Liturgia diária O anjo aparece em sonho a São José

4º Domingo do Advento – Ano Litúrgico A

18 de dezembro de 2016

ORAÇÃO DO DIA

Pai, teu Filho encarnou-se para salvar a humanidade e reconduzi-la à comunhão contigo. Torna-me solícito para acolher o caminho da salvação aberto por ele.

PRIMEIRA LEITURA: Is 7,10-14

Leitura do Livro do Profeta Isaías

Naqueles dias, 10o Senhor falou com Acaz, dizendo: 11“Pede ao Senhor teu Deus que te faça ver um sinal, quer provenha da profundeza da terra, quer venha das alturas do céu”.
12Mas Acaz respondeu: “Não pedirei nem tentarei o Senhor”.
13Disse o profeta: “Ouvi então, vós, casa de Davi; será que achais pouco incomodar os homens e passais a incomodar até o meu Deus? 14Pois bem, o próprio Senhor vos dará um sinal: Eis que uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e lhe porá o nome de Emanuel.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 23

          — O rei da glória é o Senhor onipotente;/ abri as portas para que ele possa entrar!
— O rei da glória é o Senhor onipotente;/ abri as portas para que ele possa entrar!

— Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra,/ o mundo inteiro com os seres que o povoam;/ porque ele a tornou firme sobre os mares,/ e sobre as águas a mantém inabalável.

— “Quem subirá até o monte do Senhor,/ quem ficará em sua santa habitação?”/ “Quem tem mãos puras e inocente coração,/ quem não dirige sua mente para o crime.

— Sobre este desce a bênção do Senhor/ e a recompensa de seu Deus e Salvador”./ “É assim a geração dos que o procuram,/ e do Deus de Israel buscam a face”.

SEGUNDA LEITURA: Rm 1,1-7

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos

1Eu, Paulo, servo de Jesus Cristo, apóstolo por vocação, escolhido para o Evangelho de Deus, 2que pelos profetas havia prometido, nas Sagradas Escrituras 3e que diz respeito a seu Filho, descendente de Davi segundo a carne, 4autenticado como Filho de Deus com poder, pelo Espírito de Santidade que o ressuscitou dos mortos, Jesus Cristo, Nosso Senhor. 5É por ele que recebemos a graça da vocação para o apostolado, a fim de podermos trazer à obediência da fé todos os povos pagãos, para a glória de seu nome.
6Entre esses povos estais também vós, chamados a ser discípulos de Jesus Cristo. 7A vós todos, que morais em Roma, amados de Deus e santos por vocação, graça e paz da parte de Deus, nosso Pai, e de nosso Senhor Jesus Cristo.

EVANGELHO: Mt 1,18-24

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

18A origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo. 19José, seu marido, era justo e, não querendo denunciá-la, resolveu abandonar Maria, em segredo.
20Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: “José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo. 21Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo de seus pecados”.
22Tudo isso aconteceu para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: 23“Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho. Ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus está conosco”.
24Quando acordou, José fez como o anjo do Senhor havia mandado e aceitou sua esposa.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Em sonho, o Anjo anunciou a José que Maria concebeu pela ação do Espírito Santo. Maria e José eram noivos. José era um homem justo e não entendeu bem o que estava acontecendo, quando viu Maria grávida. Foi então que o Anjo apareceu e lhe explicou o que estava acontecendo. O Anjo aparecerá de novo para lhe dizer que leve o Menino e sua Mãe para o Egito, e depois que os traga de volta do Egito para a Terra de Israel. José é o homem das aparições, sempre atento às orientações de Deus por meio do Anjo na condução da Sagrada Família. Ele conhecia as profecias e sabia que o profeta Isaías dissera ao rei Acaz: Eis que a jovem conceberá e dará à luz um filho e lhe porá o nome de Emanuel. O que José não sabia era que Maria, sua noiva, tinha sido escolhida por Deus para ser a jovem da profecia de Isaías. Assim foi e assim aconteceu.
O Anjo explica a José, em sonho, que a concepção se fizera por ação do Espírito Santo. José era um homem justo, não acostumado a pensar mal de ninguém. Nunca teve motivos de pensar mal de Maria, por que teria agora? Ele não sabia o que tinha acontecido. Se a denunciasse, ela poderia ser apedrejada, e denunciá-la de quê, conhecendo suas virtudes e qualidades. A confusão se instala na mente de José que decide por uma discreta separação, quando o Anjo lhe aparece em sonho. Casaram-se e estavam em casa Maria, sua esposa, e o Emanuel em gestação.
Emanuel, Deus conosco, o Verbo que veio morar entre nós na casa de José. Resta-nos agora esperar que o Filho de Deus se manifeste, o que acontecerá dentro de poucos dias. Enquanto esperamos, contemplamos. O que se pode fazer diante de tão grande acontecimento? Tirar conclusões práticas, fazer planejamentos, fazer o propósito de ser justo como São José ou qualquer outra coisa? Muito mais do que isso. Admirar é o início da beatitude. Contemplar sem entender, deixando-se envolver pelo acontecimento e dele participar em silêncio, é o que pode fazer quem foi agraciado com o convite para vir ver, como os pastores que irão a Belém ver o acontecimento que o Senhor lhes revelou. Contemplar e sair pelo mundo para transmitir o que foi contemplado e trazer todas as nações à obediência da fé, para a glória do seu nome. Descendente de Davi segundo a carne, aquele que vai nascer se faz carne da carne de Maria, que é verdadeira Mãe de Deus.
A Luz ilumina as trevas. O povo que vivia nas trevas da morte, vive agora na plenitude da luz. O norte e o sul, o leste e o oeste se iluminaram. Na liturgia simbolizamos a plenitude da luz sobre o mundo nas quatro velas acesas da coroa do Advento. O Natal se aproxima. Os profetas fizeram a sua tarefa. Isaías nos ajudou a ver o nascimento do Príncipe da paz. João Batista preparou o caminho como bom precursor. Irmãzinha Madalena de Jesus viu, em sonho ou em visão, Maria com o Menino nos braços pronta para entregá-lo a alguém. A Irmãzinha, num canto, olhava ansiosa desejando ter o Menino, sabendo-se, porém, pequena demais diante de tanta gente grande. Maria lhe fez um sinal e colocou o Menino em seus braços. Olhamos agora para Maria.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2016’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Celebramos o 4º domingo do Advento. O evangelista Mateus, após descrever a origem de Jesus, nos apresenta o anúncio do seu nascimento. José acolhe Maria e o Filho de Deus concebido em seu ventre por obra do Espírito Santo. Ele se chamará Jesus e salvará o seu povo dos pecados.
Oração: “Pai, ajuda-nos a contemplar tua ação maravilhosa em relação à concepção de teu Filho Jesus. Que reconheçamos nela tua oferta gratuita de salvação para toda a humanidade. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? Observe o diálogo entre os personagens. Qual é o anúncio que o anjo do Senhor faz a José? Como José o acolhe? Qual missão lhe é confiada?
“Os relatos da infância de Jesus são fruto da reflexão contínua da Igreja e do aprofundamento sobre a sua fé. Segue-se à genealogia o anúncio do nascimento de Jesus. Se, em Lucas, o anúncio é feito a Maria, em Mateus, por questões apologéticas, é feito a José, em sonho. Diante do fato da gravidez de Maria, José pensa em deixá-la ir. Não é repúdio propriamente, pois não há matéria para tal. A razão da decisão de José de deixar Maria ir é a consciência de que na gravidez dela está presente o mistério de Deus e o seu desígnio salvífico. É exatamente nisso que ele é justo: não quer tomar para si o que Deus reservou para Ele. Mas a palavra do anjo, que José acolhe, o convence a acolher Maria em sua casa, como sua esposa. Não é somente Maria que Deus reservou e escolheu para a realização do seu plano de salvação, mas também José. A maternidade de Maria é obra do Espírito Santo. A missão de José é dar nome ao Filho de Deus, isto é, dar existência histórica ao Emanuel. José, o justo, quando acordou do sono, compreendendo o que do desígnio de Deus estava por se realizar, acolheu, como servo bom e fiel, Maria como sua esposa, assim como o anjo havia mandado” (Reflexão de Pe. Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
“Ouvimos ler, no Evangelho, que ‘José fez como lhe ordenou o anjo do Senhor e recebeu sua esposa’ (Mt 1, 24). Nestas palavras, encerra-se já a missão que Deus confia a José: ser custos, guardião. […] Desde o casamento com Maria até ao episódio de Jesus, aos doze anos, no templo de Jerusalém, acompanha com solicitude e amor cada momento. Permanece ao lado de Maria, sua esposa, tanto nos momentos serenos como nos momentos difíceis da vida, na ida a Belém para o recenseamento e nas horas ansiosas e felizes do parto; no momento dramático da fuga para o Egito e na busca preocupada do filho no templo; e depois na vida quotidiana da casa de Nazaré, na carpintaria onde ensinou o ofício a Jesus” (Papa Francisco. Leia o texto na íntegra em http://w2.vatican.va)

Oração (Vida)
“Salve, Senhora do mundo, Rainha dos céus! Salve, Virgem das Virgens, Estrela da Manhã! Salve, cheia de graça, brilho da luz divina! Apressa-te, Senhora, em socorro do mundo. Desde toda a eternidade o Senhor te predestinou como Mãe do Verbo Unigênito, pelo qual criou a terra, o mar e os céus, e embelezou-te como sua esplêndida Esposa, não alcançada pelo pecado de Adão. Desde toda a eternidade o Altíssimo te preparou para a mais importante missão já dada a uma criatura: ser Mãe de seu Filho. Intercede por nós, teus irmãos e irmãs na ordem da criação, para que também em nós se faça a vontade do Pai. Amém” (Trecho do livro “Um mês com Maria”, Paulinas Editora).

Contemplação (Vida e Missão)
Como a Palavra de Deus estará presente neste seu dia? O que você deseja colocar em prática, segundo os ensinamentos de Jesus?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

[apss_share]