Liturgia diária, O imposto pago ao templo - Mt 17,22-27

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mt 17,22-27

Façamos a oração do dia: Pai, que eu saiba desfrutar minha condição de filho, que me faz livre diante das imposições injustas dos poderes deste mundo, pois só a ti devo submeter-me.

19ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 09 de agosto de 2021

PRIMEIRA LEITURA: Dt 10,12-22 

Leitura do Livro do Deuteronômio.

Moisés falou ao povo dizendo: 12“E agora, Israel, o que é que o Senhor teu Deus te pede? Apenas que o temas e andes em seus caminhos; que ames e sirvas ao Senhor teu Deus, com todo o teu coração e com toda a tua alma, 13e que guardes os mandamentos e preceitos do Senhor, que hoje te prescrevo para que sejas feliz.

14Vê: é ao Senhor teu Deus que pertencem os céus, o mais alto dos céus, a terra e tudo o que nela existe. 15No entanto, foi a teus pais que o Senhor se afeiçoou e amou; e, depois deles, foi à sua descendência, isto é, a vós, que ele escolheu entre todos os povos, como hoje está provado.

16Abri, pois, o vosso coração, e não endureçais mais vossa cerviz, 17porque o vosso Deus é o Deus dos deuses e o Senhor dos senhores, o Deus grande, poderoso e terrível, que não faz acepção de pessoas nem aceita suborno. 18Ele

faz justiça ao órfão e à viúva, ama o estrangeiro e lhe dá alimento e roupa.

19Portanto, amai os estrangeiros, porque vós também fostes estrangeiros na terra do Egito. 20Temerás o Senhor teu Deus e só a ele servirás; a ele te apegarás e jurarás por seu nome. 21Ele é o teu louvor, ele é o teu Deus, que fez por ti essas coisas grandes e terríveis que viste com teus próprios olhos.

22Ao descerem para o Egito, teus pais eram apenas setenta pessoas, e agora o Senhor teu Deus te fez tão numeroso quanto as estrelas do céu”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 147B(147)

— Glorifica o Senhor, Jerusalém!

— Glorifica o Senhor, Jerusalém!

— Glorifica o Senhor, Jerusalém! Ó Sião, canta louvores ao teu Deus! Pois reforçou com segurança as tuas portas, e os teus filhos em teu seio abençoou.

— A paz em teus limites garantiu e te dá como alimento a flor do trigo. Ele envia suas ordens para a terra, e a palavra que ele diz corre veloz.

Anuncia a Jacó sua palavra, seus preceitos, suas leis a Israel. Nenhum povo recebeu tanto carinho, e nenhum outro revelou os seus preceitos.

EVANGELHO: Mt 17,22-27

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 22quando Jesus e os seus discípulos estavam reunidos na Galileia, ele lhes disse: “O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens. 23Eles o matarão, mas no terceiro dia ele ressuscitará”. E os discípulos ficaram muito tristes. 24Quando chegaram a Cafarnaum, os cobradores do imposto do Templo aproximaram-se de Pedro e perguntaram: “O vosso mestre não paga o imposto do Templo?”

25Pedro respondeu; “Sim, paga”. Ao entrar em casa, Jesus adiantou-se, e perguntou: “Simão, que te parece: Os reis da terra cobram impostos ou taxas de quem: dos filhos ou dos estranhos?” 26Pedro respondeu: “Dos estranhos!” Então Jesus disse: “Logo os filhos são livres. 27Mas, para não escandalizar essa gente, vai ao mar, lança o anzol, e abre a boca do primeiro peixe que pescares. Ali encontrarás uma moeda; pega então a moeda e vai entregá-la a eles, por mim e por ti”.

Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Edith Stein, ao se tornar Teresa B. da Cruz, deixou de pagar o imposto do templo, isto é, deixou de ser judia? Foi sacrificada no campo de concentração de Auschwitz por ser cristã ou por ser judia? Ela é uma só pessoa, com duas realidades entrelaçadas. Martirizada por ser judia, foi canonizada pela heroicidade de suas virtudes que a levaram a vencer o martírio. Uniu sua vida à de outro judeu, Jesus Cristo, para com ele morrer na mesma cruz.

Diz a Carta aos Efésios que Jesus matou em seu corpo a inimizade, aproximando judeus e pagãos. O martírio de Edith Stein é simbólico. A mesma pessoa, sendo cristã, morre por ser judia. Em sua pessoa morre a inimizade, e os dois povos se aproximam. É notável o esforço atual de compreensão mútua entre judeus e cristãos. Que os cristãos saibam trabalhar para converter, não os judeus, e sim os cristãos antissemitas.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Estamos iniciando uma nova semana, e nela celebramos a Semana Nacional da Família. O tema deste ano é: “A alegria do amor na família”, em sintonia com a proposta do Papa Francisco ao convocar o Ano Família Amoris Laetitia. Coloquemo-nos na presença de Deus, silenciando o nosso coração e pedindo ao Senhor a graça de escutar bem sua Palavra.

Leitura (Verdade)

Nesta primeira parte da leitura orante, você é convidado(a) a fazer a leitura do Evangelho e a responder à pergunta: o que diz o texto bíblico? Leia o texto quantas vezes julgar necessário e identifique seu tema central. Destaque os verbos e os personagens que aparecem na narrativa e relembre outros textos que possam ajudá-lo(a) a compreender o Evangelho de hoje.

“ O imposto do Templo devia ser pago, anualmente, por todo judeu do sexo masculino e equivalia a dois dias de trabalho. Destinava-se a sustentar o Templo de Jerusalém. Sacerdotes e mestres reivindicavam a isenção. O imposto implica domínio sobre os bens da pessoa. Estes bens, em primeiro lugar, são de Deus, e os homens são filhos dele, antes de serem súditos de qualquer poder. A Igreja está no mundo e respeita a caminhada civil, mas lembra que o imposto deve ser usado para o bem comum. Ela não quer privilégios, mas a possibilidade de anunciar a Boa-Nova e defender seus filhos e filhas, especialmente, os atingidos pela pobreza. Tudo isso faz parte da Doutrina Social da Igreja, atualização do mandamento do Amor.”

Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim?
Repasse o Evangelho, mentalmente ou fazendo uma nova leitura, com bastante atenção, deixando-se tocar pela Palavra de Deus.

Oração (Vida)

O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Este é o momento da oração, por isso, abra o seu coração e expresse ao Senhor o que a Palavra despertou em você.

O mês de agosto é o Mês Vocacional na Igreja. Juntamente com a sua oração, apresente ao Senhor todos os vocacionados, rezando: “Senhor, pelo Batismo, vós nos chamastes à santidade e à cooperação generosa na salvação do mundo. Na messe, que é tão grande, auxiliai-nos a corresponder à nossa missão de membros do Povo de Deus. Qualquer que seja o chamado, que cada um de nós seja verdadeiramente outro Cristo no mundo. Ó Senhor, por intercessão de Maria, Mãe da Igreja, concedei-nos o dom misericordioso de muitas e santas vocações sacerdotais, religiosas e missionárias de que a Igreja necessita. Amém”

Contemplação (Vida e Missão)

O que o Evangelho o(a) levou a experimentar? Qual novo olhar nasceu em você a partir da Palavra? Faça uma síntese do que o texto bíblico despertou em seu coração, para vivê-lo em seu dia.

Bênção

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !