Oração díaria, O perdão e a correção fraterna - Mt 18,15-20

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mt 18,15-20

Façamos a oração do dia: Pai, que a presença de teu Filho ressuscitado na comunidade cristã seja um incentivo para que nós busquemos pautar nossa ação pela tua santa vontade.

19ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 11 de agosto de 2021

PRIMEIRA LEITURA: Dt 34,1-12  

Leitura do Livro do Deuteronômio.

Naqueles dias, 1Moisés subiu das estepes de Moab ao monte Nebo, ao cume do Fasga que está defronte de Jericó. E o Senhor mostrou-lhe todo o país, desde Galaad até Dã, 2o território de Neftali, a terra de Efraim e Manassés, toda a terra de Judá até o mar ocidental, 3o Negueb e a região do vale de Jericó, cidade das palmeiras, até Segor.

4O Senhor lhe disse: “Eis aí a terra pela qual jurei a Abraão, Isaac e Jacó, dizendo: “Eu a darei à tua descendência. Tu a viste com teus olhos, mas nela não entrarás”.

5E Moisés, servo do Senhor, morreu ali, na terra de Moab, conforme a vontade do Senhor. 6E ele o sepultou no vale, na terra de Moab, defronte de Bet-Fegor. E ninguém sabe até hoje onde fica a sua sepultura. 7Ao morrer, Moisés tinha cento e vinte anos. Sua vista não tinha enfraquecido, nem seu vigor se tinha esmorecido. 8Os

filhos de Israel choraram Moisés nas estepes de Moab, durante trinta dias, até que terminou o luto por Moisés. 9Josué filho de Nun estava cheio do espírito de sabedoria, porque Moisés lhe tinha imposto as mãos. E os filhos de Israel lhe obedeceram e agiram, como o Senhor tinha ordenado a Moisés.

10Em Israel nunca mais surgiu um profeta como Moisés, a quem o Senhor conhecesse face a face, 11nem quanto aos sinais e prodígios que o Senhor lhe mandou fazer na terra do Egito, contra o Faraó, os seus servidores e todo o seu país, 12nem quanto à mão poderosa e a tantos e tão terríveis prodígios, que Moisés fez à vista de todo Israel.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 66(65)

— Bendito seja o Senhor Deus que me escutou, é ele que dá vida à nossa vida.

— Bendito seja o Senhor Deus que me escutou, é ele que dá vida à nossa vida.

— Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, cantai salmos a seu nome glorioso, dai a Deus a mais sublime louvação! Dizei a Deus: “Como são grandes vossas obras!”

Vinde ver todas as obras do Senhor: seus prodígios estupendos entre os homens! Todos vós que a Deus temeis, vinde escutar: vou contar-vos todo bem que ele me fez! Quando a ele o meu grito se elevou, já havia gratidão em minha boca!

EVANGELHO: Mt 18,15-20

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 15“Se teu irmão pecar contra ti, vai corrigi-lo, mas em particular, à sós contigo! Se ele te ouvir, tu ganhaste o teu irmão. 16Se ele não te ouvir, toma contigo mais uma ou duas pessoas, para que toda a questão seja decidida sob a palavra de duas ou três testemunhas. 17Se ele não vos der ouvido, dize-o à Igreja. Se nem mesmo à Igreja ele ouvir, seja tratado como se fosse um pagão ou um pecador público.

18Em verdade vos digo, tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu. 19De

novo, eu vos digo: se dois de vós estiverem de acordo na terra sobre qualquer coisa que quiserem pedir, isto vos será concedido por meu Pai que está nos céus. 20Pois onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome eu estou ali, no meio deles”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

O quarto sermão no Evangelho de São Mateus é o Sermão Comunitário ou o Discurso sobre a Igreja. Jesus dá aos discípulos instruções sobre o relacionamento entre eles e todos os que vierem a fazer parte da Igreja no futuro. O discurso começa com a pergunta dos discípulos: “Quem é o maior no Reino dos Céus?”. Em Marcos e Lucas os discípulos perguntaram quem dentre eles era o maior. Mateus ameniza a questão e joga-a para o Reino dos Céus. Em seguida, trata da correção fraterna e da oração em comum.

Na comunidade de Jesus os erros são corrigidos com amor e com respeito pela pessoa errada, mas sem impunidade. O importante é ganhar o irmão faltoso e não perdê-lo. A oração dos irmãos bem unidos será atendida pelo Pai, que está nos céus. Jesus está presente onde dois ou mais estão reunidos em seu nome. “Em seu nome”, isto é, “tendo o mesmo sentimento de Cristo Jesus”, como escreve Paulo aos filipenses, sintonizados com o pensamento de Jesus Cristo. A oração une os irmãos entre si e os une a Deus.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Hoje a celebramos Santa Clara, que abraçou o ideal de São Francisco de Assis. No início de nossa leitura orante, peçamos ao Espírito Santo a graça de compreender o mistério da vida de Cristo que a Palavra hoje nos apresenta.

“Senhor Jesus, dá-me um coração simples para compreender a riqueza de ensinamentos escondida em tua Palavra. Envia teu Espírito Santo para que eu não tenha medo de escutá-la e vivê-la conforme a tua vontade. Que a Palavra transforme o meu coração através da fé e confiança que eu deposito em ti. Amém.”

Leitura (Verdade)

A quem Jesus se dirige neste texto do Evangelho? Qual desafio a comunidade é convidada a enfrentar? Qual é o principal apelo que o texto nos faz?

“Pertencemos a uma Igreja santa e pecadora e cada um de nós carrega luzes e sombras. O perdão se apresenta como necessidade em nossa vida comunitária. Mateus não diz qual o tipo de pecado, mas aponta a necessidade de reconstituir a unidade através do perdão. Ele situa os três passos da correção fraterna, que é uma entreajuda. O primeiro passo é o diálogo pessoal; passa, em seguida, para duas pessoas, alargando a visão do problema. Por fim, a comunidade é chamada para dar a palavra final. Perdoar é dar a outra pessoa o direito de voltar a ser feliz. É a possibilidade de zerar a culpa. E nosso caminho para o Pai passa pela necessidade de perdoar e pedir perdão. A paz é a recompensa de quem perdoa ou é perdoado.”

Meditação (Caminho)

O que o texto diz a você? Quais são os passos que Jesus aponta para vivermos a fraternidade cristã? Qual palavra mais encontrou sintonia com a realidade que você está vivendo?

Oração (Vida)

“Jesus, divino Mestre, nós vos adoramos, Filho unigênito de Deus, vindo ao mundo para dar às pessoas a vida em plenitude. Nós vos louvamos e agradecemos, porque morrestes na cruz para obter-nos a vida divina que nos comunicais no Batismo e alimentais com a Eucaristia e os outros sacramentos. Vivei em nós, Jesus, pelo vosso Espírito, para que vos amemos com todo o nosso ser e amemos o próximo como a nós mesmos no vosso amor. Fazei crescer em nós esse amor, para que um dia, ressuscitados, partilhemos convosco a alegria do Reino dos céus. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)

O perdão, a correção fraterna feita com caridade é uma bênção. Como você se propõe viver esta atitude hoje?

Bênção

– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !