. 4Jonas entrou na cidade, percorrendo o caminho de um dia; pregava ao povo, dizendo: “Ainda quarenta dias, e Nínive será destruída”.

5Os ninivitas acreditaram em Deus; aceitaram fazer jejum e vestiram sacos, desde o superior ao inferior. 10Vendo Deus as suas obras de conversão e que os ninivitas se afastavam do mau caminho, compadeceu-se e suspendeu o mal que tinha ameaçado fazer-lhes, e não o fez.

Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 25(24)

— Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos,/ vossa verdade me oriente e me conduza!

— Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos,/ vossa verdade me oriente e me conduza!

— Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos,/ e fazei-me conhecer a vossa estrada!/ Vossa verdade me oriente e me conduza,/ porque sois o Deus da minha salvação.

— Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura/ e a vossa compaixão que são eternas!/ De mim lembrai-vos, porque sois misericórdia/ e sois bondade sem limites, ó Senhor!

— O Senhor é piedade e retidão,/ e reconduz ao bom caminho os pecadores./ Ele dirige os humildes na justiça,/ e aos pobres ele ensina o seu caminho.

SEGUNDA LEITURA: 1Cor 7,29-31

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios:

29Eu digo, irmãos: o tempo está abreviado. Então que, doravante, os que têm mulher vivam como se não tivessem mulher; 30e os que choram, como se não chorassem, e os que estão alegres, como se não estivessem alegres; e os que fazem compras, como se não possuíssem coisa alguma; 31e os que usam do mundo, como se dele não estivessem gozando. Pois a figura deste mundo passa.

Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

EVANGELHO:  Mc 1,14-20

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor!

14Depois que João Batista foi preso, Jesus foi para a Galileia, pregando o Evangelho de Deus e dizendo: 15“O tempo já se completou e o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no Evangelho!”

16E, passando à beira do mar da Galileia, Jesus viu Simão e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores. 17Jesus lhes disse: “Segui-me e eu farei de vós pescadores de homens”. 18E eles, deixando imediatamente as redes, seguiram a Jesus. 19Caminhando mais um pouco, viu também Tiago e João, filhos de Zebedeu. Estavam na barca, consertando as redes; 20e logo os chamou. Eles deixaram seu pai Zebedeu na barca com os empregados e partiram, seguindo Jesus.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

João

Batista foi preso. Herodes tentou silenciar a voz do Precursor, mas ela ressoou ainda mais forte em Jesus. Ele vai para a Galileia e proclama o Evangelho de Deus. Já não é o Precursor quem fala. É a própria Palavra que se faz ouvir. “Completou-se o tempo. O Reino de Deus está próximo.” Deus está chegando com poder para governar o seu povo. O Reino é uma realidade atual e que ainda vai acontecer. O Reino acontecerá plenamente no fim dos tempos, mas já há sinais de sua realização no tempo presente. O Reino de Deus, no presente e no futuro, é central na proclamação de Jesus.

Ele usou conscientemente a expressão “Reino de Deus”, que não era comum na tradição judaica. Ele falou sobre o Reino e o mostrou em seus atos. O Reino de Deus não é um lugar ou um sistema político. É antes um acontecimento de Deus, que chega de forma dinâmica com poder para governar o mundo. Jesus caminha à beira do mar da Galileia, vê Simão e André, Tiago e João e os chama para serem pescadores de gente. Novamente o verbo “seguir”, agora com o verbo “deixar”. Eles deixam tudo e seguem Jesus para pescar gente.

O que significa isso na prática? Pescar peixe eles sabiam. Pescar gente, vão ter que aprender. Começarão a aprender logo, já no sábado, na sinagoga de Cafarnaum, na libertação de um possesso. Como fez João Batista, Jesus anuncia o Evangelho de Deus dizendo: “Completou-se o tempo, e o Reino de Deus está próximo”. Este é o Evangelho de Deus. É preciso converter-se para acreditar nele. “Convertam-se e creiam no Evangelho”, creiam nesta Boa Notícia, que o tempo se completou e o Reino está próximo de vocês.

Como sempre, é preciso ouvir o que Jesus diz e ver o que ele faz, para compreender o anúncio do Evangelho de Deus. Isso supõe de nossa parte uma boa disposição. Por isso o convite para a conversão, presente no Livro de Jonas. Jonas pregou aos ninivitas a conversão, e Deus viu o que os ninivitas fizeram. Viu as suas obras, seus atos concretos. Viu que eles tinham, de fato, se convertido de seu mau caminho.

Gestos e atitudes devem comprovar que deixamos tudo, principalmente o mau caminho, para seguir Jesus com decisão. “A figura deste mundo passa”, escreve Paulo aos coríntios. Os que tomaram a decisão de deixar tudo e seguir Jesus sabem que isso é verdade. Por isso, com a ajuda do Espírito Santo são capazes de distinguir o que é essencial do que é acidental, o que é necessário do que é contingente, o que é principal do que é secundário. Está escrito em Mateus que “importa praticar estas coisas sem omitir aquelas”. É preciso fazer isso sem deixar de fazer o resto.

Seguimos o Cristo com liberdade, saboreando com alegria tudo o que convém à missão que ele nos confiou, deixando de lado o que não convém, não constrói e escraviza. Não se trata, portanto, de deixar o esposo ou a esposa e tornar-se celibatário; não se trata de não chorar, não se alegrar, não fazer compras, não tirar proveito das coisas boas deste mundo.

Trata-se de agir com sabedoria, e a sabedoria se adquire não nos submetendo ao esquema deste mundo e exercitando a sensibilidade fraterna. Urgências e prioridades devem nos levar a não nos fixarmos na figura do mundo que passa, e sim fixar o coração onde estão as verdadeiras alegrias. A verdadeira alegria se encontra no Reino de Deus, que, em última análise, é o próprio Jesus. Deixaram as redes, deixaram o pai e seguiram Jesus.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Liturgia do 3º domingo do Tempo Comum. O primeiro passo para o seguimento de Jesus é a conversão: “Convertei-vos e crede na Boa Nova”. O Evangelho de hoje é um convite a acolher o chamado de Jesus em uma atitude de conversão e liberdade.

Oremos: “Divino Espírito Santo, amor eterno do Pai e do Filho, ajuda-me a dizer ‘sim’ ao projeto de Deus, com coragem e abandono de tudo aquilo que me impede de segui-lo. Amém.”

Leitura (Verdade)

Leia atentamente o texto. O que diz o Evangelho? Para onde Jesus se dirige após a morte de João? Qual sua missão? Qual a condição para acolher a proposta do Reino? Quem Jesus chama para segui-lo? Quem são os discípulos? O que fazem? O que deixam para viver o seguimento?

“A prisão de João parece ter sido um sinal para Jesus iniciar uma nova etapa em sua missão. O Evangelho de Deus é traduzido por Marcos como a Boa-Nova. Essa é uma missão que se prolongará para sempre. E Jesus escolhe, com um grupo, essa missão. Não chamou os sacerdotes, nem os fariseus, nem pessoas de prestígio. Ele chamou rudes pescadores de um pequeno lago na periferia do mundo. O evangelista ressalta, por duas vezes, como eles aceitaram o convite: imediatamente deixaram tudo e seguiram a Jesus. O Mestre caminha na frente e eles o seguem. Depois, discípulos-missionários darão prosseguimento ao projeto de Jesus. Terão de pregar a conversão – mudança de vida –, curar os doentes e expulsar os sinais de pecado.” (Viver a Palavra – 2021. Frei Aldo Colombo – Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim? Que caminho o Evangelho de hoje me aponta?
Medite a palavra que mais tocou seu coração e proponha-se a viver um caminho de conversão. Você crê em Jesus e no seu Evangelho? Jesus vê os discípulos e os chama. Você se permite ser olhado(a) por Jesus? Acolhe o seu chamado? É capaz de deixar tudo para segui-lo?

Oração (Vida)

Oração pelas vocações composta pelo papa Paulo VI:
“Jesus, Bom Pastor, suscita em todas as comunidades cristãs sacerdotes e diáconos, religiosos e religiosas, leigos comprometidos e missionários, segundo as necessidades do mundo inteiro, que Tu amas e queres salvar. Te confiamos em particular nossa comunidade: cria em nós o clima espiritual que havia entre os primeiros cristãos, para que possamos ser um cenáculo de oração em amorosa acolhida do Espírito Santo e de seus dons. Assiste a todas as pessoas consagradas.

Guia os passos dos que acolheram generosamente teu chamado e se preparam às ordens sagradas ou à profissão dos conselhos evangélicos. Volta teu olhar de amor para tantos jovens bem dispostos e chama-os ao teu seguimento. Ajuda-os a compreender que só em ti podem realizar-se plenamente. Confiando estes grandes interesses de teu coração à poderosa intercessão de Maria, Mãe e modelo de todas as vocações, te suplicamos que sustenhas nossa fé com a certeza de que o Pai concederá o que Tu mesmo mandaste que peçamos. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)

Qual novo olhar nasceu em você, a partir da palavra? Faça uma síntese do evangelho, para que ele se torne vida em sua vida neste dia. Senhor, tu me conheces como sou. Ajuda-me a mudar!

Bênção

Deus Pai do céu me abençoe e me cuide
Esteja à minha frente para me mostrar o caminho correto.
Atrás de mim para me sustentar em todas as dificuldades e desafios
Acima de mim para me proteger contra os perigos que vem do alto
Que Deus esteja em meu coração como chama ardente, e que a luz dele ilumine minha vida e aqueça meus bons desejos e fortaleça minha vontade para a virtude.
Que Ele me cerque por todos os lados e não permita que me afaste dele. Amém

Confira a Homilia dominical.Clique aqui

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !