Liturgia diária, É hora, pois, de estar atentos - Mc 13,33-37

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho:  Mc 13,33-37

O Advento é um tempo de esperança e um convite para a vigilância que comporta, de alguma maneira, uma disposição para a conversão.

Façamos a oração do dia: Senhor Jesus, que eu esteja vigilante à tua espera, para ser encontrado perseverante no amor e cheio de esperança de ser acolhido por ti.

1º Domingo do Advento – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 29 de novembro de 2020

PRIMEIRA LEITURA: Is 63,16b-17.19b, 64,2b-7

Leitura do Livro do Profeta Isaías

16bSenhor, tu és nosso Pai, nosso redentor; eterno é o teu nome. 17Como nos deixaste andar longe de teus caminhos e endureceste nossos corações para não termos o teu temor? Por amor de teus servos, das tribos de tua herança, volta atrás.
19bAh! se rompesses os céus e descesses! As montanhas se desmanchariam diante de ti.

64,2bDesceste, pois, e as montanhas se derreteram diante de ti. 3Nunca se ouviu dizer nem chegou aos ouvidos de ninguém, jamais olhos viram que um Deus, exceto tu, tenha feito tanto pelos que nele esperam.

4Vens ao encontro de quem pratica a justiça com alegria, de quem se lembra de ti em teus caminhos. Tu te irritaste, porque nós pecamos; é nos caminhos de outrora que seremos salvos.

5Todos

nós nos tornamos imundície, e todas as nossas boas obras são como um pano sujo; murchamos todos como folhas, e nossas maldades empurram-nos como o vento.

6Não há quem invoque teu nome, quem se levante para encontrar-se contigo; escondeste de nós tua face e nos entregaste à mercê da nossa maldade.

7Assim mesmo, Senhor, tu és nosso Pai, nós somos barro; tu, nosso oleiro, e nós todos, obra de tuas mãos

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO  80(79) 

— Iluminai a vossa face sobre nós,/ convertei-nos, para que sejamos salvos!
— Iluminai a vossa face sobre nós,/ convertei-nos, para que sejamos salvos!

— Ó Pastor de Israel, prestai ouvidos./ Vós, que sobre os querubins vos assentais,/ aparecei cheio de glória e esplendor!/ Despertai vosso poder, ó nosso Deus,/ e vinde logo nos trazer a salvação!

— Voltai-vos para nós, Deus do universo!/ Olhai dos altos céus e observai./ Visitai a vossa vinha e protegei-a!/ Foi a vossa mão direita que a plantou;/ protegei-a, e ao rebento que firmastes!

— Pousai a mão por sobre o vosso protegido,/ o filho do homem que escolhestes para vós!/ E nunca mais vos deixaremos, Senhor Deus!/ Dai-nos vida, e louvaremos vosso nome!

SEGUNDA
LEITURA: 
1Cor 1,3-9

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios

Irmãos: 3Para vós, graça e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.
4Dou graças a Deus sempre a vosso respeito, por causa da graça que Deus vos concedeu em Cristo Jesus: 5Nele fostes enriquecidos em tudo, em toda palavra e em todo conhecimento, 6à medida que o testemunho sobre Cristo se confirmou entre vós.
7Assim, não tendes falta de nenhum dom, vós que aguardais a revelação do Senhor nosso, Jesus Cristo.
8É ele também que vos dará perseverança em vosso procedimento irrepreensível, até o fim, até o dia de nosso Senhor, Jesus Cristo.
9Deus é fiel; por ele fostes chamados à comunhão com seu Filho, Jesus Cristo, Senhor nosso.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

EVANGELHO:   Mc 13,33-37

– O Senhor esteja convosco.
– Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas
– Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 33Cuidado!

Ficai atentos, porque não sabeis quando chegará o momento. 34É como um homem que, ao partir para o estrangeiro, deixou sua casa sob a responsabilidade de seus empregados, distribuindo a cada um sua tarefa. E mandou o porteiro ficar vigiando.

35Vigiai, portanto, porque não sabeis quando o dono da casa vem: à tarde, à meia-noite, de madrugada ou ao amanhecer. 36Para que não suceda que, vindo de repente, ele vos encontre dormindo.
37O que vos digo, digo a todos: Vigiai!”

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Estamos iniciando a primeira parte do tempo litúrgico do Advento, olhando para aquele que vem, nosso Senhor Jesus Cristo. Ele veio no passado, vem no presente e virá no futuro, no fim dos tempos. Não sabemos quando ele virá, por isso permanecemos atentos e vigilantes. Quando ele vier, queremos ser encontrados em atitude de espera, não dormindo, nem desatentos, nem desinteressados.

A partir do dia 17 de dezembro, a liturgia nos prepara para o Natal. Olhamos então para o passado, para o Menino que nasceu em Belém. A quarta semana do Advento nos introduz nos acontecimentos que anunciam o nascimento de Jesus. O que significa na prática estar acordado em atitude de espera? São Paulo, escrevendo aos coríntios, fala de um comportamento irrepreensível.

Aos coríntios que “aguardam a revelação de nosso Senhor Jesus Cristo”, deseja o apóstolo que não lhes falte nenhum dom e afirma que “serão fortalecidos até o fim para serem irrepreensíveis no dia de nosso Senhor Jesus Cristo”. Irrepreensível significa que não há nada para ser repreendido, que não há nada em nossa vida que dê o que falar.

Como somos fracos, precisamos estar atentos para não cair e, se houver quedas, despertos para logo nos levantarmos. Pedimos com o profeta Isaías que Deus se manifeste num advento de glória e de misericórdia. “Ah! Se Deus abrisse o céu e descesse! As montanhas se desmanchariam diante dele”. Este é o desejo, é o pedido. E com a certeza de que o pedido foi atendido, o profeta nos faz dizer que: “Ele desceu e as montanhas se derreteram”. O Advento é um tempo de esperança e um convite para a vigilância que comporta, de alguma maneira, uma disposição para a conversão.

Não queremos ser pegos de surpresa fazendo o mal, quando o Senhor chegar. As palavras de Isaías são um chamado à nossa consciência, quando diz que “todos nós nos tornamos imundície, e todas as nossas boas obras são como um pano sujo; murchamos todos como folhas, e nossas maldades empurram-nos como o vento. Não há quem invoque teu nome, quem se levante para encontrar-se contigo”.

A vigilância do Advento, para sermos irrepreensíveis, nos leva à atitude contrária, mas nossos esforços não são suficientes. A ajuda fraterna é necessária, mas também não basta. Precisamos da mão de Deus em nossa vida. Ele é o nosso Pai, o nosso oleiro. Embora barro, somos obra de suas mãos.

Aquele que virá é aquele que veio e que está vindo sempre. Temos encontro com ele no Juízo Final, no Natal e agora mesmo. Os judeus se dirigem ao Senhor, que “era, que é e que será” em sua glória. A escritura cristã do Apocalipse fala daquele que “era, que é e que vem”. É o mesmo. O Dia do Senhor virá como um ladrão noturno. Por isso, na vigília ou no sono, vivamos já agora unidos ao Senhor.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Senhor Jesus, invoco tua presença para que eu possa te servir com o coração agradecido. Permaneça comigo, abençoa meus projetos de trabalho, minha vontade de fazer o bem e, que tudo o que eu fizer, até mesmo as pequenas gentilezas sejam um testemunho de minha sintonia com a tua proposta de fraternidade e de serviço gratuito em prol do teu reinado sobre toda a criação.

Renova minhas forças, dá-me um coração generoso para atender com amabilidade as pessoas e não ser indiferente às necessidades delas. Especialmente, Senhor, dá-me uma fé profunda para que eu acredite na tua palavra e uma vontade forte de agir corretamente e fazer o bem sem olhar a quem. Senhor, quando eu estiver confuso(a), guia-me; quando eu me sentir fraco(a), fortalece-me; quando eu estiver cansado(a), enche-me com a luz do Espírito Santo. Amém.

Leitura (Verdade)

A vida transcorre sempre no presente. A tentação é sempre tentar prever o que virá amanhã. Jesus nos adverte de que hoje é o tempo da graça. O tempo corre tranquilamente e cabe a cada um de nós preenchê-lo.

“Mais uma vez entramos no Advento. Não se trata de mais um Advento, mas de um momento privilegiado em nossa vida cristã. Marcos, por três vezes, nos exorta à vigilância. Vigiar não significa ficar à margem ou cruzar os braços. Também não é momento de dormir. O Senhor pode chegar a qualquer momento: à tarde, à meia-noite, no cantar do galo ou no amanhecer. Estes eram considerados os momentos que dividiam o dia.

Na realidade, o Senhor pode chegar a qualquer hora. Nós recém-iniciamos nosso trabalho, temos muito que fazer e podemos ser interrompidos a qualquer momento. Advento pede uma alegre expectativa; uma visita vai chegar. E esta visita se apresenta como criança. A partir de sua chegada, nada mais será a mesma coisa.” 

Meditação (Caminho)

Leia atentamente o mesmo texto do Evangelho. Em seguida, faça uma nova leitura em voz alta, pausadamente, repetindo as palavras que mais chamaram sua atenção

Viver o dia de hoje, porque é o único tempo nosso. Trago as palavras de Jesus para dentro de minha vida. O que o texto diz para mim? Encontro-me vigilante, acordado(a) em minha opção cristã?

Oração (Vida)

O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Releia o Evangelho e faça a sua oração, apresentando ao Senhor sua intenção, suas preocupações e as realidades concretas que estão presentes no mundo. “Senhor Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida, rosto humano de Deus e rosto divino do homem, acendei em nossos corações o amor ao Pai que está no céu e a alegria de sermos cristãos.”

Contemplação (Vida e Missão)

De que forma você deseja conservar a Palavra de Deus presente neste seu dia? O que você deseja colocar em prática segundo os ensinamentos de Jesus?

Bênção

  • O Senhor Deus nosso Pai esteja sempre conosco.
  • Ele está no meio nós.

Oremos: “Senhor nosso Deus, Que enviastes Vosso Filho ao mundo Para curar as nossas enfermidades, Levar sobre Si as nossas dores, Redimir nossos pecados e Nos dar a Vida Eterna que vem de Vós, Tendes Piedade de nós!

Deus Misericordioso, Que cuida de todas as Vossas Criaturas, Atendei as nossas suplicas, e Segundo a Vossa Vontade, Protegei o Vosso Povo, Oprimido por essa doença terrível. Guardai e mantenhais a saúde daqueles Que não contraíram essa doença e Dai Senhor, aos que a contraíram, Paciência fortalecida, fé renovada e A cura desse mal, Para que todos nós desfrutemos De plena e duradoura saúde! Por Jesus Cristo nosso Senhor.” Amém.

Todo o Louvor, toda a Honra, toda a Gratidão, Toda a Fé, toda a Confiança, Toda a Adoração e toda a Glória Sejam dadas aos Senhor nosso Deus, Agora e para sempre! Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo! Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !