Oração diária, Tudo será perdoado - Mc 3,20-35

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mc 3,20-35

O Evangelho nos coloca diante da multidão que procura por Jesus porque reconhece que o que Ele ensina e faz dá sentido à vida e faz viver.

Façamos a oração do dia: Senhor Jesus, ajuda-me a reconhecer a ação do Espírito em ti e a perceber a misericórdia do Pai atuando por teu intermédio.

10º Domingo do Tempo Comum – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 06 de junho de 2021

PRIMEIRA LEITURA: Gn 3,9-15 

Leitura do Livro do Gênesis:

Depois que o homem comeu da fruta da árvore, 9o Senhor Deus chamou Adão, dizendo: “Onde estás?” 10E ele respondeu: “Ouvi tua voz no jardim, e fiquei com medo, porque estava nu; e me escondi”. 11Disse-lhe o Senhor Deus: “E quem te disse que estavas nu? Então comeste da árvore, de cujo fruto te proibi comer?” 12Adão disse: “A mulher que tu me deste por companheira, foi ela que me deu do fruto da árvore, e eu comi”. 13Disse o Senhor Deus à mulher: “Por que fizeste isso?” E a mulher respondeu: “A serpente enganou-me e eu comi”. 14Então o Senhor Deus disse à serpente: “Porque fizeste isso, serás maldita entre todos os animais domésticos e todos os animais selvagens! Rastejarás sobre o ventre e comerás pó todos os dias da tua vida! 15Porei

inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 130(129) 

— No Senhor toda graça e redenção!

— No Senhor toda graça e redenção!

— Das profundezas eu clamo a vós, Senhor,/ escutai a minha voz!/ Vossos ouvidos estejam bem atentos/ ao clamor da minha prece!

— Se levardes em conta nossas faltas,/ quem haverá de subsistir?/ Mas em vós se encontra o perdão,? Eu vos temo e em vós espero.

— No Senhor ponho a minha esperança,/ espero em sua palavra./ A minh’alma espera no Senhor / mais que o vigia pela aurora.

— Espere Israel pelo Senhor,/ mais que o vigia pela aurora!/ Pois no Senhor se encontra toda graça/ e copiosa redenção./ Ele vem libertar a Israel/ de toda a sua culpa.

SEGUNDA LEITURA: 2Cor 4,13-18;5,1  

Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios:

Irmãos: 13Sustentados pelo mesmo espírito de fé, conforme o que está escrito: “Eu creio e, por isso, falei”, nós também cremos e, por isso, falamos, 14certos de que aquele que ressuscitou o Senhor Jesus nos ressuscitará também com Jesus e nos colocará ao seu lado, juntamente convosco. 15E

tudo isso é por causa de vós, para que a abundância da graça em um número maior de pessoas faça crescer a ação de graças para a glória de Deus. 16Por isso, não desanimemos. Mesmo se o nosso homem exterior se vai arruinando, o nosso homem interior, pelo contrário, vai-se renovando, dia a dia.

17Com efeito, o volume insignificante de uma tribulação momentânea acarreta para nós uma glória eterna e incomensurável. 18E isso acontece, porque voltamos os nossos olhares para as coisas invisíveis e não para as coisas visíveis. Pois o que é visível é passageiro, mas o que é invisível é eterno.

5,1De fato, sabemos que, se a tenda em que moramos neste mundo for destruída, Deus nos dá uma outra moradia no céu que não é obra de mãos humanas, mas que é eterna.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

EVANGELHO: Mc 3,20-35

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo

João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 20Jesus voltou para casa com os seus discípulos. E de novo se reuniu tanta gente que eles nem sequer podiam comer. 21Quando souberam disso, os parentes de Jesus saíram para agarrá-lo, porque diziam que estava fora de si.

22Os mestres da Lei, que tinham vindo de Jerusalém, diziam que ele estava possuído por Belzebu, e que pelo príncipe dos demônios ele expulsava os demônios.

23Então Jesus os chamou e falou-lhes em parábolas: “Como é que Satanás pode expulsar a Satanás? 24Se um reino se divide contra si mesmo, ele não poderá manter-se. 25Se uma família se divide contra si mesma, ela não poderá manter-se. 26Assim, se Satanás se levanta contra si mesmo e se divide, não poderá sobreviver, mas será destruído.

27Ninguém pode entrar na casa de um homem forte para roubar seus bens, sem antes o amarrar. Só depois poderá saquear sua casa. 28Em verdade vos digo: tudo será perdoado aos homens, tanto os pecados, como qualquer blasfêmia que tiverem dito. 29Mas quem blasfemar contra o Espírito Santo, nunca será perdoado, mas será culpado de um pecado eterno”.

30Jesus falou isso, porque diziam: “Ele está possuído por um espírito mau”. 31Nisso chegaram sua mãe e seus irmãos. Eles ficaram do lado de fora e mandaram chamá-lo. 32Havia uma multidão sentada ao redor dele. Então lhe disseram: “Tua mãe e teus irmãos estão lá fora à tua procura”. 33Ele respondeu:

“Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?” 34E olhando para os que estavam sentados ao seu redor, disse: “Aqui estão minha mãe e meus irmãos. 35Quem faz a vontade de Deus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Os familiares chamam Jesus de louco, e os escribas dizem estar ele possuído pelo demônio. Muitos, no entanto, se reúnem em torno dele, tanta gente que nem ele nem os apóstolos tinham tempo de se alimentar. Os familiares de Jesus aparecem no começo e retornam no fim da cena, formando uma moldura em torno dos escribas, que acusam Jesus de ter um espírito impuro. Já ouvimos em Marcos, na primeira ação pública de Jesus na sinagoga de Cafarnaum, gritarem os escribas com a voz do demônio: “Vieste para nos arruinar?”.

A batalha se define. Jesus se opõe ao poder demoníaco no demônio e em seus agentes. “Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela”. Define-se também a família de Jesus, sua comunidade, que chamamos de Igreja, formada por todo aquele que faz a vontade de Deus. Por que disseram os escribas que Jesus tinha um espírito impuro e expulsava demônios pelo príncipe dos demônios? Mateus e Lucas contam o mesmo episódio a partir de seu início. Jesus tinha curado um possesso surdo e mudo, segundo Mateus.

Lucas diz apenas que Jesus havia expulsado um demônio que era mudo. E ninguém se alegrou? Ao contrário, criticaram e atacaram Jesus! Sem se dar conta, colocam o demônio destruindo o demônio. Jesus, porém, leva a questão mais a fundo. Se vocês blasfemam contra mim porque não sabem quem eu sou, podem até ser desculpados, mas que não se alegrem com alguém que recuperou a forma humana, e que é igual a vocês, isso não tem desculpa. É pecar contra o Amor, é blasfemar contra o Espírito Santo. Terminamos o Tempo Pascal, celebramos a Trindade e Corpus Christi e entramos na décima semana do Tempo Comum. Nos domingos retomamos o Evangelho de Marcos e, na semana, começamos a leitura sequenciada do Evangelho de Mateus.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Celebramos o décimo domingo do Tempo Comum. O Evangelho nos coloca diante da multidão que procura por Jesus porque reconhece que o que Ele ensina e faz dá sentido à vida e faz viver. Já para outros, tudo o que Jesus ensina e faz parece loucura. Agradeçamos ao Senhor este dia que Ele nos concede e sua Palavra que vamos meditar.

Leitura (Verdade)

Ao ler o evangelho preste atenção a quem Jesus está se dirigindo? Qual o contexto da narrativa? O que busca a multidão que procura por Jesus? Qual ensinamento Jesus quer transmitir com o exemplo da viúva? Qual é a crítica feita por Jesus?

“Toda a história humana é perpassada por uma luta tremenda contra as potências das trevas. A luta, começada na origem do mundo, durará até o último dia. Inserido nesta batalha, o homem deve combater, sem interrupção, para poder permanecer unido ao bem, e só pode conseguir isto – com grande esforço – com o auxílio da graça. A existência cristã começa com a vitória radical sobre o mal no Batismo. Prolonga-se, depois, com a participação dos outros sinais da vitória de Cristo: os sacramentos. Na vida comunitária, formamos a nova família de Jesus. Todos conhecemos o poder do inimigo; por isso, no Pai-Nosso pedimos que ele mesmo nos livre do mal e nos ajude a perceber as ciladas – as tentações – do inimigo.” 

Meditação (Caminho)

O que o texto diz a você, a sua vida? De que forma o gesto da pobre viúva nos serve de exemplo? Sabemos ofertar o que temos e partilhar o que somos com generosidade? Você confia na providência de Deus?

“A viúva do Evangelho […] é vista como atitude interior de quem funda a própria vida em Deus, na sua Palavra, e confia totalmente n’Ele. A da viúva, na antiguidade, constituía em si uma condição de grave necessidade. Por isso, na Bíblia, as viúvas e os órfãos são pessoas das quais Deus se ocupa de modo especial: perderam o apoio terreno, mas Deus permanece o Esposo delas, o seu Pai. Contudo a escritura diz que a condição objetiva de necessidade, neste caso o fato de ser viúva, não é suficiente: Deus pede sempre a nossa livre adesão de fé, que se expressa no amor por Ele e pelo próximo. Ninguém é tão pobre que não possa dar algo” (Papa emérito Bento XVI).

Oração (Vida)

“Senhor Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida, rosto humano de Deus e rosto divino do homem, acendei em nossos corações o amor ao Pai que está no céu e a alegria de sermos cristãos. Vinde ao nosso encontro e guiai os nossos passos para seguir-vos e amar-vos na comunhão da vossa Igreja, celebrando e vivendo o dom da Eucaristia, carregando a nossa cruz e ungidos por vosso envio. Dai-nos sempre o fogo do vosso Santo Espírito, que ilumine as nossas mentes e desperte em nós o desejo de contemplar-vos, o amor aos irmãos, especialmente aos aflitos, e o ardor por anunciar-vos. Discípulos e missionários vossos, nós queremos remar mar adentro, para que os nossos povos tenham em Vós vida abundante e construam com solidariedade a fraternidade e a paz. Senhor Jesus, vinde e enviai-nos! Maria, Mãe da Igreja, rogai por nós. Amém” (Papa emérito Bento XVI, 2007).

Contemplação (Vida e Missão)

Com a Palavra de Deus na mente e no coração, qual atitude você se propõe a viver hoje?

Bênção

– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !