Liturgia diária, Viu a cidade, começou a chorar - Lc 19,41-44

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho:

O evangelista nos mostra quanto Jesus queria a felicidade e a paz para seu povo e chora ao ver que ele vai por caminhos errados.

Façamos a oração do dia: Pai, dá-me o bom senso de acolher a salvação que me ofereces em teu Filho Jesus. Desta forma, não incorrerei em castigo semelhante ao que se abateu sobre a Cidade Santa.

33ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

Liturgia do dia 19 de novembro de 2020

PRIMEIRA LEITURA:  Ap 5,1-10

Leitura do Livro do Apocalipse de São João – Eu, João, 1vi um livro na mão direita daquele que estava sentado no trono. Era um rolo escrito por dentro e por fora, e estava lacrado com sete selos. 2Vi então um anjo forte, que proclamava em voz alta: “Quem é digno de romper os selos e abrir o livro?”

 3Ninguém no céu nem na terra nem debaixo da terra era digno de abrir o livro ou de ler o que nele estava escrito. 4Eu chorava muito, porque ninguém foi considerado digno de abrir ou de ler o livro. 5Um dos anciãos me consolou: “Não chores! Eis que o Leão da tribo de Judá, o Rebento de Davi, saiu vencedor. Ele pode

romper os selos e abrir o livro”. 6De fato, vi um Cordeiro. Estava no centro do trono e dos quatro Seres vivos, no meio dos Anciãos.

Estava de pé como que imolado. O Cordeiro tinha sete chifres e sete olhos, que são os sete Espíritos de Deus, enviados por toda a terra. 7Então, o Cordeiro veio receber o livro da mão direita daquele que está sentado no trono. 

8Quando ele recebeu o livro, os quatro Seres vivos e os vinte e quatro Anciãos prostraram-se diante do Cordeiro. Todos tinham harpas e taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos. 9E entoaram um cântico novo: “Tu és digno de receber o livro e abrir seus selos, porque foste imolado, e com teu sangue adquiriste para Deus homens de toda a tribo, língua, povo e nação. 10Deles fizeste para o nosso Deus um reino de sacerdotes. E eles reinarão sobre a terra”.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO

— Fizestes de nós, para Deus, sacerdotes e povo de reis.
— Fizestes de nós, para Deus, sacerdotes e povo de reis.

— Cantai ao Senhor Deus

um canto novo, e o seu louvor na assembleia dos fiéis! Alegre-se Israel em Quem o fez, e Sião se rejubile no seu Rei!

— Com danças glorifiquem o seu nome, toquem harpa e tambor em sua honra! Porque, de fato, o Senhor ama seu povo e coroa com vitória os seus humildes.

— Exultem os fiéis por sua glória, e cantando se levantem de seus leitos, com louvores do Senhor em sua boca. Eis a glória para todos os seus santos.

EVANGELHO:   Lc 19,41-44

– O Senhor esteja convosco.
– Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas
– Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 41quando Jesus se aproximou de Jerusalém e viu a cidade, começou a chorar. E disse: 42“Se tu também compreendesses hoje o que te pode trazer a paz! Agora, porém, isso está escondido aos teus olhos! 43Dias virão em que os inimigos farão trincheiras contra ti e te cercarão de todos os lados. 44Eles esmagarão a ti e

a teus filhos. E não deixarão em ti pedra sobre pedra. Porque tu não reconheceste o tempo em que foste visitada”. – Palavra da Salvação.
– Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Terminadas as etapas da subida para Jerusalém, Jesus entra na cidade santa descendo o monte das Oliveiras. Vendo a cidade, Jesus chora. Chora como quem chora por uma cidade que ama. Jerusalém é toda especial. Jesus antevê o cerco romano e a destruição da cidade e do Templo. Jesus chora pelo que vai acontecer com a cidade. Há aqui uma lembrança da destruição feita pelos babilônios e uma visão do que farão os romanos, que não deixarão pedra sobre pedra.

O evangelista, por sua parte, com o mesmo sentimento de amor pela cidade santa, faz a sua interpretação dos acontecimentos. Jerusalém não compreendeu o que podia trazer-lhe a paz e não reconheceu o tempo em que foi visitada. A destruição antiga se deu por não terem ouvido Jeremias e os outros profetas.

A destruição de agora se dá pela rejeição do Messias. Ao fim de uma longa caminhada em linha reta rumo à cidade santa, Jesus a viu e chorou, porque Jerusalém não é uma cidade qualquer, mas não é o lugar que importa. Não são as pedras que precisam ser recolocadas. Elas ficam em seu lugar. São aqueles que se movem que precisam se encontrar, homens e mulheres dispostos a construir a nova Jerusalém, a do alto, sem muros, aberta para a humanidade. Nela não se tornará a falar em violência nem em devastação e destruição, segundo a profecia de Isaías. Ela terá as dimensões do universo.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

A Palavra nos guia, nos conforta e nos adverte. Jesus o Filho de Deus experimentou nossas emoções. O evangelista nos mostra quanto Jesus queria a felicidade e a paz para seu povo e chora ao ver que ele vai por caminhos errados.

“Senhor Jesus, concede-me crer firmemente no amor que Tu me revelaste e que doaste no teu Evangelho. Faze que eu ouça cada dia a tua voz que me chama a seguir-te para sentir sempre em mim os benefícios da tua redenção. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto bíblico? Leia o Evangelho indicado para o dia de hoje, destacando os verbos e os personagens que surgem. O texto mostra Jesus fazendo um alerta à cidade de Jerusalém. O que Ele diz?

“Os Evangelhos apenas narram pontos significativos da vida de Jesus. Eles dizem que Jesus, em duas oportunidades, chorou. Chorou a morte de seu amigo Lázaro e agora chora sobre Jerusalém. E isto porque Jerusalém não acolheu a paz. Não se trata da paz imposta por Roma, mas a paz como dom de Deus, que inclui a salvação e a justiça para todos.

A rebelde Jerusalém rejeitou a visitação divina. Sobre seu futuro pairam nuvens de destruição. Nós também somos visitados, muitas vezes, por Aquele que quer nos trazer a paz, isto é, a plenitude das bênçãos e da salvação. Jesus nos visita nos fatos mais significativos do dia a dia. A felicidade não passa pelos nossos desejos. Só ele nos pode fazer felizes.”

Meditação (Caminho)

Esta cidade sou eu e é você quando não correspondemos aos ensinamentos de Deus . E, então, Jesus continua chorando por você e por mim. Arrependamo-nos enquanto é tempo. Aceitemos a misericórdia de Jesus, que chora por nós. Caminhemos em direção a Cristo que nos chama com amor infinito e, então, viveremos.

Ai de nós que não sabemos reconhecer a bondade de Deus que sempre está ao nosso lado no dia a dia da vida. Que estejamos sempre atentos e conscientes com os bens que temos recebido, especialmente o dom da vida.

Oração (Vida)

Agradeça tudo que a Palavra lhe permitiu compreender e vivenciar do mistério de Cristo. Apresente ainda ao Senhor a oração que brotou em seu coração durante a leitura orante.
Conclua com o salmo 31: Em ti, Senhor, me refugio;
nunca permitas que eu seja humilhado;
livra-me pela tua justiça.

Inclina os teus ouvidos para mim,
vem livrar-me depressa!

Sê minha rocha de refúgio,
uma fortaleza poderosa para me salvar.

Sim, tu és a minha rocha e a minha fortaleza;
por amor do teu nome, conduze-me e guia-me.

Contemplação (Vida e Missão)

Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? De que forma você deseja colocar em prática os apelos que a Palavra de Deus lhe revelou neste dia?

Bênção

  • O Senhor Deus nosso Pai esteja sempre conosco.
  • Ele está no meio nós.

Oremos: “Senhor nosso Deus, Que enviastes Vosso Filho ao mundo Para curar as nossas enfermidades, Levar sobre Si as nossas dores, Redimir nossos pecados e Nos dar a Vida Eterna que vem de Vós, Tendes Piedade de nós!

Deus Misericordioso, Que cuida de todas as Vossas Criaturas, Atendei as nossas suplicas, e Segundo a Vossa Vontade, Protegei o Vosso Povo, Oprimido por essa doença terrível. Guardai e mantenhais a saúde daqueles Que não contraíram essa doença e Dai Senhor, aos que a contraíram, Paciência fortalecida, fé renovada e A cura desse mal, Para que todos nós desfrutemos De plena e duradoura saúde! Por Jesus Cristo nosso Senhor.” Amém.

Todo o Louvor, toda a Honra, toda a Gratidão, Toda a Fé, toda a Confiança, Toda a Adoração e toda a Glória Sejam dadas aos Senhor nosso Deus, Agora e para sempre! Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo! Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui