Liturgia diária - Maria Madalena, por que choras? Quem procuras? - Jo 20,11-18

Oitava da Páscoa – Ano Litúrgico A

14 de abril de 2020

Deseja ler a liturgia diária do dia 13 de abrilClique aqui

ORAÇÃO DO DIA

Pai, ensina-me a ter um relacionamento conveniente com o Ressuscitado, reconhecendo que ele quer fazer de mim uma testemunha da ressurreição.

PRIMEIRA LEITURA: At 2,36-41

Leitura dos Atos dos Apóstolos – No dia de Pentecostes, Pedro disse aos judeus: 36“Que todo o povo de Israel reconheça com plena certeza: Deus constituiu Senhor e Cristo a este Jesus que vós crucificastes”.
37Quando ouviram isso, eles ficaram com o coração aflito, e perguntaram a Pedro e aos outros apóstolos: “Irmãos, que devemos fazer?” 38Pedro respondeu: “Convertei-vos e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para o perdão dos vossos pecados. E vós recebereis o dom do Espírito Santo. 39Pois a promessa é para vós e vossos filhos, e para todos aqueles que estão longe, todos aqueles que o Senhor nosso Deus chamar para si”.
40Com muitas outras palavras, Pedro lhes dava testemunho, e os exortava, dizendo: “Salvai-vos dessa gente corrompida!” 41Os que aceitaram as palavras de Pedro receberam o batismo. Naquele dia, mais ou menos três mil pessoas se uniram a eles.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 33(32)

        — Transborda em toda a terra a bondade do Senhor.
— Transborda em toda a terra a bondade do Senhor.

— Reta é a palavra do Senhor, e tudo o que ele faz merece fé. Deus ama o direito e a justiça, transborda em toda a terra a sua graça.

— Mas o Senhor pousa o olhar sobre os que o temem, e que confiam esperando em seu amor, para da morte libertar as suas vidas e alimentá-los quando é tempo de penúria.

— No Senhor nós esperamos confiantes, porque ele é nosso auxílio e proteção! Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça, da mesma forma que em vós nós esperamos!

EVANGELHO: Jo 20,11-18

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 11Maria estava do lado de fora do túmulo, chorando. Enquanto chorava, inclinou-se e olhou para dentro do túmulo. 12Viu, então, dois anjos vestidos de branco, sentados onde tinha sido posto o corpo de Jesus, um à cabeceira e outro aos pés.
13Os anjos perguntaram: “Mulher, por que choras?” Ela respondeu: ”Levaram o meu Senhor e não sei onde o colocaram”. 14Tendo dito isto, Maria voltou-se para trás e viu Jesus, de pé. Mas não sabia que era Jesus. 15Jesus perguntou-lhe: “Mulher, por que choras? A quem procuras?” Pensando que era o jardineiro, Maria disse: “Senhor, se foste tu que o levaste dize-me onde o colocaste, e eu o irei buscar”.
16Então Jesus disse: “Maria!” Ela voltou-se e exclamou, em hebraico: “Rabuni” (que quer dizer: Mestre). 17Jesus disse: “Não me segures. Ainda não subi para junto do Pai. Mas vai dizer aos meus irmãos: subo para junto do meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus”. 18Então Maria Madalena foi anunciar aos discípulos: “Eu vi o Senhor!”, e contou o que Jesus lhe tinha dito.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

“Saber chorar com os outros, isto é santidade”, diz o Papa Francisco. São Paulo já dizia: “Chorem com os que choram”. Maria Madalena chorou junto ao sepulcro de Jesus. Quem de nós já não chorou no túmulo de alguém que ama? As lágrimas são um dom, sobretudo quando são de arrependimento. Elas também expressam o amor. Maria Madalena ficou aflita diante do túmulo vazio e seu coração chorou, mas foi consolada, com a consolação de Jesus que a chamou pelo nome. “Por que choras?”, perguntaram os anjos e perguntou Jesus. O sofrimento de Madalena nos ensina que a vida tem sentido quando procuramos compreender e socorrer os outros em suas angústias e aflições, quando aliviamos o peso que muitos carregam a duras penas.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Rezar é estar sozinho; sozinho diante de Deus. Rezar é encontro com nossa responsabilidade individual, é procurar Deus, às vezes com choro outras com cantos de alegria. Vamos ao encontro de Deus como Maria Madalena: com amor e sinceridade. Ele vem ao nosso encontro e nos chama pelo nome.

Leitura (Verdade)
Qual a atitude de Maria Madalena? Por que ela chora? Quem ela procura? Como ela reconhece Jesus?
“Maria não reconheceu imediatamente Jesus, assim como não o reconheceram imediatamente os discípulos à beira do lago e os discípulos de Emaús. Ela, no entanto, o reconheceu quando ele pronunciou seu nome, o que faz lembrar as palavras de Jesus de que as ovelhas conhecem a voz do seu pastor: ele as chama pelo nome e elas o seguem. O nome define uma pessoa, o nome traz consigo as recordações históricas. Maria recordou seu passado e a mudança radical que o Mestre ocasionara em sua vida. Muitas vezes na vida, o Mestre está a nosso lado e não o reconhecemos. À semelhança de Maria Madalena, somos incumbidos de uma missão especial: anunciar aos discípulos, pela vida e pela palavra, “Eu vi o Senhor!”.(Viver a Palavra – 2020. Frei Aldo Colombo – Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Eu já chorei aos pés de Jesus e por que motivo? A ausência de Deus me põe a procura dele como Maria Madalena? Onde o procuro? Onde reconheço Jesus e me entrego à missão de anunciá-lo?

Oração (Vida)
“Senhor, hoje queria dizer mais. Queria que a minha oração não fosse esse rumor de sempre, as mesmas palavras disparadas às pressas, entre uma coisa e outra; ou o balbucio esquivo, cheio de tudo o que eu não disse, porque não encontrei o tempo, o modo ou a verdade. Hoje queria dizer mais. Não trago intenções nem pedidos (…) Dia após dia, sinto que, mais do que tudo, preciso do teu olhar. Talvez me faltem palavras… Queria apenas colocar devagar as minhas mãos dentro das tuas. E isso, Senhor, seria a minha oração e a minha vida” ( Um Deus que dança – José Tolentino Mendonça – Paulinas Editora).

Contemplação (Vida e Missão)
Contemplo a atitude de Maria Madalena ao reconhecer Jesus. Qual minha mudança de vida depois desta oração, depois de um encontro com Jesus ressuscitado? Verbalizo ou escreve meu propósito.

Bênção

  • Que o Deus todo-poderoso vos abençoe nesta solenidade pascal e vos proteja contra todo pecado.
  • Aquele que nos renova para a vida eterna, pela ressurreição do seu Filho vos enriqueça com o dom da imortalidade.
  • E vós que, transcorridos os dias da paixão do Senhor, celebrais com alegria a festa da Páscoa, possais chegar exultantes à festa das eternas alegrias.
  • Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho † e Espírito Santo. Amém!

Ir. Carmen Maria Pulga

[apss_share]