Oração diária, Que me dareis se eu vos entregar Jesus? - Mt 26,14-25

Pedido de ajuda !

EStimados irmãos venho aqui pedir a sua ajuda se possível for. Inicio do ano o site estava com uma divida de 4 mil reais e agora ja esta a 6 mil. Pra complicar minha situação tenho pai acamado e desde dia 29/03 minha filhinha de 1 ano e 3 meses esta internada com probs respiratorio. (são gemeas uma esta internada e a outra estou cuidando em casa) Por isso tenho atrasado as liturgias. Diante das dificuldades que todos estamos passando compreendo o qto esta dificil para todos, mas se vc tiver a possibilidade de AJUDAR COM UMA DOAÇÃO sera de muita ajuda para diminuir as dividas.

Clique aqui para doar R$ 10,00

Ou deposito no Itau: Anderson roberto Fuzatto – agencia 9098 conta corrente 20575-1

Ou Pic pay clique aqui

Semana Santa – Ano Litúrgico A

07 de abril de 2020

Deseja ler a liturgia diária do dia 06 de abrilClique aqui

ORAÇÃO DO DIA

Pai, reforça minha comunhão com teu Filho Jesus, de forma que nenhuma atitude minha possa colocar em risco este relacionamento profundo propiciado por ti.

PRIMEIRA LEITURA: Is 50,4-9a

Leitura do Livro do Profeta Isaías

4O Senhor Deus deu-me língua adestrada, para que eu saiba dizer palavras de conforto à pessoa abatida; ele me desperta cada manhã e me excita o ouvido, para prestar atenção como um discípulo.
5O Senhor abriu-me os ouvidos; não lhe resisti nem voltei atrás. 6Ofereci as costas para me baterem e as faces para me arrancarem a barba: não desviei o rosto de bofetões e cusparadas. 7Mas o Senhor Deus é o meu Auxiliador, por isso não me deixei abater o ânimo, conservei o rosto impassível como pedra, porque sei que não sairei humilhado. 8A meu lado está quem me justifica; alguém me fará objeções? Vejamos. Quem é meu adversário? Aproxime-se. 9aSim, o Senhor Deus é meu Auxiliador; quem é que me vai condenar?

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 69(68)

         — Respondei-me pelo vosso imenso amor, neste tempo favorável, Senhor Deus.
— Respondei-me pelo vosso imenso amor, neste tempo favorável, Senhor Deus.

— Por vossa causa é que sofri tantos insultos, e o meu rosto se cobriu de confusão; eu me tornei como um estranho a meus irmãos, como estrangeiro para os filhos de minha mãe. Pois meu zelo e meu amor por vossa casa me devoram com fogo abrasador: e os insultos de infiéis que vos ultrajam recaíram todos eles sobre mim!

— O insulto me partiu o coração; Eu esperei que alguém, de mim tivesse pena; procurei quem me aliviasse e não achei! Deram-me fel como se fosse um alimento, em minha sede ofereceram-me vinagre!

— Cantando eu louvarei o vosso nome e agradecido exultarei de alegria! Humildes, vede isto e alegrai-vos: o vosso coração reviverá, se procurardes o Senhor continuamente! Pois nosso Deus atende à prece dos seus pobres, e não despreza o clamor de seus cativos.

EVANGELHO: Mt 26,14-25

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 14um dos doze discípulos, chamado Judas Isca­riotes, foi ter com os sumos sacerdotes 15e disse: “Que me dareis se vos entregar Jesus?” Combinaram, então, trinta moedas de prata. 16E daí em diante, Judas procurava uma oportunidade para entregar Jesus.
17No primeiro dia da festa dos Ázimos, os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Onde queres que façamos os preparativos para comer a Páscoa?” 18Jesus respondeu: “Ide à cidade, procurai certo homem e dizei-lhe: ‘O Mestre manda dizer: o meu tempo está próximo, vou celebrar a Páscoa em tua casa, junto com meus discípulos’”.
19Os discípulos fizeram como Jesus mandou e prepararam a Páscoa. 20Ao cair da tarde, Jesus pôs-se à mesa com os doze discípulos. 21Enquanto comiam, Jesus disse: “Em verdade eu vos digo, um de vós vai me trair”. 22Eles ficaram muito tristes e, um por um, começaram a lhe perguntar: “Senhor, será que sou eu?”
23Jesus respondeu: “Quem vai me trair é aquele que comigo põe a mão no prato. 24O Filho do Homem vai morrer, conforme diz a Escritura a respeito dele. Contudo, ai daquele que trair o Filho do Homem! Seria melhor que nunca tivesse nascido!” 25Então Judas, o traidor, perguntou: “Mestre, serei eu?” Jesus lhe respondeu: “Tu o dizes”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

A traição de Judas se consuma. Jesus é vendido por trinta moedas. “Mestre, serei eu?” Como Judas pôde fazer tal pergunta? O que revela um profundo cinismo de sua parte. Jesus tem uma palavra dura sobre a traição de Judas. Ele sabia o que estava fazendo, e fez! Ele se enforcou, arrependido ou desesperado? Um por um, todos perguntaram, e nós com eles: “Acaso sou eu, Senhor?”. Enganamos os outros e nos enganamos com muita facilidade. Tenho consciência daquilo que fiz e com tranquilidade me pergunto se fui eu ou se foi outro.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Agora eu imagino Jesus com os discípulos, um deles está tramando a traição; vai entregar Jesus aos inimigos. Coloco-me dentro desta cena. Acalmo todo meu ser e foco-me no Evangelho que a liturgia oferece hoje. Assim estou em comunhão com toda a comunidade cristã acolhendo a semente da Palavra. Quero que em mim ela produza frutos, muitos frutos, por isso abro meu coração e ouvidos.

Leitura (Verdade)
O que o texto diz? O que a figura de Judas diz? E a pessoa de Jesus? “Judas não foi traidor desde o começo. Amou o Mestre, vibrou com seus gestos, mas aos poucos foi caminhando em faixa própria. Todos temos a possibilidade do melhor e do pior. As pequenas escolhas sinalizam a grande escolha. Qual o lugar que o Mestre escolhe para celebrar a Páscoa? A sua casa. Ela representa a nossa vida. Páscoa é passagem do pecado para a graça, da morte para a vida. Páscoa é também a passagem de uma vida acomodada para uma vida cheia de sentido. Páscoa é um compromisso pessoal. Não se trata de mais uma Páscoa, é a grande Páscoa de nossa incessante caminhada rumo à Terra da Promessa. A Eucaristia é o pão dos caminhantes.” (Viver a Palavra – 2020. Frei Aldo Colombo – Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Como são minhas escolhas quando interferem na vida dos outros? Tenho responsabilidade com minhas palavras quando influenciam outras pessoas? Qual meu comportamento com meus amigos(as)? Peço a Senhor a graça da fidelidade a Deus e aos meus compromissos?

Oração (Vida)
Hoje rezo com o salmista:
“Aquele que habita no abrigo do Altíssimo e descansa à sombra do Todo-poderoso pode dizer ao Senhor: Tu és o meu refúgio e a minha fortaleza, o meu Deus, em quem confio.
Ele o livrará do laço do caçador e do veneno mortal. Ele o cobrirá com as suas penas, e sob as suas asas você encontrará refúgio; a fidelidade dele será o seu escudo protetor. Você não temerá o pavor da noite, nem a flecha que voa de dia, nem a peste que se move sorrateira nas trevas, nem a praga que devasta ao meio-dia.
Mil poderão cair ao seu lado, dez mil à sua direita, mas nada o atingirá. Você simplesmente olhará, e verá o castigo dos ímpios. Se você fizer do Altíssimo o seu refúgio, nenhum mal o atingirá, desgraça alguma chegará à sua tenda. Porque a seus anjos ele dará ordens a seu respeito, para que o protejam em todos os seus caminhos; com as mãos eles o segurarão, para que você não tropece em alguma pedra. Você pisará o leão e a cobra; pisoteará o leão forte e a serpente.
“Porque ele me ama, eu o resgatarei; eu o protegerei, pois conhece o meu nome. Ele clamará a mim, e eu lhe darei resposta, e na adversidade estarei com ele; vou livrá-lo e cobri-lo de honra.Vida longa eu lhe darei, e lhe mostrarei a minha salvação.” (Sl 91)

Contemplação (Vida e Missão)
Tendo contemplado e acompanhado a Liturgia deste período, quero celebrar, neste ano, a melhor Páscoa de minha vida.

Bênção
Benção da Paixão – O Pai de misericórdia, que vos deu um exemplo de amor na paixão de seu filho, vos conceda pela vossa dedicação a Deus e ao próximo, a graça de sua benção. R. Amém – O Cristo, cuja morte vos libertou da morte eterna, conceda-vos receber o dom da vida. R. Amém. – Tendo seguido o dom da humildade deixada pelo Cristo, participeis igualmente de sua ressurreição. R Amém.

Ir. Carmen Maria Pulga

[apss_share]