Oração diária Um pobre chamado Lázaro

2ª Semana da Quaresma – Ano Litúrgico A

12 de março de 2020

Deseja ler a liturgia diária do dia 11 de março Clique aqui

ORAÇÃO DO DIA

Pai, não permitas que nada neste mundo me impeça de ver o sofrimento de meu próximo e fazer-me solidário com ele.

PRIMEIRA LEITURA: Jr 17,5-10

Leitura do Livro do Profeta Jeremias – 5Isto diz o Senhor: “Maldito o homem que confia no homem e faz consistir sua força na carne humana, enquanto o seu coração se afasta do Senhor; 6como os cardos no deserto, ele não vê chegar a floração, prefere vegetar-se na secura do ermo, em região salobra e desabitada.
7Bendito o homem que confia no Senhor, cuja esperança é o Senhor; 8é como a árvore plantada junto às águas, que estende as raízes em busca da umidade, por isso não teme a chegada do calor: sua folhagem mantém-se verde, não sofre míngua em tempo de seca e nunca deixa de dar frutos.
9Em tudo é enganador o coração, e isto é incurável; quem poderá conhecê-lo? 10Eu sou o Senhor, que perscruto o coração e provo os sentimentos, que dou a cada qual conforme o seu proceder e conforme o fruto de suas obras”.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 1

        — É feliz quem a Deus se confia!
— É feliz quem a Deus se confia!

— Feliz é todo aquele que não anda conforme os conselhos dos perversos; que não entra no caminho dos malvados, nem junto aos zombadores vai sentar-se; mas encontra seu prazer na lei de Deus e a medita, dia e noite, sem cessar.

— Eis que ele é semelhante a uma árvore, que à beira da torrente está plantada; ela sempre dá seus frutos a seu tempo, e jamais as suas folhas vão murchar. Eis que tudo o que ele faz vai prosperar.

— Mas bem outra é a sorte dos perversos. Ao contrário, são iguais à palha seca espalhada e dispersada pelo vento. Pois Deus vigia o caminho dos eleitos, mas a estrada dos malvados leva à morte.

EVANGELHO: Lc 16,19-31

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos fariseus: 19“Havia um homem rico, que se vestia com roupas finas e elegantes e fazia festas esplêndidas todos os dias.
20Um pobre, chamado Lázaro, cheio de feridas, estava no chão, à porta do rico. 21Ele queria matar a fome com as sobras que caíam da mesa do rico. E, além disso, vinham os cachorros lamber suas feridas.
22Quando o pobre morreu, os anjos levaram-no para junto de Abraão. Morreu também o rico e foi enterrado. 23Na região dos mortos, no meio dos tormentos, o rico levantou os olhos e viu de longe a Abraão, com Lázaro ao seu lado. 24Então gritou: ‘Pai Abraão, tem piedade de mim! Manda Lázaro molhar a ponta do dedo para me refrescar a língua, porque sofro muito nestas chamas’.
25Mas Abraão respondeu: ‘Filho, lembra-te de que recebeste teus bens durante a vida e Lázaro, por sua vez, os males. Agora, porém, ele encontra aqui consolo e tu és atormentado. 26E, além disso, há grande abismo entre nós: por mais que alguém desejasse, não poderia passar daqui para junto de vós, e nem os daí poderiam atravessar até nós’.
27O rico insistiu: ‘Pai, eu te suplico, manda Lázaro à casa do meu pai, 28porque eu tenho cinco irmãos. Manda preveni-los, para que não venham também eles para este lugar de tormento’. 29Mas Abraão respondeu: ‘Eles têm Moisés e os profetas, que os escutem!’
30O rico insistiu: ‘Não, Pai Abraão, mas se um dos mortos for até eles, certamente vão se converter’. 31Mas Abraão lhe disse: ‘Se não escutam a Moisés, nem aos Profetas, eles não acreditarão, mesmo que alguém ressuscite dos mortos”’

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

O pobre estava sentado à porta do homem rico e a porta não se abriu. Agora o rico quer que a porta se abra para o pobre passar, mas não há mais porta. Tudo já foi dito por Moisés e os profetas, e está sendo dito por Jesus. Escute!

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Estamos aqui para entrar na presença divina e dialogar com Deus. Escutar e falar com Ele. Coloquemo-nos em silêncio, esvaziando a mente de toda a preocupação e deixando que o Evangelho deste dia faça ressonância em nosso ser.
Deixe-se conduzir pela ação do Espírito Santo que reza em nós, repetindo a invocação: “ Divino Espírito Santo, necessito de vossa ajuda para conhecer o caminho que devo seguir e força para ser fiel ao que me revelas.” Ler o texto completo do Evangelho- Lc. 16,19-31:
“Havia um homem rico, que se vestia com roupas finas e elegantes e dava festas esplêndidas todos os dias. Um pobre, chamado Lázaro, cheio de feridas, ficava sentado no chão junto à porta do rico. Queria matar a fome com as sobras que caíam da mesa do rico, mas, em vez disso, os cães vinham lamber suas feridas. Quando o pobre morreu, os anjos o levaram para junto de Abraão. Morreu também o rico e foi enterrado. Na região dos mortos, no meio dos tormentos, o rico levantou os olhos e viu de longe Abraão, com Lázaro ao seu lado. Então gritou: ‘Pai Abraão, tem compaixão de mim! Manda Lázaro molhar a ponta do dedo para me refrescar a língua, porque sofro muito nestas chamas’. Mas Abraão respondeu: ‘Filho, lembra-te de que durante a vida recebeste teus bens e Lázaro, por sua vez, seus males. Agora, porém, ele encontra aqui consolo e tu és atormentado. Além disso, há um grande abismo entre nós: por mais que alguém desejasse, não poderia passar daqui para junto de vós, e nem os daí poderiam atravessar até nós’.
O rico insistiu: ‘Pai, eu te suplico, manda Lázaro à casa de meu pai, porque eu tenho cinco irmãos. Que ele os avise, para que não venham também eles para este lugar de tormento’. Mas Abraão respondeu: ‘Eles têm Moisés e os Profetas! Que os escutem!’. O rico insistiu: ‘Não, Pai Abraão. Mas se alguém dentre os mortos for até eles, certamente vão se converter’. Abraão, porém, lhe disse: ‘Se não escutam a Moisés, nem aos Profetas, mesmo se alguém ressuscitar dos mortos, não acreditarão’.”

Leitura (Verdade)
Para quem Jesus conta esta parábola? A que classe social pertence cada personagem? Com quem eles conversam? Observe a súplica do rico e a advertência que ele recebe. ”A parábola estabelece um paralelismo entre os dois personagens. A distância é enfatizada até o final. De um lado, a opulência, do outro, a miséria absoluta. O rico não foi condenado pela sua riqueza, mas pela sua insensibilidade. Teriam sido suficientes as migalhas que caíam de sua mesa. O pobre é concreto, tem nome: Lázaro. O rico não tem nome e, quando morre, é sepultado. A vida é o tempo das escolhas e de refazer escolhas. É o tempo de merecer. É o tempo de acreditar na Palavra e entender as profecias. O Papa João Paulo II dizia que os personagens desta parábola, hoje, são as nações, separadas por abismos de injustiças. Os profetas estão em nossas praças. É preciso escutá-los enquanto é tempo.” (Viver a Palavra – 2020. Frei Aldo Colombo – Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Procuro trazer essa história para minha vida. O que ela diz para mim? Com quem me identifico? Qual é minha escolha? Espero revelações extraordinárias ou minha fé se fundamenta na revelação bíblica? Esta realidade está presente em nossa sociedade? Como me comporto nestas situações?

Oração (Vida)
Deixe seu coração falar a Deus. Peça a cura do olhar, para não viver às cegas diante da realidade concreta onde semeamos para a vida eterna. Peça luz e guia para encontrar sempre o sentido da conduta certa. De ter sensibilidade para com o próximo e humildade para deixar-se guiar pelos ensinamentos de Jesus.

Contemplação (Vida e Missão)
Com suas parábolas Jesus procurava tocar os sentimentos das pessoas, para assim despertá-las para uma mudança de atitude. Que sentimentos o Evangelho despertou em você? O que você quer por em prática hoje?

Bênção
Benção especial da Quaresma

  • Deus Pai de misericórdia, conceda a todos, como concedeu ao filho pródigo, a alegria do retorno a casa. Amém.
  • O Senhor Jesus Cristo, modelo de oração e de vida, nos guie nesta jornada quaresmal a uma verdadeira conversão. Amém.
  • O Espírito de sabedoria e fortaleza nos sustente na luta contra o mal, para podermos com Cristo celebrar a vitória da Páscoa. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.
    Ir. Carmen Maria Pulga

[apss_share]