Oração diária, Quando deres um banquete, convida os pobres - Lc 14,12-14

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Lc 14,12-14

Façamos a oração do dia: Pai, coloca no meu coração um amor desinteressado e gratuito, que saiba ser generoso sem esperar outra recompensa a não ser a que vem de ti.

31ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 01 de novembro de 2021

PRIMEIRA LEITURA: Rm 11,29-36  

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos.

Irmãos, 29os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis. 30Outrora, vós fostes desobedientes a Deus, mas agora alcançastes misericórdia, em consequência da desobediência deles. 31Assim são eles agora os desobedientes, para que, em consequência da misericórdia usada convosco, alcancem finalmente misericórdia. 32Com efeito, Deus encerrou todos os homens na desobediência, a

fim de exercer misericórdia para com todos. 33Ó profundidade da riqueza, da sabedoria e da ciência de Deus! Como são inescrutáveis os seus juízos e impenetráveis os seus caminhos! 34De fato, quem conheceu o pensamento do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? 35Ou quem se antecipou em dar-lhe alguma coisa, de maneira a ter direito a uma retribuição? 36Na verdade, tudo é dele, por ele, e para ele. A ele, a glória para sempre. Amém!

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO  69(68)

— Respondei-me, ó Senhor, pelo vosso imenso amor!

— Respondei-me, ó Senhor, pelo vosso imenso amor!

Pobre de mim, sou infeliz e sofredor! Que vosso auxílio me levante, Senhor Deus! Cantando eu louvarei o vosso nome e agradecido exultarei de alegria!

— Humildes, vede isto e alegrai-vos: o vosso coração reviverá, se procurardes o Senhor continuamente! Pois nosso Deus atende à prece dos seus pobres, e não despreza o clamor de seus cativos.

— Sim, Deus virá e salvará Jerusalém, reconstruindo as cidades de Judá, onde os pobres morarão, sendo seus donos. A descendência de seus servos há de herdá-las, e os que amam o santo nome do Senhor dentro delas fixarão sua morada!

EVANGELHO: Lc 14,12-14

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo  segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 12dizia Jesus ao chefe dos fariseus que o tinha convidado: “Quando deres um almoço ou um jantar, não convides teus amigos nem teus irmãos nem teus parentes nem teus vizinhos ricos. Pois estes poderiam também convidar-te e isto já seria a tua recompensa. 13Pelo contrário, quando deres uma festa, convida os pobres, os aleijados, os coxos, os cegos. 14Então

serás feliz! Porque eles não te podem retribuir. Tu receberás a recompensa na ressurreição dos justos”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Durante a quarta etapa da subida para Jerusalém, numa refeição, Jesus ensina a agir gratuitamente, sem interesses. Para purificar a própria intenção e nada fazer buscando recompensa neste mundo, ele sugere que se convide para uma refeição quem não pode retribuir, como os pobres, os aleijados, os coxos, os cegos. Convidando quem não pode retribuir, purificamos a intenção do coração. Assim, podemos sempre verificar por que esta e aquela ação estão sendo feitas.

O pecado aparece quase sempre ligado a alguma estrutura. Há coisas que nós criamos e que, se não existissem, não seriam objeto de desejo e cobiça. Assim, fazer uma festa para os pobres já corta de início interesses ocultos.

A recompensa do que fazemos gratuitamente nos será dada na ressurreição dos justos, diz Jesus. Ele afirma que haverá uma ressurreição garantida ao menos para os justos. Todos ressuscitarão, mas ressuscitarão para a vida os que foram justos.

A

intenção do coração reto colabora para sermos considerados justos no dia do julgamento. O Livro do Apocalipse fala de uma segunda morte, que será definitiva, para os que não foram justos. Morremos, somos julgados, se aprovados, iremos para o céu, se reprovados, para o inferno. São noções-limite que podem ajudar a reflexão e a conversão enquanto temos tempo.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

No Evangelho de hoje Jesus nos ensina a acolher os pobres e marginalizados, que nada podem nos retribuir. A vivência cristã verdadeira, fundada no Evangelho, nos torna comprometidos com a partilha.

Leitura (Verdade)

Leia novamente o Evangelho, com calma. Durante a leitura, permita que a Palavra toque profundamente sua vida.

“A lista dos convidados – ontem e hoje – se constituiu num dos grandes problemas de quem planeja uma festa. A primeira lista, normalmente, tem mais nomes do que o planejado. É preciso refazer a lista. E a lista começa com os parentes e vizinhos ricos. No final, alguns serão excluídos da lista. O Evangelho sugere outra maneira de escolher os convidados. No topo da lista devem aparecer os pobres, aleijados, coxos e cegos. São aqueles que nunca foram convidados e que não terão possibilidade de retribuir o convite. O Reino dos céus é gratuidade, e o verdadeiro convite também é gratuito. Não parte dos direitos dos convidados, mas da bondade de quem convida. No Reino, os primeiros convidados são os últimos da sociedade.”

Meditação (Caminho)

Aproveitando o ambiente da refeição que lhe fora oferecida, Jesus chama a atenção dos presentes para um ponto que facilmente descuidamos. Ao fazer o bem não devemos ter em vista vantagens e retribuições humanas.
O que este Evangelho diz para mim? Como acolhe esta advertência de Jesus?
Sou capaz de doações gratuitas, aguardando apenas a retribuição divina?

Oração (Vida)

Senhor, Fazei de mim um instrumento de vossa Paz.
Onde houver Ódio, que eu leve o Amor,
Onde houver Ofensa, que eu leve o Perdão.
Onde houver Discórdia, que eu leve a União.
Onde houver Dúvida, que eu leve a Fé.
Onde houver Erro, que eu leve a Verdade.
Onde houver Desespero, que eu leve a Esperança.
Onde houver Tristeza, que eu leve a Alegria.
Onde houver Trevas, que eu leve a Luz!

Ó Mestre, fazei que eu procure mais:
consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois é dando, que se recebe.
Perdoando, que se é perdoado e é morrendo, que se vive para a vida eterna!
Amém.

Contemplação (Vida e Missão)

Depois de rezar e contemplar este ensinamento de Jesus que atitudes gratuitas quero esforçar-me para cumprir?

Bênção

– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !