Liturgia diária O que sai da pessoa é que a torna impura - Mc 7,14-23

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mc 7,14-23

Não temos alimentos proibidos, mas podemos ter o coração habitado por más intenções. O melhor é evitar o que prejudica os outros.

Façamos a oração do dia: Pai, cria, no meu coração, a pureza verdadeira que me permite estar na tua presença, seguro de que minha vida te agrada.

5ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 10 de fevereiro de 2021

PRIMEIRA LEITURA:  Gn 2,4b-9.15-17

Leitura do Livro do Gênesis.

4bNo dia em que o Senhor fez a terra e o céu, 5ainda não havia nenhum arbusto do campo sobre a terra, e ainda nenhuma erva do campo tinha brotado, porque o Senhor Deus não tinha feito chover sobre a terra, nem existia homem para cultivar o solo. 6Mas uma fonte brotava da terra, e lhe regava toda a superfície.

7Então o Senhor Deus formou o homem do pó da terra, soprou-lhe nas narinas o sopro da vida e o homem tornou-se um ser vivente. 8Depois, o Senhor Deus plantou um jardim em Éden, a oriente, e ali pôs o homem que havia formado. 9E o Senhor Deus fez brotar da terra toda sorte de árvores de aspecto atraente e de fruto saboroso ao paladar, a árvore

da vida no meio do jardim e a árvore do conhecimento do bem e do mal.

15O Senhor Deus tomou o homem e colocou-o no jardim de Éden, para o cultivar e guardar. 16E o Senhor Deus deu ao homem uma ordem, dizendo: “Podes comer de todas as árvores do jardim, 17mas não comas da árvore do conhecimento do bem e do mal; porque, no dia em que fizeres, sem dúvida morrerás”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 104(103)

— Bendize, ó minha alma, ao Senhor!

— Bendize, ó minha alma, ao Senhor!

— Bendize, ó minha alma, ao Senhor! Ó meu Deus e meu Senhor, como sois grande! De majestade e esplendor vos revestis e de luz vos envolveis como num manto.

— Todos eles, ó Senhor, de vós esperam que a seu tempo vós lhes deis o alimento; vós lhes dais o que comer e eles recolhem, vós abris a vossa mão e eles se fartam.

— Se tirais o seu respiro, eles perecem e voltam para o pó de onde vieram; enviais o vosso espírito e renascem e da terra toda a face renovais.

EVANGELHO: 
Mc 7,14-23

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 14Jesus chamou a multidão para perto de si e disse: “Escutai todos e compreendei: 15o que torna impuro o homem não é o que entra nele vindo de fora, mas o que sai do seu interior. 16Quem tem ouvidos para ouvir ouça”.

17Quando Jesus entrou em casa, longe da multidão, os discípulos lhe perguntaram sobre essa parábola. 18Jesus lhes disse: “Será que nem vós compreendeis? Não entendeis que nada do que vem de fora e entra numa pessoa pode torná-la impura, 19porque não entra em seu coração, mas em seu estômago e vai para a fossa?” Assim Jesus declarava que todos os alimentos eram puros.

20Ele disse: “O que sai do homem, isso é que o torna impuro. 21Pois é de dentro do coração humano que saem as más intenções, imoralidades, roubos, assassínios, 22adultérios, ambições desmedidas, maldades, fraudes, devassidão, inveja, calúnia, orgulho, falta de juízo. 23Todas

estas coisas más saem de dentro e são elas que tornam impuro o homem”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Os preceitos relacionados aos alimentos eram sábios e tinham por objetivo preservar a saúde dos indivíduos e da comunidade. Eram resultado de experiências, as quais, repetidas, passavam a fazer parte da sabedoria popular. Acontecia, porém, que os intérpretes, para que os preceitos fossem observados, diziam que eram vontade de Deus. Não os observar tornava as pessoas religiosamente impuras. A observância externa pode encobrir atitudes interiores que não condizem com o que aparece por fora. Posso jejuar com o coração cheio de ódio por alguém. Mas também posso jejuar para diminuir esse ódio. Nós somos complicados e contraditórios; por isso quanto mais nossa mente for povoada por ideias claras, melhor. A meditação do Evangelho nos ajuda. Não temos alimentos proibidos, mas podemos ter o coração habitado por más intenções. O melhor é evitar o que prejudica os outros.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Abramo-nos à ação do Espírito Santo que reza em nós, dizendo: “Ó divino Espírito, ensina-me tudo quanto Jesus ensinou. Dá-me inteligência para entender; memória para lembrar; vontade dócil para praticar; coração generoso para corresponder aos teus convites. Amém.”

Leitura (Verdade)

Este é o momento de compreendermos o texto. O que ele diz? Leia-o com calma e silenciosamente. Depois, leia-o novamente em voz alta e pausadamente, repetindo as palavras que mais chamaram sua atenção. Quem faz perguntas para Jesus?

“Na condição de Mestre, Jesus esclarece o sentido das antigas tradições do povo. Ele não abole a noção de pureza e impureza, mas a reveste de novo significado. Pureza e impureza provêm do interior de cada um e não do exterior, como é o caso dos alimentos. Essa noção permitirá, na comunidade cristã, que todos possam sentar-se juntos numa só mesa para uma única refeição. Mais uma vez, é destacado o valor que a lei quer promover. O coração é uma mediação para o bem ou para o mal. O verdadeiro pecado é cometido no coração. É esclarecedora a posição diante do adultério. O pensamento caminha sempre à frente da ação. Por outro lado, é do coração que brotam as boas iniciativas. Ele bate por mil motivos, de preferência por amor.” (Viver a Palavra – 2021. Frei Aldo Colombo – Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

Vamos trazer o texto para a nossa vida. A Palavra de Deus é critério para purificar o coração . Como discípulo (a) de Jesus quais perguntas eu faria para Jesus Mestre me esclarecer, hoje? Perguntas a respeito da minha vida, das minhas relações, da minha realidade.

Fique em silêncio por alguns instantes para compreender melhor o sentido das palavras: “É, do coração humano, que saem as más intenções: imoralidade, roubos, homicídios, adultérios, ambições desmedidas, perversidades; fraude, devassidão, inveja, calúnia, orgulho e insensatez”.

Oração (Vida)

Ó Jesus, verdadeira luz que ilumina a humanidade, viestes do Pai para ser nosso mestre e nos ensinar seu caminho na verdade: vida e espírito são as “palavras” que nos destes.
Concedei-nos conhecer os mistérios de Deus e suas incompreensíveis riquezas.
Mostrai-nos todos os tesouros da sabedoria e da ciência de Deus, que em vós estão guardados.
Fazei com que a palavra habite nossa vida e ilumine nossos passos.
Fazei com que a palavra se espalhe rapidamente e chegue até os confins da Terra.
Maria Rainha dos Apóstolos e os santos Pedro e Paulo sejam nosso exemplo, inspiração e guia. Amém. (oração livremente inspirada nos textos de Pe. Alberione).

Contemplação (Vida e Missão)

Qual é a aplicação da Palavra em sua vida? O que você se propõe a viver hoje? Como pretende atingir esse propósito?

Bênção

– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui