Oração diária, Que discutíeis pelo caminho? - Mc 9,30-37

7ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

25 de fevereiro de 2020

Deseja ler a liturgia diária do dia 24 de fevereiro Clique aqui

ORAÇÃO DO DIA

Pai, reforça minha fé, de modo a me predispor a ser beneficiado por teu filho Jesus, por meio do qual tua misericórdia chega até a mim.

PRIMEIRA LEITURA: Tg 4,1-10

Leitura da Carta de São Tiago

Caríssimos, 1de onde vêm as guerras? De onde vêm as brigas entre vós? Não vêm, justamente, das paixões que estão em conflito dentro de vós? 2Cobiçais, mas não conseguis ter. Matais e cultivais inveja, mas não conseguis êxito. Brigais e fazeis guerra, mas não conseguis possuir. E a razão está em que não pedis.
3Pedis, sim, mas não recebeis, porque pedis mal. Pois só quereis esbanjar o pedido nos vossos prazeres. 4Adúlteros, não sabeis que a amizade com o mundo é inimizade com Deus? Assim, todo aquele que pretende ser amigo do mundo toma-se inimigo de Deus.
5Ou julgais ser em vão que a Escritura diz: “Com ciúme anela o espírito que nos habita”? 6Mas ele nos dá uma graça maior. Por isso, a Escritura diz: “Deus resiste aos soberbos, mas concede a graça aos humildes”. 7Obedecei pois a Deus, mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. 8Aproximai-vos de Deus, e ele se aproximará de vós. Purificai as mãos, ó pecadores, e santificai os corações, homens dúbios.
9Ficai tristes, vesti o luto e chorai. Transforme-se em luto o vosso riso, e a vossa alegria em desalento. 10Humilhai-vos diante do Senhor, e ele vos exaltará.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 55(54)

         — Confia teus cuidados ao Senhor, e ele há de ser o teu sustento!
— Confia teus cuidados ao Senhor, e ele há de ser o teu sustento!

— É por isso que eu digo na angústia: “Quem me dera ter asas de pomba e voar para achar um descanso! Fugiria, então, para longe, e me iria esconder no deserto.

— Acharia depressa um refúgio contra o vento, a procela, o tufão”. Ó Senhor, confundi as más línguas.

— Dispersai-as, porque na cidade só se vê violência e discórdia! Dia e noite circundam seus muros.

— Lança sobre o Senhor teus cuidados, porque ele há de ser teu sustento, e jamais ele irá permitir que o justo para sempre vacile!

EVANGELHO: Mc 9,30-37

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Marcos.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 30Jesus e seus discípulos atravessavam a Galileia. Ele não queria que ninguém soubesse disso, 31pois estava ensinando a seus discípulos. E dizia-lhes: “O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens, e eles o matarão, mas, três dias após sua morte, ele ressuscitará”.
32Os discípulos, porém, não compreendiam estas palavras e tinham medo de perguntar. 33Eles chegaram a Cafarnaum. Estando em casa, Jesus perguntou-lhes: “Que discutíeis pelo caminho?” 34Eles, porém, ficaram calados, pois pelo caminho tinham discutido quem era o maior.
35Jesus sentou-se, chamou os doze e lhes disse: “Se alguém quiser ser o primeiro, que seja o último de todos e aquele que serve a todos!” 36Em seguida, pegou uma criança, colocou-a no meio deles, e abraçando-a disse: 37“Quem acolher em meu nome uma dessas crianças, é a mim que estará acolhendo. E quem me acolher, está acolhendo, não a mim, mas àquele que me enviou”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Pela segunda vez no Evangelho de Marcos, Jesus anuncia aos discípulos que vai ser entregue nas mãos dos homens, será morto e, depois de três dias, ressuscitará. Dizemos que para tudo nesta vida tem jeito, menos para a morte. Aí está a afirmação contrária de Jesus. Até para a morte há jeito, e o jeito é a ressurreição. Vamos entrar na Quaresma, tempo em que meditamos sobre os sofrimentos de Jesus, sua paixão e morte de cruz, para em seguida celebrarmos a ressurreição. Será o Tempo da Páscoa, da vitória da vida sobre a morte. Os discípulos ainda não compreendem quem é Jesus e o que ele espera deles. Estão preocupados com primazias, privilégios, primeiro lugar. Jesus aproxima-se, então, de uma criança, que não é perfeita e tem seu lado ruim, e a abraça, colocando-a no meio deles como um exemplo de infância espiritual e para que respeitem e ensinem a respeitar os mais fracos e indefesos.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Neste dia em que a sociedade oferece tantas oportunidades para fantasias e loucuras eu quero me retirar. Busco um momento silencioso para estar com o Mestre. Coloco-me em oração como um discípulo(a) desejoso(a) de me aproximar sempre mais dele.
Oremos: Ó Senhor, nosso Deus, nós esperamos confiantes em vosso auxílio e proteção. Por isso nosso coração se alegra ao estar em vossa presença e ao meditar vossos ensinamentos. Atraí-nos sempre mais próximos de vós para sermos discípulos de vossa Palavra e construtores de vosso Reino. Amém.

Leitura (Verdade)
Qual o tema central deste Evangelho? Por quê Jesus parece estar sempre na contramão da sociedade?
“O evangelista Marcos mostra que Jesus fica cada vez mais com os discípulos, ensinando-os reservadamente. Jesus segue com firmeza seu caminho, mas percebe-se rodeado de pessoas com projetos pequenos, projetos políticos que envolvem poder. O texto usa duas palavras significativas: caminho e casa. O caminho é o lugar da vida, em que acontecem as mais diversas situações. A casa é o lugar onde as situações do caminho são aprofundadas. É o método usado pelo Mestre. Os apóstolos não escondem a tentação do primeiro lugar. Jesus aponta para a verdadeira grandeza: o serviço. Servir é escolher o último lugar. As crianças eram colocadas em último lugar; Jesus garante que elas são os clientes privilegiados do Reino.” (Viver a Palavra- 2020 – Frei Aldo Colombo- Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Meu caminho é o apontado por Jesus? Como me preocupo em estar em sintonia com a sua proposta? Para qual postura Jesus aponta para sermos privilegiados em seu Reino? Estou disposto(a) a mudar meu estilo de vida quando não for segundo o Evangelho?

Oração (Vida)
Ó Deus, vós sois nossa alegria e a certeza de nossa paz. Permanecei conosco todos os dias e dai-nos a graça de seguir a proposta de Jesus: “Se alguém quiser ser o primeiro, seja o último de todos, aquele que serve a todos!”
Espelho-me nestas palavras e faço minha prece.

Contemplação (Vida e Missão)
Uma sugestão depois de meditarmos este Evangelho é: evitar que o fermento da vaidade afete minhas melhores opções e atitudes e nunca desprezar as pequenas coisas da vida, pois, a partir delas, serão realizadas grandes obras.

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.
    Ir. Carmen Maria Pulga

[apss_share]