Oração diária Misericórdia eu quero, não sacrifícios

15ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

17 de julho de 2020

ORAÇÃO DO DIA

Senhor Jesus, livra-me de todo rigor no trato com os demais e dá-me um coração que coloque a misericórdia acima de tudo.

PRIMEIRA LEITURA:  Is 38,1-6.21-22.7-8

Leitura do Livro do Profeta Isaías – 1Naqueles dias, Ezequias foi acometido de uma doença mortal. Foi visitá-lo o profeta Isaías, filho de Amós, e disse-lhe: “Isto diz o Senhor: Arruma as coisas de tua casa, pois vais morrer e não viverás”. 2Então Ezequias virou o rosto contra a parede e orou ao Senhor, dizendo: 3“Peço-te, Senhor, te lembres de que tenho caminhado em tua presença, com fidelidade e probidade de coração, e tenho praticado o bem aos teus olhos”. Ezequias prorrompeu num grande choro.
4A palavra do Senhor foi dirigida a Isaías: 5“Vai dizer a Ezequias: Isto diz o Senhor, Deus de Davi, teu pai: ‘Ouvi a tua oração, vi as tuas lágrimas; eis que vou acrescentar à tua vida mais quinze anos, 6vou libertar-te das mãos do rei da Assíria, junto com esta cidade, que ponho sob minha proteção’.
21Então, Isaías ordenou que fizessem uma cataplasma de massa de figos e a aplicassem sobre a ferida, que ele ficaria bom. 22Perguntou Ezequias: “E qual é o sinal de que hei de subir à casa do Senhor?” 7“Este é o sinal que terás do Senhor, de que ele cumprirá a promessa que fez: 8Eis que farei recuar dez graus a sombra dos graus que já desceu no relógio solar de Acaz”. De fato, a marca do sol recuara dez graus dos que ela tinha descido. – Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO Is 38,10-12.16

      — Vós livrastes minha vida do sepulcro, a fim de eu não deixar de existir.
— Vós livrastes minha vida do sepulcro, a fim de eu não deixar de existir.

— Eu dizia: “É necessário que eu me vá no apogeu de minha vida e de meus dias; para a mansão triste dos mortos descerei, sem viver o que me resta dos meus anos”.

— Eu dizia: “Não verei o Senhor Deus sobre a terra dos viventes nunca mais; nunca mais verei um homem neste mundo!”

— Minha morada foi à força arrebatada, desarmada como a tenda de um pastor. Qual tecelão, eu ia tecendo a minha vida, mas agora foi cortada a sua trama.

— Ó Senhor, meu coração em vós espera; por vós há de viver o meu espírito, curai-me e conservai a minha vida.

EVANGELHO:  Mt 12,1-8

          – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

1Naquele tempo, Jesus passou no meio de uma plantação num dia de sábado. Seus discípulos tinham fome e começaram a apanhar espigas para comer. 2Vendo isso, os fariseus disseram-lhe: “Olha, os teus discípulos estão fazendo o que não é permitido fazer em dia de sábado!”
3Jesus respondeu-lhes: “Nunca lestes o que fez Davi, quando ele e seus companheiros sentiram fome? 4Como entrou na casa de Deus e todos comeram os pães da oferenda que nem a ele nem aos seus companheiros era permitido comer, mas unicamente aos sacerdotes? 5Ou nunca lestes na Lei, que em dia de sábado, no Templo, os sacerdotes violam o sábado sem contrair culpa alguma?
6Ora, eu vos digo: aqui está quem é maior do que o Templo. 7Se tivésseis compreendido o que significa: ‘Quero a misericórdia e não o sacrifício’, não teríeis condenado os inocentes. 8De fato, o Filho do Homem é senhor do sábado”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

São Mateus diz que Jesus, o Filho do Homem, é maior do que o sábado, porque é maior do que o Templo, e maior do que o Templo é somente Deus. Jesus é Deus, por isso está acima da lei religiosa do sábado. Marcos dirá que o sábado foi feito para o homem e não o homem para o sábado. Portanto, qualquer ser humano está acima do sábado. Mateus e Marcos dizem que os fariseus não condenariam os inocentes, se tivessem misericórdia. Os inocentes são os discípulos, que arrancaram espigas para comer num dia de sábado. Não violaram o sábado nem pecaram, porque a verdadeira lei religiosa é aquela que atende à necessidade do ser humano. Para Deus, sagrado, em primeiro lugar, é a criatura humana. Primeiro a misericórdia, depois os sacrifícios do Templo. Primeiro a misericórdia que compreende o ser humano. Tudo é bom se contribuir para o bem dos que amam a Deus e para o bem dos que Deus ama.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Senhor Jesus, invoco tua presença para que eu possa te servir com o coração agradecido. Permaneça comigo, abençoa meus projetos de trabalho, minha vontade de fazer o bem e, que tudo o que eu fizer, até mesmo as pequenas gentilezas sejam um testemunho de minha sintonia com a tua proposta de fraternidade e de serviço gratuito em prol do teu reinado sobre toda a criação.
Renova minhas forças, dá-me um coração generoso para atender com amabilidade as pessoas e não ser indiferente às necessidades delas. Especialmente, Senhor, dá-me uma fé profunda para que eu acredite na tua palavra e uma vontade forte de agir corretamente e fazer o bem sem olhar a quem.
Senhor, quando eu estiver confuso(a), guia-me; quando eu me sentir fraco(a), fortalece-me; quando eu estiver cansado(a), enche-me com a luz do Espírito Santo. Amém.

Leitura (Verdade)
Faça a leitura do Evangelho com calma e atenção. Qual é o contexto da narrativa? A quem Jesus está instruindo? Quem são os que questionam Jesus e por que o questionam? Se tivésseis chegado a compreender o que significa ‘Misericórdia…….

“O descanso sabático era uma obsessão dos judeus. Uma lei que visava ao descanso e à vida familiar acabou tornando-se um instrumento de manipulação. Na prática, a mentalidade dos escribas e doutores da lei proibia fazer o bem nesse dia. Jesus coloca a vida acima das leis. As leis devem defender a vida. Para os judeus, colher espigas para matar a fome afigurava-se um trabalho manual que afetava o sábado. As leis devem ser observadas, mas cada lei carrega consigo um valor. A lei fria pode nos levar longe deste valor. Jesus deixa de lado algumas leis envelhecidas e faz novas todas as coisas. Ele ressuscitou no primeiro dia da semana e, com isso, mostrou que o sábado estava superado.” (Viver a Palavra – 2020. Frei Aldo Colombo – Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Acolho com prazer os ensinamentos do Mestre? As palavras e gestos de Jesus tocam minha vida e inspiram minhas ações? Eu busco a Palavra de Deus que me dá prazer e força na fé? Eu sou pessoa misericordiosa? Como manifesto essa característica divina?

Oração (Vida)
Ofereça a Deus os frutos da sua oração, da sua meditação e da contemplação da Palavra. Apresente a Ele os desejos que brotaram em seu coração…
Reze a segunda parte da oração que Jesus nos ensinou: “O pão nosso de cada dia nos dai hoje. Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
O que eu quero é misericórdia…Qual é a aplicação da Palavra em sua vida? O que você se propõe viver? Como pretende atingir esse propósito?

Bênção
O Senhor Jesus Cristo esteja ao meu lado para me sustentar,
Dentro de mim para me encorajar,
Diante de mim para me orientar,
Atrás de mim para me proteger,
Acima de mim para me abençoar.
Ele que vive e reina pelos séculos dos séculos. Amém.
Que a bênção de Deus Pai de amor e bondade desça sobre mim e sobre toda a humanidade, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Ir. Carmen Maria Pulga

Confira a Homilia dominical.Clique aqui

[apss_share]