Liturgia diária A parábola da vinha - Mt 21,33-43.45-46

PRECISO MUITO TE AJUDA ! FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

O site acumula uma divida e diante a crise que todos estamos passando essa divida esta aumentando podendo até o site sair fora do ar.

Divida atual: R$ 2800,00
Valor arrecadado: R$ 849,00 (22/04/2021 - 07:30 - atualizaremos quando recebermos uma nova doação)

Peço se alguém puder ajudar com uma doação de qualquer valor, agradeço imensamente.

PIX CHAVE CELULAR: 19 987634283
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

OU

PIX CHAVE EMAIL: doacao@catequizar.com.br
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Quem não tem pix e puder doar por boleto esse é meu numero de WhatsApp 19 987634283 me chama e como forma de agradecimento dou acesso ao site missa com crianças que tem historinhas para catequese. Quem nao puder ajudar, peço oraçoes ! Deus abençoe a todos. Anderson

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mt 21,33-43.45-46

Precisamos produzir bom vinho, frutos de evangelização e de partilha. O Reino não é propriedade nossa.

Façamos a oração do dia: Senhor Jesus, nós vos louvamos e agradecemos, porque sois o exemplo que devemos seguir. Com simplicidade queremos aprender de vós o modo de ver, julgar e agir.

2ª Semana da Quaresma – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 05 de março de 2021

PRIMEIRA LEITURA: Gn 37,3-4.12-13a.17b-28 

Leitura do Livro do Gênesis.

3Israel amava mais a José do que a todos os outros filhos, porque lhe tinha nascido na velhice. E por isso mandou fazer para ele uma túnica de mangas longas. 4Vendo os irmãos que o pai o amava mais do que a todos eles, odiavam-no e já não lhe podiam falar pacificamente.

12Ora, como os irmãos de José tinham ido apascentar o rebanho do pai em Siquém, 13adisse Israel a José: “Teus irmãos devem estar com os rebanhos em Siquém. Vem, vou enviar-te a eles”.

17bPartiu, pois, José atrás de seus irmãos e encontrou-os em Dotaim. 18Eles, porém, tendo-o visto ao longe, antes que se aproximasse, tramaram a sua morte. 19Disseram entre si: “Aí vem o sonhador! 20Vamos matá-lo e lançá-lo numa cisterna, depois diremos que um animal feroz o

devorou. Assim veremos de que lhe servem os sonhos”.

21Rúben, porém, ouvindo isto, disse-lhes: 22“Não lhe tiremos a vida!” E acrescentou: “Não derrameis sangue, mas lançai-o naquela cisterna do deserto, e não o toqueis com as vossas mãos”. Dizia isto, porque queria livrá-lo das mãos deles e devolvê-lo ao pai. 23Assim que José chegou perto dos irmãos, estes despojaram-no da túnica de mangas longas, pegaram nele 24e lançaram-no numa cisterna que não tinha água. 25Depois, sentaram-se para comer. Levantando os olhos, avistaram uma caravana de ismaelitas, que se aproximava, proveniente de Galaad. Os camelos iam carregados de especiarias, bálsamo e resina, que transportavam para o Egito.

26E Judá disse aos irmãos: “Que proveito teríamos em matar nosso irmão e ocultar o seu sangue? 27É melhor vendê-lo a esses ismaelitas e não manchar nossas mãos, pois ele é nosso irmão e nossa carne”. Concordaram os irmãos com o que dizia.

28Ao passarem os comerciantes madianitas, tiraram José da cisterna, e por vinte moedas de prata o venderam aos ismaelitas: e estes o levaram para o Egito.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 105(104)

— Lembrai sempre as maravilhas do

Senhor!

— Lembrai sempre as maravilhas do Senhor!

— Mandou vir, então, a fome sobre a terra e os privou de todo pão que os sustentava; um homem enviara à sua frente, José que foi vendido como escravo.

— Apertaram os seus pés entre grilhões e amarraram seu pescoço com correntes, até que se cumprisse o que previra, e a palavra do Senhor lhe deu razão.

— Ordenou, então, o rei que o libertassem, o soberano das nações mandou soltá-lo; fez dele o senhor de sua casa, e de todos os seus bens o despenseiro.

EVANGELHO: Mt 21,33-43.45-46 

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, dirigindo-se Jesus aos chefes dos sacerdotes e aos anciãos do povo, disse-lhes: 33“Escutai esta outra parábola: Certo proprietário plantou uma vinha, pôs uma cerca em volta, fez nela um lagar para esmagar as uvas e construiu uma torre de guarda. Depois arrendou-a a vinhateiros, e

viajou para o estrangeiro. 34Quando chegou o tempo da colheita, o proprietário mandou seus empregados aos vinhateiros para receber seus frutos.

35Os vinhateiros, porém, agarraram os empregados, espancaram a um, mataram a outro, e ao terceiro apedrejaram. 36O proprietário mandou de novo outros empregados, em maior número do que os primeiros. Mas eles os trataram da mesma forma. 37Finalmente, o proprietário, enviou-lhes o seu filho, pensando: ‘Ao meu filho eles vão respeitar’.

38Os vinhateiros, porém, ao verem o filho, disseram entre si: ‘Este é o herdeiro. Vinde, vamos matá-lo e tomar posse da sua herança!’ 39Então agarraram o filho, jogaram-no para fora da vinha e o mataram. 40Pois bem, quando o dono da vinha voltar, que fará com esses vinhateiros?”

41Os sumos sacerdotes e os anciãos do povo responderam: “Com certeza mandará matar de modo violento esses perversos e arrendará a vinha a outros vinhateiros, que lhe entregarão os frutos no tempo certo”.

42Então Jesus lhes disse: “Vós nunca lestes nas Escrituras: ‘A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular; isto foi feito pelo Senhor e é maravilhoso aos nossos olhos?” 43Por isso eu vos digo: o Reino de Deus vos será tirado e será entregue a um povo que produzirá frutos.

45Os sumos sacerdotes e fariseus ouviram as parábolas de Jesus, e compreenderam que estava falando deles. 46Procuraram prendê-lo, mas ficaram com medo das multidões, pois elas consideravam Jesus um profeta.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

“A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular.” Assim foi com Jesus, assim foi com José do Egito, assim é com muitos de nós. A pessoa rejeitada, se não desanimar, poderá se tornar a peça principal da restauração do ser humano.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Peçamos as luzes do Espírito Santo para acolhermos mais uma vez a Palavra de Deus em nossa vida na dinâmica da Leitura Orante. Sabemos o quanto é necessário este diálogo com o Senhor na oração e na escuta de sua Palavra. Também o Papa Francisco, em uma de suas colocações, lembrou de duas atitudes necessárias para quem quer escutar a Palavra de Deus: humildade e oração. “Com a humildade e oração, seguimos em frente para escutar a Palavra de Deus e obedecê-la.”

“Meu Senhor e meu Pai! Envia teu Santo Espírito para que eu compreenda e acolha tua Santa Palavra! Que eu Te conheça e Te faça conhecer, Te ame e Te faça amar, Te sirva e Te faça servir, Te louve e Te faça louvar por todas as criaturas. Faze, ó Pai, que pela leitura da palavra os pecadores se convertam, os justos perseverem na graça e todos consigamos a vida eterna. Amém”

Leitura (Verdade)

Faça a leitura do texto pausadamente. Preste atenção nas imagens e nos personagens utilizados: vinha, cerca, torre, agricultores, tempo da colheita, servos, herdeiro… O que representa a vinha? Quem é o proprietário? Qual é a missão dos servos? Teriam os agricultores motivos para espancar, apedrejar e matar os enviados do proprietário? Qual o motivo para a morte do herdeiro? Procure fazer outras perguntas ao texto.

“Esta parábola, em primeiro plano, retrata a atitude de muitos dentre o povo escolhido. Eles se apropriaram da herança espiritual, utilizando-a em proveito próprio, e não apresentaram os frutos esperados. Deus tem paciências infinitas e ofereceu, inutilmente, muitas chances. O povo de Israel era considerado a vinha, propriedade do Senhor. Por vezes, essa vinha não produziu frutos, outras vezes produziu frutos amargos. A vinha foi entregue a outros agricultores, aos gentios. Em segundo plano, esta parábola atinge as comunidades cristãs e cada um de nós em particular. Precisamos produzir bom vinho, frutos de evangelização e de partilha. O Reino não é propriedade nossa. É emprestado para os discípulos missionários de todos os tempos.” 

Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim? O que tem hoje de semelhante ao que diz a Palavra? Como você resume o ensinamento de Jesus? O que significa para você produzir frutos para o Reino de Deus? Como você compreende a mensagem de Jesus no evangelho de hoje, dentro da dinâmica do tempo quaresmal que estamos vivendo?

Oração (Vida)

Retome as palavras, gestos ou imagens que mais chamaram a sua atenção durante a Leitura Orante. Silencie por alguns instantes e transforme-as em oração. Depois, conclua rezando:

“Senhor, vós sois nosso Pai; em vós depositamos nossa confiança. Que surpresa alguma nos pegue desprevenidos. Que nada possa atrapalhar nossos passos. Que vossa luz brilhe sobre nós, aí, então tudo será renovado, e para tudo haverá uma saída, uma solução. Por isso, que a vossa sabedoria nos ensine o que fazer e como fazer. Que a vossa inspiração nos ajude a caminhar na confiança e no amor. Assim viveremos intensamente este novo dia. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)

Como a Palavra de Deus estará presente neste meu dia? O que desejo colocar em prática, seguindo os ensinamentos de Jesus?
Sugestão: Viver com alegria e produzir frutos na Igreja

Bênção

Benção especial da Quaresma
– Deus Pai de misericórdia, conceda a todos, como concedeu ao filho pródigo, a alegria do retorno a casa. Amém.
– O Senhor Jesus Cristo, modelo de oração e de vida, nos guie nesta jornada quaresmal a uma verdadeira conversão. Amém.
– O Espírito de sabedoria e fortaleza nos sustente na luta contra o mal, para podermos com Cristo celebrar a vitória da Páscoa. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui