Liturgia diária A fuga para o Egito

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mt 2,13-18

Uns têm medo de não encontrar a Deus, outros têm medo de encontrá-lo. Herodes viu em Jesus alguém que poderia ameaçar seu poder.

Façamos a oração do dia: Pai, apesar da minha fraqueza, sei que contas comigo para o serviço do teu Reino. Vem em meu auxílio, para que eu seja um instrumento útil em tuas mãos.

Santos Inocentes – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 28 de dezembro de 2020

PRIMEIRA LEITURA: 1Jo 1,5-2,2

Leitura da Primeira Carta de São João.

5Caríssimos, a mensagem que ouvimos de Jesus Cristo e vos anunciamos é esta: Deus é luz e nele não há trevas. 6Se dissermos que estamos em comunhão com ele, mas andamos nas trevas, estamos mentindo e não nos guiamos pela verdade. 7Mas, se andamos na luz, como ele está na luz, então estamos em comunhão uns com os outros, e o sangue de seu Filho Jesus nos purifica de todo pecado.

8Se dissermos que não temos pecado estamo-nos enganando a nós mesmos, e a verdade não está dentro de nós. 9Se reconhecermos nossos pecados, então Deus se mostra fiel e justo, para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda culpa. 10Se dissermos que nunca pecamos, fazemos dele

um mentiroso e sua palavra não está dentro de nós. 2,1Meus filhinhos, escrevo isto para que não pequeis. No entanto, se alguém pecar, temos junto do Pai um Defensor: Jesus Cristo, o Justo. 2Ele é a vítima de expiação pelos nossos pecados, e não só pelos nossos, mas também pelos pecados do mundo inteiro.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 124(123)

— Nossa alma como um pássaro escapou do laço que lhe armara o caçador.

— Nossa alma como um pássaro escapou do laço que lhe armara o caçador.

— Se o Senhor não estivesse ao nosso lado, quando os homens investiram contra nós, com certeza nos teriam devorado no furor de sua ira contra nós.

— Então as águas nos teriam submergido, a correnteza nos teria arrastado, e então, por sobre nós teriam passado essas águas sempre mais impetuosas.

— O laço arrebentou-se de repente, e assim nós conseguimos libertar-nos. O nosso auxílio está no nome do Senhor, do Senhor que fez o céu e fez a terra.

EVANGELHO:  Mt 2,13-18

– O Senhor esteja convosco.
– Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo

† segundo São Lucas
– Glória a vós, Senhor.

13Depois que os magos partiram, o Anjo do Senhor apareceu em sonho a José e lhe disse: “Levanta-te, pega o menino e sua mãe e foge para o Egito! Fica lá até que eu te avise! Porque Herodes vai procurar o menino para matá-lo”. 14José levantou-se de noite, pegou o menino e sua mãe, e partiu para o Egito. 15Ali ficou até a morte de Herodes, para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: “Do Egito chamei o meu Filho”. 16Quando Herodes percebeu que os magos o haviam enganado, ficou muito furioso. Mandou matar todos os meninos de Belém e de todo o território vizinho, de dois anos para baixo, exatamente conforme o tempo indicado pelos magos. 17Então se cumpriu o que foi dito pelo profeta Jeremias: 18“Ouviu-se um grito em Ramá, choro e grande lamento: é Raquel que chora seus filhos, e não quer ser consolada, porque eles não existem mais”.

— Palavra da Salvação.

Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

O que aconteceu em Belém por ordem do rei Herodes não foi “para que” se cumprisse o que foi dito por Jeremias, mas “assim se cumpriu”, “então se cumpriu”. A diferença de partícula, final ou modal, indica que não se trata da realização de um acontecimento desejado por Deus. Deus não quis a morte dos inocentes.

Então, por que não a impediu? Porque a maldade humana tem sua causa no ato livre do homem e é por um ato livre que ela deve ser superada. Jesus disse aos apóstolos que as autoridades deste mundo dominam e oprimem e que entre eles não deveria ser assim. As autoridades precisam se converter, todas elas, e para tanto devem surgir outros João Batista.

E o que fez Herodes com João Batista? Vivemos num mundo sem remédio, esperando pelo mundo que há de vir? Raquel chora a morte de seus filhos na entrada de Belém. Os inocentes morrem pela insanidade de um rei fraco, que tinha medo de uma criança. E o anjo, onde está?

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Hoje recordamos na liturgia os Santos Inocentes, as crianças assassinadas por Herodes. Iniciemos nossa oração e peçamos ao Espírito Santo que nos ajude a compreender o que é viver o amor de Deus, assim como o próprio Jesus nos ensinou.

Leitura (Verdade)

“Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito! Fica lá até que eu te avise, porque Herodes vai procurar o menino para matá-lo.” Essa foi a recomendação do anjo de Deus a José, para que assim pudesse salvar a vida do Menino Jesus, que Herodes queria matar. Faça a leitura atenta do Evangelho e detenha-se nos elementos da narrativa que mais lhe chamaram atenção. Quais personagens aparecem no texto? Qual é o seu tema central?

“Uns têm medo de não encontrar a Deus, outros têm medo de encontrá-lo. Herodes viu em Jesus alguém que poderia ameaçar seu poder. Nem ele nem os sacerdotes e escribas haviam entendido que o Reino de Deus não é deste mundo. Sinal de contradição desde o começo, Jesus com Maria e José fogem para o Egito. Eles são perseguidos e Jesus inicia a vida como estrangeiro. Hoje, também, adultos e crianças devem fugir de suas casas, pela intolerância civil ou pelos que dizem agir em nome da fé. A morte destes inocentes lembra os milhões de inocentes abortados pelas mães, sem nenhuma possibilidade de defesa. E ainda há quem justifique pretenso direito ao próprio corpo. A vida é sagrada desde o começo. E vale o Mandamento: “Não matar”.

Meditação (Caminho)

O que o texto diz a você? Faça uma nova leitura do Evangelho e escute o que o Senhor tem a lhe dizer por meio dele. Permita que a Palavra o(a) leve a um encontro com Deus e, meditando, escute o Senhor. Por que será que uma criança ameaçou o império de Herodes?

Oração (Vida)

O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Aproxime-se do Senhor com todo o seu ser e faça a sua oração. Reze com o Senhor e apresente-lhe sua realidade e suas necessidades.

Ó Jesus, passastes entre nós fazendo o bem, mostrando teu poder, sobretudo, no perdão e na misericórdia, na simplicidade e no serviço gratuito, dá-me um coração de criança, que se deixe guiar por tua Palavra e teu exemplo. Faça-me dócil instrumento da tua paz, da tua verdade e da tua alegria.

Contemplação (Vida e Missão)

Permaneça por alguns instantes em silêncio e procure sintetizar em poucas palavras o apelo que a Palavra de Deus lhe faz.

Bênção

  • O Senhor Deus nosso Pai esteja sempre conosco.
  • Ele está no meio nós.

Oremos: “Senhor nosso Deus, Que enviastes Vosso Filho ao mundo Para curar as nossas enfermidades, Levar sobre Si as nossas dores, Redimir nossos pecados e Nos dar a Vida Eterna que vem de Vós, Tendes Piedade de nós!

Deus Misericordioso, Que cuida de todas as Vossas Criaturas, Atendei as nossas suplicas, e Segundo a Vossa Vontade, Protegei o Vosso Povo, Oprimido por essa doença terrível. Guardai e mantenhais a saúde daqueles Que não contraíram essa doença e Dai Senhor, aos que a contraíram, Paciência fortalecida, fé renovada e A cura desse mal, Para que todos nós desfrutemos De plena e duradoura saúde! Por Jesus Cristo nosso Senhor.” Amém.

Todo o Louvor, toda a Honra, toda a Gratidão, Toda a Fé, toda a Confiança, Toda a Adoração e toda a Glória Sejam dadas aos Senhor nosso Deus, Agora e para sempre! Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo! Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui