oração diária Mc 12,28b-34

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mc 12,28b-34

Façamos a oração do dia: Ó Deus, que no coração do vosso Filho, ferido por nossos pecados, nos concedestes infinitos tesouros de amor, fazei que lhe ofereçamos uma justa reparação, consagrando-lhe toda a nossa vida.

31º Domingo do Tempo Comum – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 31 de outubro de 2021

PRIMEIRA LEITURA: Dt 6,2-6  

Leitura do Livro do Deuteronômio:

Moisés falou ao povo, dizendo: 2“Temerás o Senhor teu Deus, observando durante toda a vida todas as suas leis e os seus mandamentos que te prescrevo, a ti, a teus filhos e netos, a fim de que se prolonguem os teus dias.

3Ouve, Israel, e cuida de os pôr em prática, para seres feliz e te multiplicares sempre mais, na terra onde corre leite e mel, como te prometeu o Senhor, o Deus de teus pais.

4Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor. 5Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com todas as tuas forças. 6E trarás gravadas em teu coração todas estas palavras que hoje te ordeno”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 18(17) 

— Eu vos amo, ó Senhor, porque sois minha força!

— Eu vos amo, ó Senhor, porque sois minha força!

Eu vos amo, ó Senhor! Sois minha força,/ minha rocha, meu refúgio e Salvador!/ Ó meu Deus, sois o rochedo que me abriga,/ minha força e poderosa salvação.

— Ó meu Deus, sois o rochedo que me abriga,/ sois meu escudo e proteção: em vós espero!/ Invocarei o meu Senhor: a ele a glória,/ e dos meus perseguidores serei salvo!

— Viva o Senhor! Bendito seja o meu Rochedo!/ E louvado seja Deus, meu Salvador./ Concedeis ao vosso rei grandes vitórias/ e mostrais misericórdia ao vosso Ungido.

SEGUNDA LEITURA: Hb 7,23-28  

Leitura da Carta aos Hebreus:

Irmãos: 23Os sacerdotes da antiga aliança sucediam-se em grande número, porque a morte os impedia de permanecer. 24Cristo, porém, uma vez que permanece para a eternidade, possui um sacerdócio que não muda. 25Por isso, ele é capaz de salvar para sempre aqueles que, por seu intermédio, se aproximam de Deus. Ele está sempre vivo para interceder por eles. 26Tal é precisamente o sumo sacerdote que nos convinha: santo, inocente, sem mancha, separado dos pecadores e elevado acima dos céus.

27Ele não precisa, como os sumos sacerdotes, oferecer sacrifícios em cada dia, primeiro por seus próprios pecados e depois pelos do povo. Ele já o fez uma vez por todas, oferecendo-se a si mesmo. 28A

Lei, com efeito, constituiu sumos sacerdotes sujeitos à fraqueza, enquanto a palavra do juramento, que veio depois da Lei, constituiu alguém que é Filho, perfeito para sempre.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

EVANGELHO: Mc 12,28b-34

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 28bum mestre da Lei aproximou-se de Jesus e perguntou: “Qual é o primeiro de todos os mandamentos?”

29Jesus respondeu: “O primeiro é este: Ouve, ó Israel! O Senhor nosso Deus é o único Senhor. 30Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e com toda a tua força! 31O segundo mandamento é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo! Não existe outro mandamento maior do que estes”. 32O mestre da Lei disse a Jesus: “Muito bem, Mestre! Na verdade, é como disseste: Ele é o único Deus e não existe outro além dele. 33Amá-lo

de todo o coração, de toda a mente, e com toda a força, e amar o próximo como a si mesmo é melhor do que todos os holocaustos e sacrifícios”.

34Jesus viu que ele tinha respondido com inteligência e disse: “Tu não estás longe do Reino de Deus”. E ninguém mais tinha coragem de fazer perguntas a Jesus.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Terminamos a leitura do Evangelho de Marcos com dois temas de real importância: a prática do amor e a vinda final do Filho do Homem. Sabemos qual é o primeiro dos mandamentos e sabemos qual é o mandamento de Jesus. O primeiro dos dez mandamentos é “amar a Deus sobre toda as coisas”; o mandamento de Jesus é “amar-nos uns aos outros”. Não perguntaram, mas Jesus acrescentou que o segundo mandamento é “amar o próximo como a si mesmo”; e o segundo mandamento de Jesus é “amar o próximo como ele amou”. Trata-se, em última análise, simplesmente de “amar”.

O mestre da Lei disse ainda que “amar a Deus e amar o próximo supera todos os holocaustos e sacrifícios”. Saber, já sabemos. É preciso agora dar um passo avante e praticar o que sabemos. Jesus citou do Livro do Deuteronômio as palavras de Moisés, que se repetem duas vezes por dia nas sinagogas: “Ouve, Israel, o Senhor é nosso Deus, o Senhor é Um. Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com todas as tuas forças”. E se acrescenta: “Trarás gravadas no teu coração todas estas palavras que hoje te ordeno”. O mandamento deve primeiro estar gravado no coração, depois nas duas pedras de Moisés, na mão, nos olhos, no batente da entrada da casa.

É do coração, dirá Jesus, que saem os projetos de vida do ser humano, e o profeta Ezequiel: “Porei no vosso íntimo o meu Espírito e farei com que andeis de acordo com os meus estatutos e guardeis minhas normas e as pratiqueis”. Conhecemos a vontade de Deus, conhecemos os seus mandamentos, sabemos que Jesus espera de nós unicamente que nos amemos uns aos outros como expressão do nosso amor a Deus, e no entanto, apesar de nossa boa disposição e nossos firmes propósitos, continuamos com nossas falhas, continuamos pecadores, parecendo não haver remédio para a nossa fraqueza.

A própria Lei de Deus, lemos na Carta aos Hebreus, constituiu sumos sacerdotes a homens sujeitos à fraqueza. Temos, porém, um novo sacerdote que “a palavra do juramento, que veio depois da Lei, constituiu perfeito para sempre”. Seu sacerdócio não passa, perdura para sempre e ele está sempre vivo intercedendo por nós. Ofereceu-se a si mesmo uma vez por todas em sacrifício pelo pecado do mundo. A Lei veio por Moisés. A graça e a verdade vieram por Jesus Cristo. Moisés nos deu a Lei para ser observada e queremos observá-la.

Jesus, tendo experimentado a tentação e conhecedor da nossa fraqueza nos dá a graça, porque não somos capazes de observar a Lei. O “Shemá Israel”, “Ouve, Israel”, do Deuteronômio e da liturgia judaica é lido pelos cristãos do ponto de vista da existência: “Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor”. Não há outros deuses. Só o Senhor é Deus. Do ponto de vista da essência, os hebreus afirmam que Deus é Um, e os cristãos que Deus é Uno e Trino.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

A vida humana se torna sensata a partir do amor como valor maior, absoluto. Jesus ensina àquele escriba e a nós, que o Reino de Deus está perto. É a própria pessoa de Jesus. O escriba é um interlocutor sincero, honesto, comprometido com uma busca autêntica. Coloquemo-nos frente a Palavra de Jesus com esta sinceridade e disponibilidade.

Leitura (Verdade)

Leia o Evangelho correspondendo ao apelo de Jesus como prioridade: “Ouve o Israel!” Isto é, escute, abra os seus ouvidos, acolha com todo o teu ser o Senhor teu Deus.

“A ligação entre o amor a Deus e o amor aos homens está no centro da vida cristã. Já no Primeiro Testamento, há esta compreensão. No entanto, a dimensão do amor ficou reservada para os integrantes do próprio povo. Os outros povos e os inimigos eram excluídos do amor em nome do próprio Deus. Os conterrâneos de Cristo haviam multiplicado as leis e sua observância era apenas externa, legalista. Ao responder à pergunta sobre qual o maior mandamento, Jesus amplia a resposta e inclui o amor ao próximo. Trata-se de um amor do qual nem o próprio inimigo pode ser excluído. A Igreja tem a missão de manifestar aos homens os sinais autênticos do amor que salvou o mundo. Acima das leis, a Igreja precisa apostar no amor.” 

Meditação (Caminho)

Para amar o próximo é necessário amar a Deus, caso contrário terminaremos amando a nós mesmos, nossos projetos, ideologias e nossos escusos interesse pessoais. Amar a Deus e ao próximo não é mero sentimento, mas é condição para entrar no Reino de Deus. Jesus nos pede, apenas, que sejamos capazes de amar de todo o nosso coração, de toda a nossa alma, de todo o nosso espirito e de todas as nossas forças.
Que nota eu dou a minha capacidade de amar?

Oração (Vida)

ORAÇÃO MISSIONÁRIA

Senhor Jesus, desperta em nós um olhar missionário,
ajuda-nos a escutar o coração do outro, e a ver o Teu rosto nos irmãos.
Ajuda-nos a sermos audazes afastando-nos dos nossos medos e preconceitos.
Queremos, como Tu, viver a linguagem do amor e servir mais do que ser servidos.
Só Tu és o Caminho, dá-nos a coragem de Te seguir e de Ser Igreja missionária aonde nos levares.
Aqui estamos, Senhor, porque acreditamos que ser cristão é ser missão! Amém. 

Contemplação (Vida e Missão)

De que forma você deseja colocar em prática os apelos que a Palavra de Deus despertou em você neste dia? Verbalize uma atitude concreta e, no final do dia, faça uma revisão de vida como foi a fidelidade ao seu propósito.

Bênção

– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !