Liturgia diária - A ressurreição de Lázaro- Jo 11,1-45

5º Domingo da Quaresma – Ano Litúrgico A

02 de abril de 2017

ORAÇÃO DO DIA

Pai, dá-me a graça de compreender a ressurreição de Jesus como vitória da vida e como sinal de que a morte não tem a última palavra sobre o destino daqueles que crêem.

PRIMEIRA LEITURA: Ez 37,12-14

Leitura da Profecia de Ezequiel – 12Assim fala o Senhor Deus: “Ó meu povo, vou abrir as vossas sepulturas e conduzir-vos para a terra de Israel; 13e quando eu abrir as vossas sepulturas e vos fizer sair delas, sabereis que eu sou o Senhor.
14Porei em vós o meu espírito, para que vivais e vos colocarei em vossa terra. Então sabereis que eu, o Senhor, digo e faço — oráculo do Senhor”.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 129

          — No Senhor, toda graça e redenção!
— No Senhor, toda graça e redenção!

— Das profundezas eu clamo a vós, Senhor,/ escutai a minha voz!/ Vossos ouvidos estejam bem atentos/ ao clamor da minha prece!

— Se levardes em conta nossas faltas,/ quem haverá de subsistir?/ Mas em vós se encontra o perdão,/ eu vos temo e em vós espero.

— No Senhor ponho a minha esperança,/ espero em sua palavra./ A minh’alma espera no Senhor/ mais que o vigia pela aurora.

— Espere Israel pelo Senhor,/ mais que o vigia pela aurora!/ Pois no Senhor se encontra toda graça/ e copiosa redenção.

— Ele vem libertar a Israel/ de toda a sua culpa.

SEGUNDA LEITURA:  Rm 8,8-11

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos – Irmãos: 8Os que vivem segundo a carne não podem agradar a Deus. 9Vós não viveis segundo a carne, mas segundo o Espírito, se realmente o Espírito de Deus mora em vós. Se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo. 10Se, porém, Cristo está em vós, embora vosso corpo esteja ferido de morte por causa do pecado, vosso espírito está cheio de vida, graças à justiça.
11E, se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dentre os mortos mora em vós, então aquele que ressuscitou Jesus Cristo dentre os mortos vivificará também vossos corpos mortais por meio do seu Espírito que mora em vós.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

EVANGELHO:  Jo 11,3-7.17.20-27.33b-45

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

          Naquele tempo, 3as irmãs de Lázaro mandaram dizer a Jesus: “Senhor, aquele que amas está doente”.
4Ouvindo isto, Jesus disse: “Esta doença não leva à morte; ela serve para a glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela”.
5Jesus era muito amigo de Marta, de sua irmã Maria e de Lázaro. 6Quando ouviu que este estava doente, Jesus ficou ainda dois dias no lugar onde se encontrava. 7Então, disse aos discípulos: “Vamos de novo à Judeia”.
17Quando Jesus chegou, encontrou Lázaro sepultado havia quatro dias. 20Quando Marta soube que Jesus tinha chegado, foi ao encontro dele. Maria ficou sentada em casa. 21Então Marta disse a Jesus: “Senhor, se tivesses estado aqui, meu irmão não teria morrido. 22Mas mesmo assim, eu sei que o que pedires a Deus, ele te concederá”.
23Respondeu-lhe Jesus: “Teu irmão ressuscitará”.
24Disse Marta: “Eu sei que ele ressuscitará na ressurreição, no último dia”.
25Então Jesus disse: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, mesmo que morra, viverá. 26E todo aquele que vive e crê em mim, não morrerá jamais. Crês isto?”
27Respondeu ela: “Sim, Senhor, eu creio firmemente que tu és o Messias, o Filho de Deus, que devia vir ao mundo”.
33bJesus ficou profundamente comovido 34e perguntou: “Onde o colocastes?”
Responderam: “Vem ver, Senhor”. 35E Jesus chorou.
36Então os judeus disseram: “Vede como ele o amava!”
37Alguns deles, porém, diziam: “Este, que abriu os olhos ao cego, não podia também ter feito com que Lázaro não morresse?”
38De novo, Jesus ficou interiormente comovido. Chegou ao túmulo. Era uma caverna, fechada com uma pedra.
39Disse Jesus: “Tirai a pedra!”
Marta, a irmã do morto, interveio: “Senhor, já cheira mal. Está morto há quatro dias”.
40Jesus lhe respondeu: “Não te disse que, se creres, verás a glória de Deus?”
41Tiraram então a pedra. Jesus levantou os olhos para o alto e disse: “Pai, eu te dou graças porque me ouviste. 42Eu sei que sempre me escutas. Mas digo isto por causa do povo que me rodeia, para que creia que tu me enviaste”.
43Tendo dito isso, exclamou com voz forte: “Lázaro, vem para fora!”
44O morto saiu, atado de mãos e pés com os lençóis mortuários e o rosto coberto com um pano. Então Jesus lhes disse: “Desatai-o e deixai-o caminhar!”
45Então, muitos dos judeus que tinham ido à casa de Maria e viram o que Jesus fizera, creram nele.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Nesta terra vamos morrendo e ressuscitando, e quem nos resgata definitivamente é Jesus. O profeta Ezequiel diz aos desanimados do Exílio e aos que morreram fora da pátria que Deus promete tirá-los da sepultura, dar-lhes nova vida, pôr neles o seu Espírito e devolvê-los a sua pátria. Nessa promessa está a esperança de uma vida nova numa terra definitiva. Enquanto isso não acontece, vamos ressuscitando!
São Paulo sabe que o nosso corpo está ferido de morte por causa do pecado. Ele descobriu não apenas teoricamente, mas na prática da vida cristã diária, que o pecado não é uma simples má vontade de nossa parte. Ele está inserido nas estruturas da vida, impregnando com seu odor de morte os sistemas que esquematizam a sociedade humana. Apesar disso, adquirimos a liberdade plena no Espírito de Deus. O mesmo Espírito que ressuscitou Jesus dentre os mortos dá vida ao nosso corpo mortal. Estamos convencidos de que não precisamos viver segundo a carne, que podemos viver uma vida de luz no Espírito e seguir ressuscitando!
A ressurreição de Lázaro aponta para a ressurreição que realmente interessa: a de Jesus. Lázaro volta a esta vida para morrer de novo. Jesus ressuscita de forma definitiva. A morte não terá poder sobre ele. Ela apoderou-se do amigo de Jesus, levou-o para a sua casa e trancou a porta. O que fez Jesus? Abriu a porta e tirou Lázaro das mãos da morte. O que fez então a morte? Apoderou-se de Jesus. Foi por ocasião da ressurreição de Lázaro que o Sinédrio decidiu que Jesus deveria morrer. Jesus aceita ser entregue à morte em lugar de seu amigo, para libertar o seu amigo, que é você e sou eu. Enquanto não ressuscitarmos definitivamente, vamos ressuscitando.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Neste quinto domingo da nossa caminhada quaresmal, Jesus nos diz no Evangelho: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, viverá!” Que essas palavras penetrem a nossa mente e o nosso coração no dia de hoje.
Peçamos: “Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)
Leia o texto. Repita as palavras e as frases que mais chamaram sua atenção durante a leitura. Você recorda outras citações bíblicas que tratam dos mesmos elementos presentes neste texto?
“Jesus é o Senhor dos vivos e dos mortos! A primeira leitura afirma que o Senhor abrirá as sepulturas para que todos vivam. No Evangelho, Jesus abre o túmulo e traz Lázaro, de novo, à vida. A obra ‘maior’ realizada por Cristo não foi a ressurreição de Lázaro; foi fazer com que os judeus cressem nele. O que o evangelista João escreveu sobre a ressurreição de Lázaro queria demonstrar que Cristo é o Filho de Deus. Ele evidencia que Marta e Maria criam em Cristo como o Filho de Deus que havia de vir ao mundo e que Jesus operou o milagre para que os homens cressem que ele é o enviado de Deus. Olhemos mais para a profissão de fé de Marta do que para a ressurreição de Lázaro” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra 2017”, da Paulinas Editora)

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? Qual palavra mais chamou sua atenção durante a leitura? De que modo o texto fortalece a sua caminhada de fé? Quais questionamentos a Palavra lhe faz hoje? Quais respostas a Palavra lhe apresenta? As palavras e os gestos de Jesus tocam sua vida e inspiram suas ações?

Oração (Vida)
Apresente o desejo que brotou em seu coração e faça sua prece de agradecimento ou pedido. Conclua com a oração: “Jesus, divino Mestre, nós vos adoramos, Filho muito amado do Pai, caminho único para chegarmos a ele. Nós vos louvamos e agradecemos, porque sois o exemplo que devemos seguir. Com simplicidade queremos aprender de vós o modo de ver, julgar e agir. Queremos ser atraídos por vós, para que, caminhando nas vossas pegadas, possamos viver dia a dia a liberdade dos filhos de Deus e buscar, em tudo, a vontade do Pai. Aumentai nossa esperança, impulsionando plenamente o nosso ser e o nosso agir. Ajudai-nos a retratar em nossa vida a vossa imagem, para que assim vos possamos possuir eternamente no céu. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
Qual é a aplicação da Palavra de Deus em sua vida? O que ela lhe propõe viver? Como você pretende atingir esse propósito?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

[apss_share]