Oração diária O semeador saiu para semear - Mt 13,1-9

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mt 13,1-9

O semeador é exemplo de firmeza permanente. Persevera em seu trabalho até encontrar terra boa que dê bom fruto.

Façamos a oração do dia: Pai, dá-me ouvidos dóceis que me coloquem em comunhão com Jesus, de modo que eu possa deixar-me instruir e me transformar por ele.

16ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 21 de julho de 2021

PRIMEIRA LEITURA:  Ex 16,1-5.9-15  

Leitura do Livro do Êxodo.

1Toda a comunidade dos filhos de Israel partiu de Alim e chegou ao deserto de Sin, entre Elim e o Sinai, no dia quinze do segundo mês da saída do Egito. 2A comunidade dos filhos de Israel pôs-se a murmurar contra Moisés e Aarão, no deserto, dizendo: 3“Quem dera tivéssemos morrido pela mão do Senhor no Egito, quando nos sentávamos juntos às panelas de carne e comíamos pão com fartura! Por que nos trouxeste a este deserto para matar de fome a toda essa gente?”

4O Senhor disse a Moisés: “Eu farei chover para vós o pão do céu. O povo sairá diariamente e só recolherá a porção de cada dia a fim de que eu o ponha à prova, para ver se anda ou não

na minha lei. 5No sexto dia, quando prepararem o que tiverem trazido, terão o dobro do que recolhem diariamente”.

9E Moisés disse a Aarão: “Dize a toda a comunidade dos filhos de Israel: ‘Apresentai-vos diante do Senhor, pois ele ouviu a vossa murmuração’”. 10Enquanto Aarão falava a toda a comunidade dos filhos de Israel, voltando os olhos para o deserto, eles viram aparecer na nuvem a glória do Senhor.

11O Senhor falou, então, a Moisés, dizendo: 12“Eu ouvi as murmurações dos filhos de Israel. Dize-lhes, pois: ‘Ao anoitecer, comereis carne, e pela manhã vos fartareis de pão. Assim sabereis que eu sou o Senhor vosso Deus’”.

13Com efeito, à tarde, veio um bando de codornizes e cobriu o acampamento; e, pela manhã, formou-se uma camada de orvalho ao redor do acampamento. 14Quando se evaporou o orvalho que caíra, apareceu na superfície do deserto uma coisa miúda, em forma de grãos, fina como a geada sobre a terra.

15Vendo aquilo, os filhos de Israel disseram entre si: “Que é isto?” Porque não sabiam o que era. Moisés respondeu-lhes: “Isto é o pão que o Senhor vos deu como alimento”.

Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 78(77) 

— O Senhor deu o pão do céu, como alimento.

— O Senhor deu o pão do céu, como alimento.

— E tentaram o Senhor nos corações, exigindo alimento à sua gula. Falavam contra Deus e assim diziam: “Pode o Senhor servir a mesa no deserto?”

— Ordenou, então, às nuvens lá dos céus, e as comportas das alturas fez abrir; fez chover-lhes o maná e alimentou-os, e lhes deu para comer o pão do céu.

— O homem se nutriu do pão dos anjos, e mandou-lhes alimento em abundância; fez soprar o vento leste pelos céus e fez vir, por seu poder, o vento sul.

— Fez chover carne para eles como pó, choveram aves como areia do oceano; elas caíram sobre os seus acampamentos e pousaram ao redor de suas tendas.

EVANGELHO: Mt 13,1-9

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

1Naquele dia, Jesus saiu de casa e foi sentar-se às margens

do mar da Galileia. 2Uma grande multidão reuniu-se em volta dele. Por isso Jesus entrou numa barca e sentou-se, enquanto a multidão ficava de pé, na praia. 3E disse-lhes muitas coisas em parábolas: “O semeador saiu para semear. 4Enquanto semeava, algumas sementes caíram à beira do caminho, e os pássaros vieram e as comeram. 5Outras sementes caíram em terreno pedregoso, onde não havia muita terra. As sementes logo brotaram, porque a terra não era profunda. 6Mas, quando o sol apareceu, as plantas ficaram queimadas e secaram, porque não tinham raiz.

7Outras sementes caíram no meio dos espinhos. Os espinhos cresceram e sufocaram as plantas. 8Outras sementes, porém, caíram em terra boa, e produziram à base de cem, de sessenta e de trinta frutos por semente. 9Quem tem ouvidos, ouça!”

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Lemos e ouvimos o Sermão da Montanha, o Sermão Missionário e agora vamos ouvir de Jesus sentado à beira-mar o terceiro sermão, o das Parábolas. Parábola é uma pequena história dirigida a adversários e discípulos, mas que tem como principal destinatário o pobre e o pecador. São sete parábolas, todas elas sobre o significado do Reino dos Céus. Jesus não diz o que é o Reino dos Céus. Ele compara o Reino com alguma realidade conhecida.

A parábola é um jeito simples de falar para que as pessoas simples possam compreender. Tem por vezes um conteúdo polêmico para fazer os adversários pensarem. É explicada à parte aos discípulos para que eles compreendam e passem a agir segundo o que compreenderam. Jesus conta que um semeador saiu lançando semente na terra. Os terrenos que acolhem a semente são diferentes. É beira de caminho, é pedregoso, é cheio de espinhos, é terra boa. O semeador é exemplo de firmeza permanente. Persevera em seu trabalho até encontrar terra boa que dê bom fruto.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

A leitura orante é uma maneira de dialogar com Deus, que fala conosco por meio de sua Palavra. Nesse diálogo, aos poucos vamos conhecendo o mistério de Cristo e o coração de Deus.

Para bem acolhermos os seus ensinamentos, peçamos: “Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)

Leio atentamente o Evangelho e me pergunto o que a palavra de hoje diz para mim. A quais atitudes ela me impulsiona?

“Jesus situa-se nos limites geográficos entre Israel e os povos gentios. Ele fala por parábolas, um gênero literário suficientemente aberto, mesmo para aqueles que não conhecem o passado do povo de Deus. Tirada da vida diária, a parábola da semente força os ouvintes a tomarem uma posição. A reflexão vai dizer se somos beira de caminho, terreno pedregoso e tomado de espinhos ou terra boa. A pregação de Jesus aponta dificuldades, mas mostra-se carregada de esperança. Ele tem certeza da terra boa que vai acolher a semente, bem como da colheita. Trinta grãos por espiga era um média muito alta, mas existem espigas que chegam a produzir cem grãos. Queremos ser a terra boa que acolhe a semente da Palavra.” 

Meditação (Caminho)

Em silêncio, relacione o texto lido à sua vida e responda para você mesmo(a). O que é necessário para que a Palavra de Deus produza frutos em nossa vida? Em qual terreno eu me encontro ao me posicionar neste contexto da parábola? O que faço para ser terra boa, que dá bons frutos?

Oração (Vida)

“Jesus, divino Mestre, nós vos adoramos, Filho muito amado do Pai, caminho único para chegarmos a Ele. Nós vos louvamos e agradecemos, porque sois o exemplo que devemos seguir. Com simplicidade queremos aprender de Vós o modo de ver, julgar e agir. Queremos ser atraídos por Vós, para que, caminhando nas vossas pegadas, possamos viver dia a dia a liberdade dos filhos de Deus e buscar em tudo a vontade do Pai. Aumentai nossa esperança, impulsionando plenamente o nosso ser e o nosso agir. Ajudai-nos a retratar em nossa vida a vossa imagem, para que assim vos possamos possuir eternamente no céu. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)

Qual é a aplicação da Palavra em sua vida? O que você se propõe a viver? Como pretende atingir esse propósito?

Bênção

– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.