Liturgia diária, Credes em Deus, crede também em mim! - Jo 14,1-12

PRECISAMOS MUITO DE SUA AJUDA

Estimados irmãos venho aqui pedir a sua ajuda se possível for. Estamos com uma divida acumulada. Pra complicar minha situação tenho pai acamado. Diante das dificuldades que todos estamos passando compreendo o qto esta difícil para todos, mas se vc tiver a possibilidade de AJUDAR COM UMA DOAÇÃO sera de muita ajuda para diminuir as dividas. .Clique aqui

5º Domingo da Páscoa – Ano Litúrgico A

04 de maio de 2020

ORAÇÃO DO DIA

Pai, não deixes que jamais o medo tome conta de meu coração, a ponto de impedir-me de caminhar rumo à tua casa, pelo caminho aberto por teu Filho Jesus.

PRIMEIRA LEITURA:  At 6,1-7

Leitura dos Atos dos Apóstolos – 1Naqueles dias, o número dos discípulos tinha aumentado, e os fiéis de origem grega começaram a queixar-se dos fiéis de origem hebraica. Os de origem grega diziam que suas viúvas eram deixadas de lado no atendimento diário.
2Então os Doze Apóstolos reuniram a multidão dos discípulos e disseram: “Não está certo que nós deixemos a pregação da Palavra de Deus para servir às mesas. 3Irmãos, é melhor que escolhais entre vós sete homens de boa fama, repletos do Espírito e de sabedoria, e nós os encarregaremos dessa tarefa. 4Desse modo nós poderemos dedicar-nos inteiramente à oração e ao serviço da Palavra”.
5A proposta agradou a toda a multidão. Então escolheram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo; e também Filipe, Prócoro, Nicanor, Timon, Pármenas e Nicolau de Antioquia, um grego que seguia a religião dos judeus. 6Eles foram apresentados aos apóstolos, que oraram e impuseram as mãos sobre eles.
7Entretanto, a Palavra do Senhor se espalhava. O número dos discípulos crescia muito em Jerusalém, e grande multidão de sacerdotes judeus aceitava a fé.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 33(32) 

          — Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça,/ da mesma forma que em vós nós esperamos!
— Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça,/ da mesma forma que em vós nós esperamos!

— Ó justos, alegrai-vos no Senhor!/ Aos retos fica bem glorificá-lo./ Dai graças ao Senhor ao som da harpa,/ na lira de dez cordas celebrai-o!

— Pois reta é a palavra do Senhor,/ e tudo o que ele faz merece fé./ Deus ama o direito e a justiça,/ transborda em toda a terra a sua graça.

— O Senhor pousa o olhar sobre os que o temem,/ e que confiam esperando em seu amor,/ para da morte libertar as suas vidas/ e alimentá-los quando é tempo de penúria.

SEGUNDA LEITURA: 1Pd 2,4-9

Leitura da Primeira Carta de São Pedro – Caríssimos: 4Aproximai-vos do Senhor, pedra viva, rejeitada pelos homens, mas escolhida e honrosa aos olhos de Deus. 5Do mesmo modo, também vós, como pedras vivas, formai um edifício espiritual, um sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus, por Jesus Cristo.
6Com efeito, nas Escrituras se lê: “Eis que ponho em Sião uma pedra angular, escolhida e magnífica; quem nela confiar, não será confundido”.
7A vós, portanto, que tendes fé, cabe a honra. Mas, para os que não crêem, “a pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular, 8pedra de tropeço e rocha que faz cair”. Nela tropeçam os que não acolhem a Palavra; esse é o destino deles. 9Mas vós sois a raça escolhida, o sacerdócio do Reino, a nação santa, o povo que ele conquistou para proclamar as obras admiráveis daquele que vos chamou das trevas para a sua luz maravilhosa.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

EVANGELHO: Jo 14,1-12

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 1”Não se perturbe o vosso coração. Tendes fé em Deus, tende fé em mim também. 2Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fosse, eu vos teria dito. Vou preparar um lugar para vós 3e, quando eu tiver ido preparar-vos um lugar, voltarei e vos levarei comigo, a fim de que onde eu estiver estejais também vós. 4E, para onde eu vou, vós conheceis o caminho”.
5Tomé disse a Jesus: “Senhor, nós não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho?” 6Jesus respondeu: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim. 7Se vós me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai. E desde agora o conheceis e o vistes”.
8Disse Felipe: “Senhor, mostra-nos o Pai, isso nos basta!” 9Jesus respondeu: “Há tanto tempo estou convosco, e não me conheces, Felipe? Quem me viu, viu o Pai. Como é que tu dizes: ‘Mostra-nos o Pai’? 10Não acreditas que eu estou no Pai e o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo por mim mesmo, mas é o Pai, que, permanecendo em mim, realiza as suas obras. 11Acreditai-me: eu estou no Pai e o Pai está em mim. Acreditai, ao menos, por causa destas mesmas obras. 12Em verdade, em verdade vos digo, quem acredita em mim fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas. Pois eu vou para o Pai”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

O Tempo Pascal tem a duração de sete semanas. O domingo central, o quarto, é sempre o domingo do Bom Pastor. Este é o melhor e o mais belo título que os cristãos podem dar a Jesus Ressuscitado. Os discípulos, que começam a se organizar em comunidade de Igreja, terão as dificuldades próprias de qualquer instituição humana, mas terão também a presença atenciosa do Bom Pastor. Mesmo tendo que partir, ele não os deixa órfãos e envia um outro Defensor, que lhes garante chegarem à Casa do Pai.
Nossas dificuldades se concentram, sobretudo, nos relacionamentos inevitáveis entre seres inteligentes que se comunicam. Inteligentes, mas limitados. A imperfeição caracteriza as relações humanas, mesmo procurando se espelharem na perfeição das relações divinas. Enquanto não chegamos à Casa do Pai, onde mergulharemos no movimento das relações da Trindade, tentamos nos organizar e nos ajudar da melhor maneira possível. Para superar e controlar os desentendimentos da iniciante comunidade de Antioquia de Síria, os apóstolos escolheram sete homens, cheios de fé e do Espírito Santo, para criarem harmonia entre cristãos gregos e judeus. São eles os primeiros Diáconos, homens de fé, cheios do Espírito Santo, escolhidos para criarem harmonia na discórdia.
A harmonia perfeita acontecerá na Casa do Pai, para onde queremos ir. Jesus, nosso mediador, foi à frente preparar-nos um lugar. “Lá há muitas moradas”, diz ele. “Não se perturbe o vosso coração! Credes em Deus, crede também em mim.” É normal ficarmos receosos em relação ao fim que nos propomos, seja ele qual for. O destino de uma viagem, a escolha de uma carreira, a opção por um estado de vida, tudo é acompanhado da pergunta: “Vai dar certo?”. O fim está garantido por Jesus. Compete a nós garantir os meios para atingir o fim proposto. Mas podemos nos enganar e, ao procurar atalho, encontrar trabalho. Quem nos garante o caminho? O mesmo Jesus. É ele quem diz: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim”.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Na liturgia de hoje, Jesus se apresenta como a Verdade, a Vida e o Caminho para o Pai. Peçamos a graça de acolher a Palavra de Deus neste dia e de deixarmo-nos conduzir pelo Senhor de nossa vida. Rezemos: “Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que Ele nos conceda a vida e nos ensine a plenitude da verdade. Que nele encontremos a salvação, felicidade e plenitude de amor. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Leia-o atentamente e identifique as expressões que revelam a missão de Jesus. De que forma Jesus é a Vida, o Caminho, a Verdade? Qual é o significado das palavras de Jesus: “Não se perturbe o vosso coração! Crede em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas.”?

“É iminente a partida de Jesus. E isto pode trazer insegurança e desânimo aos discípulos. Jesus quer encorajá-los a enfrentar sua ausência histórica, mas essa ausência é recompensada pela presença do Espírito Santo. O grupo está preparado, mas surgem interrogações em relação ao futuro. Jesus indica um rumo seguro, dizendo: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida”. Ele não é apenas um dos caminhos possíveis, ele é o único Caminho que conduz ao Pai. Ele não se apresenta como uma das tantas verdades, mas ele é a Verdade; por fim, ele é a Vida em plenitude. Por isso não há lugar para a perturbação. Somos herdeiros da paz e da promessa. O Reino, agora, está em nossas mãos. Haverá dificuldades, mas ele venceu o mundo.” (Viver a Palavra – 2020. Frei Aldo Colombo – Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? Diante de Jesus Caminho, reflita: o que você faz para que Jesus seja o seu Caminho? Por que temos dificuldades de andar nesse Caminho? Diante de Jesus Verdade, podemos pensar: quais são os critérios que guiam nossas decisões e nossos projetos? Como olhamos e julgamos a realidade hoje? Diante de Jesus Vida, pense: você ama a vida? A quem coloca como alicerce da sua vida? Como cuida, em si e nos outros, da vida humana?
“Precisamos confrontar os projetos humanos com o projeto de Deus. Os caminhos humanos, com o Caminho de Deus. A verdade de Jesus é aquela que nos faz pensar como Jesus pensou. Que nos faz ter as escolhas e preferências de Jesus. Que nos faz olhar o mundo como Jesus o olha. Deus quer a vida plena para seus filhos, gerados à sua imagem e semelhança. E o mundo necessita de pessoas capazes de gerar a vida conforme o projeto de Deus e como ele a ama e a conserva” (Reflexões do livro “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
“Pai misericordioso, dirige teu olhar sobre teu povo disperso por toda a terra. Faz com que todos quantos, pelo batismo, vivemos em Cristo ressuscitado saibamos sempre reconhecer a voz de pastor e guia da tua Igreja. Concede-nos a alegria do Espírito e a força de sermos fiéis. Que nossa fé seja estrela luminosa no céu dos homens, como Cristo ressuscitado é a luz, a verdade e a vida para sempre. Amém” (Trecho do livro “Ele está no meio de nós”, da Paulinas Editora).

Contemplação (Vida e Missão)
Sintetize em poucas palavras o apelo que a Palavra despertou em seu coração, para colocá-lo em prática durante o dia. O que você se propõe a viver?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Ir. Carmen Maria Pulga

Confira a Homilia do 4º. Domingo da Páscoa – A.Clique aqui

[apss_share]