Oração diária, Páscoa, Ressurreição do Senhor - Jo 20,1-9

Domingo da Páscoa – Ano Litúrgico A

12 de abril de 2020

Deseja ler a liturgia diária do dia 11 de abrilClique aqui

ORAÇÃO DO DIA

Pai, não permitas que eu caia na tentação de viver distante de meus irmãos e irmãs de fé, pois o Senhor Ressuscitado nos quer todos reunidos em seu nome.

PRIMEIRA LEITURA: At 10,34a.37-43

Leitura dos Atos dos Apóstolos

Naqueles dias, 34aPedro tomou a palavra e disse: 37“Vós sabeis o que aconteceu em toda a Judéia, a começar pela Galiléia, depois do batismo pregado por João: 38como Jesus de Nazaré foi ungido por Deus com o Espírito Santo e com poder. Ele andou por toda a parte, fazendo o bem e curando a todos os que estavam dominados pelo demônio; porque Deus estava com ele.
39E nós somos testemunhas de tudo o que Jesus fez na terra dos judeus e em Jerusalém. Eles o mataram, pregando-o numa cruz.
40Mas Deus o ressuscitou no terceiro dia, concedendo-lhe manifestar-se 41não a todo o povo, mas às testemunhas que Deus havia escolhido: a nós, que comemos e bebemos com Jesus, depois que ressuscitou dos mortos.
42E Jesus nos mandou pregar ao povo e testemunhar que Deus o constituiu Juiz dos vivos e dos mortos. 43Todos os profetas dão testemunho dele: “Todo aquele que crê em Jesus recebe, em seu nome, o perdão dos pecados”.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 118(117)

         — Este é o dia que o Senhor fez para nós: alegremo-nos e nele exultemos!
— Este é o dia que o Senhor fez para nós: alegremo-nos e nele exultemos!

— Dai graças ao Senhor, porque ele é bom!/ “Eterna é a sua misericórdia!”/ A casa de Israel agora o diga:/ “Eterna é a sua misericórdia!”

— A mão direita do Senhor fez maravilhas,/ a mão direita do Senhor me levantou./ Não morrerei, mas, ao contrário, viverei/ para cantar as grandes obras do Senhor!

— A pedra que os pedreiros rejeitaram/ tornou-se agora a pedra angular./ Pelo Senhor é que foi feito tudo isso;/ Que maravilhas ele fez a nossos olhos!

SEGUNDA LEITURA: Cl 3,1-4 ou 1Cor 5,6b-8

Leitura da Carta de São Paulo aos Colossenses

Irmãos: 1Se ressuscitastes com Cristo, esforçai-vos por alcançar as coisas do alto, 2onde está Cristo, sentado à direita de Deus; aspirai às coisas celestes e não às coisas terrestres. 3Pois vós morrestes, e a vossa vida está escondida, com Cristo, em Deus. 4Quando Cristo, vossa vida, aparecer em seu triunfo, então vós aparecereis também com ele, revestidos de glória.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SEQUÊNCIA DE PÁSCOA

— Cantai, cristãos, afinal:/ “Salve, ó vítima pascal!”/ Cordeiro inocente, o Cristo/ abriu-nos do Pai o aprisco.

— Por toda ovelha imolado,/ do mundo lava o pecado./ Duelam forte e mais forte:/ é a vida que enfrenta a morte.

— O rei da vida, cativo,/ é morto, mas reina vivo!/ Responde, pois, ó Maria:/ no teu caminho o que havia?

— “Vi Cristo ressuscitado,/ o túmulo abandonado./ Os anjos da cor do sol,/ dobrado ao chão o lençol…

— O Cristo, que leva aos céus,/ caminha à frente dos seus!”/ Ressuscitou de verdade./ Ó Rei, ó Cristo, piedade!

EVANGELHO: Jo 20,1-9

Evangelho Opcional: Lc 24,13-35

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

1No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo de Jesus, bem de madrugada, quando ainda estava escuro, e viu que a pedra tinha sido tirada do túmulo. 2Então ela saiu correndo e foi encontrar Simão Pedro e o outro discípulo, aquele que Jesus amava, e lhes disse: “Tiraram o Senhor do túmulo, e não sabemos onde o colocaram”.
3Saíram, então, Pedro e o outro discípulo e foram ao túmulo. 4Os dois corriam juntos, mas o outro discípulo correu mais depressa que Pedro e chegou primeiro ao túmulo. 5Olhando para dentro, viu as faixas de linho no chão, mas não entrou. 6Chegou também Simão Pedro, que vinha correndo atrás, e entrou no túmulo. Viu as faixas de linho deitadas no chão 7e o pano que tinha estado sobre a cabeça de Jesus, não posto com as faixas, mas enrolado num lugar à parte. 8Então entrou também o outro discípulo, que tinha chegado primeiro ao túmulo. Ele viu, e acreditou.
9De fato, eles ainda não tinham compreendido a Escritura, segundo a qual ele devia ressuscitar dos mortos.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Páscoa, tudo novo, vida nova. Algo novo está acontecendo na casa do centurião romano Cornélio. Pedro está lá com alguns discípulos. Estamos nos primórdios da Igreja que começa a revelar o que tem de próprio. Os pagãos podem ser recebidos na comunhão da Igreja sem terem que observar os preceitos da Lei. Pedro, judeu observante, deve dar um passo avante na obediência a Deus e não mais chamar de impuro o que Deus purificou. Pedro dá testemunho de Jesus Ressuscitado diante dos pagãos, que receberão o Espírito Santo e terão seus pecados perdoados. Na sua estrutura externa, a própria Igreja se apresenta com uma face judaica e outra pagã. Concretiza-se o que lemos em Efésios, que “de ambos os povos, Jesus fez um só, derrubando o muro de separação e suprimindo em sua carne a inimizade, a Lei dos mandamentos expressa em preceitos, a fim de criar em si mesmo um só homem novo… por meio da cruz, na qual ele matou a inimizade”. Diante de Cornélio, Pedro anuncia que Deus “ressuscitou Jesus no terceiro dia, concedendo-lhe manifestar-se a testemunhas escolhidas”.
Naquele terceiro dia, o primeiro da semana, bem de madrugada, quando ainda estava escuro, Maria Madalena foi ao túmulo e viu que a pedra tinha sido retirada. Saiu correndo e foi se encontrar com Simão Pedro e com o outro discípulo. “Tiraram o Senhor do túmulo e não sabemos onde o colocaram”. Pedro e o outro discípulo saíram e foram até lá. Os dois corriam juntos. O outro discípulo correu mais depressa. Chegou primeiro, mas não entrou. Simão Pedro chegou e entrou no túmulo. Então, o outro discípulo entrou, viu e acreditou. O que foi que ele viu? Viu o túmulo vazio.
Eles ainda não tinham compreendido a Escritura, segundo a qual Jesus devia ressuscitar dos mortos. Depois compreenderam. E nós, graças ao testemunho deles, podemos agora compreender um pouco mais, e sobretudo crer. Ele está vivo e está no meio de nós. Maria Madalena correu, Pedro correu, o discípulo amado correu. Uma grande correria para encontrar o Senhor. No segundo livro das Crônicas está escrito: “Quando eles, em sua angústia, se converteram ao Senhor, Deus de Israel, e o buscaram, ele deixou-se achar por eles”. E em Jeremias: “Buscar-me-eis e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração. Deixar-me-ei achar por vós”. Antes da sua morte, São Paulo escreveu a Timóteo: “Completei a corrida”. Não ficou parado no caminho. Então, entre na corrida e busque, que você achará! O Senhor encontrou você no caminho, como encontrou os discípulos de Emaús no dia da ressurreição. Encontre-o também! Contemple o mistério da ressurreição do Senhor! Viva em união com ele! Una-se profundamente e pessoalmente à morte e à ressurreição do Senhor! Ressuscite com ele cada dia! “Tiraram o Senhor do túmulo e não sabemos onde o colocaram.” Não o tiraram. O Pai o tirou e ele saiu. Onde o colocaram? Não o colocaram. Sabemos onde ele está. Ele está no meio de nós.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Oremos: Ó Deus, por vosso Filho Unigênito, vencedor da morte, abristes hoje para nós as portas da eternidade. Concedei que, celebrando a ressurreição do Senhor, renovados pelo vosso Espírito, ressuscitemos na luz da vida nova. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho na unidade do Espírito santo. Amém.

Leitura (Verdade)
O que lhe diz o Evangelho de hoje? Em que horário se dá o encontro? O que Maria Madalena vê e o que faz? O que ela diz aos discípulos? O que acontece com eles ao ouvir o testemunho de Maria Madalena?
“Irmãos: Se ressuscitastes com Cristo, esforçai-vos por alcançar as coisas do alto, onde está Cristo, sentado à direita de Deus; aspirai às coisas celestes e não às coisas terrestres. Pois vós morrestes, e a vossa vida está escondida, com Cristo, em Deus. Quando Cristo, vossa vida, aparecer em seu triunfo, então vós aparecereis também com ele, revestidos de glória.”(Carta de São Paulo aos Colossenses 3,1-4).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz para para mim? Com quem me identifico: com Madalena, Simão Pedro ou com o outro discípulo? Recusar a fé na ressurreição é perder a própria vida. “Minha vida está escondida com Cristo em Deus”; sinto em mim o pulsar de sua vida ressuscitada? Tenho medo de ressuscitar ou não ressuscitar? Como está minha fé na ressurreição?

Oração (Vida)
Nesta Páscoa, renove. Mude sua vida para uma vida nova. Enquanto você pensa, aproveite e faça com fé a Oração da Ressurreição para renovar sua vida, liberte sua mente de pensamentos pequenos.
Oração da Ressurreição “Deus, nosso Pai, cremos na ressurreição da carne, pois tudo caminha para a definitiva comunhão convosco. É para a vida, não para a morte, que fomos criados, pois como sementes que se guardam na palha, nós nos guardamos para a ressurreição. Temos certeza de que vós nos ressuscitareis no último dia, pois na vida dos vossos santos tais promessas se confirmaram. O vosso reino já está acontecendo no meio de nós, porque cada vez mais aumenta no homem a sede, a fome de justiça e de verdade e a indignação contra toda forma de mentiras.
Temos certeza de que todos os nossos medos serão vencidos; toda dor e sofrimento serão mitigados, porque vosso Anjo, nosso Defensor, nos escudará contra todo mal.
Cremos que vós sois o Deus vivo e verdadeiro, porque os tronos caem, os impérios se sucedem, os prepotentes se calam, os espertos e velhacos tropeçarão e ficarão mudos, mas vós permaneceis conosco para sempre. Que nos proteja na Nova Vida hoje e sempre.
Feliz Páscoa.

Contemplação (Vida e Missão)
Maria, João, Madalena e as santas mulheres são os nossos modelos nesta jornada de compaixão e de reparação. São os únicos amigos fiéis do Coração de Jesus. Unir-me-ei a eles hoje e todos os dias. Procurarei o meu Jesus como Madalena, todas as vezes que tiver perdido a sua presença sensível. Não desanimarei nunca na minha fé, na minha confiança e no meu amor.

Bênção

  • Que o Deus todo-poderoso vos abençoe nesta solenidade pascal e vos proteja contra todo pecado.
  • Aquele que nos renova para a vida eterna, pela ressurreição do seu Filho vos enriqueça com o dom da imortalidade.
  • E vós que, transcorridos os dias da paixão do Senhor, celebrais com alegria a festa da Páscoa, possais chegar exultantes à festa das eternas alegrias.
  • Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho † e Espírito Santo. Amém!

Ir. Carmen Maria Pulga

[apss_share]