Liturgia diária O Reino de Deus está no meio de vós!

32ª Semana Comum – Ano Litúrgico C

10 de novembro de 2016

ORAÇÃO DO DIA

Pai, abre meus olhos para que eu possa perceber, na pessoa e no ministério de Jesus, a presença de teu Reino na nossa História. E, reconhecendo-o, eu me deixe guiar por ele.

PRIMEIRA LEITURA:  Fm 7-20

Leitura da Carta de São Paulo a Filêmon – Caríssimo, 7grande alegria e consolo tive por causa de tua caridade. Os corações dos santos foram reanimados por ti, irmão. 8Por este motivo, se bem que tenha plena autoridade em Cristo para prescrever-te tua obrigação, 9prefiro fazer apenas um apelo à tua caridade.
Eu, Paulo, velho como estou e agora também prisioneiro de Cristo Jesus, 10faço-te um pedido em favor do meu filho que fiz nascer para Cristo na prisão, Onésimo. 11Antes, ele era inútil para ti; agora, ele é valioso para ti e para mim. 12Eu o estou mandando de volta para ti. Ele é como se fosse o meu próprio coração. 13Gostaria de tê-lo comigo, a fim de que fosse teu representante para cuidar de mim nesta prisão, que eu devo ao evangelho. 14Mas, eu não quis fazer nada sem o teu parecer, para que a tua bondade não seja forçada, mas espontânea.
15Se ele te foi retirado por algum tempo, talvez seja para que o tenhas de volta para sempre, 16já não como escravo, mas, muito mais do que isso, como um irmão querido, muitíssimo querido para mim quanto mais o for para ti, tanto como pessoa humana quanto como irmão no Senhor. 17Assim, se estás em comunhão de fé comigo, recebe-o como se fosse a mim mesmo. 18Se em alguma coisa te prejudicou ou se alguma coisa te deve, põe em minha conta. 19Eu, Paulo, de meu punho o escrevo; eu o pagarei, para não dizer que tu mesmo me deves a própria vida. 20Sim, irmão, deixa que eu te explore no Senhor. Conforta em Cristo meu coração. – Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 145

— Feliz quem se apoia no Deus de Jacó!
— Feliz quem se apoia no Deus de Jacó!

— O Senhor faz justiça aos que são oprimidos; ele dá alimento aos famintos, é o Senhor quem liberta os cativos.

— O Senhor abre os olhos aos cegos, o Senhor faz erguer-se o caído, o Senhor ama aquele que é justo. É o Senhor quem protege o estrangeiro.

— Quem ampara a viúva e o órfão, mas confunde os caminhos dos maus. O Senhor reinará para sempre! Ó Sião, o teu Deus reinará para sempre e por todos os séculos!

EVANGELHO: Lc 17,20-25

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 20os fariseus perguntaram a Jesus sobre o momento em que chegaria o Reino de Deus. Jesus respondeu: “O Reino de Deus não vem ostensivamente. 21Nem se poderá dizer: ‘Está aqui’ ou ‘Está ali’, porque o Reino de Deus está entre vós”.
22E Jesus disse aos discípulos: “Dias virão em que desejareis ver um só dia do Filho do Homem e não podereis ver. 23As pessoas vos dirão: ‘Ele está ali’ ou ‘Ele está aqui’. Não deveis ir, nem correr atrás. 24Pois, como o relâmpago brilha de um lado até o outro do céu, assim também será o Filho do Homem, no seu dia. 25Antes, porém, ele deverá sofrer muito e ser rejeitado por esta geração”

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Reino de Deus e Filho do Homem se confundem. Um significa o outro e os dois significam a presença de Deus no meio de nós. Não uma presença não palpável do Deus presente no céu, na terra e em toda parte. A presença se faz sentir. Não se trata também de um acontecimento para o fim dos tempos, de repente, e depois da morte e ressurreição de Jesus. Não pode haver engano e não se corre atrás de palavras: ele está aqui, ele está ali.
O discernimento se faz necessário. O Filho do Homem desejou um mundo melhor, uma Terra sem Males para os que, como ele, são filhos de homem, isto é, seres humanos. Um como Filho de Homem virá nas nuvens, vê Daniel, significando que a figura não é de animal e sim humana. Este Reino que está no meio de nós, que não vem ostensivamente, que dispensa corridas atrás deste ou daquele, este Reino está acontecendo na vida de cada dia como estava acontecendo em torno de Jesus nos trinta anos de Nazaré. Desde a saída do paraíso os seres humanos que se necessitam também se excluem. A construção deste ser humano em relação não se faz sem o sofrimento e a rejeição. O martírio da paciência acompanha os construtores do Reino.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2016’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Neste momento de oração, você deve buscar o silêncio interior e exterior. Recordemos o que já vivemos no início deste dia, agradeçamos ao Senhor e ofereçamos a Ele o que ainda vamos viver. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Leitura (Verdade)
Este é um dos passos mais importantes da oração com a Palavra, por isso, leia o texto com bastante atenção, refletindo sobre o sentido de cada frase. Repita as frases ou palavras que mais lhe chamarem atenção. O que diz o texto bíblico? Qual é o seu tema central?

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? Deixe-se iluminar pela Palavra e escute o que o Senhor tem a lhe dizer por meio dela. Leia o texto novamente e deixe-se tocar por ele. Reflita sobre a palavra ou versículo que mais o(a) tocou, pois Deus os utiliza para falar com você.

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Aproxime-se do Senhor e faça a sua oração, apresentando a Ele seus pedidos, seu louvor e sua gratidão. Este também é o momento de rezar pelas necessidades do povo de Deus.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Ao longo deste dia, retome o Evangelho e comprometa-se a assumir uma atitude de vida nova.

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

[apss_share]