Liturgia diária 06 de janeiro de 2016

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mc 6,45-52

Tantas vezes quase afundamos, tentando resolver tudo sozinhos. Essa é a hora de pedir que Jesus entre em nosso barco, em nossa vida.

Façamos a oração do dia: Divino Espírito Santo, amor eterno do Pai e do Filho, ajuda-me a enfrentar com coragem as dificuldades do dia a dia, sempre confiante nas palavras de Jesus “Coragem! Sou eu. Não tenhais medo

Tempo do Natal depois da Epifania – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 06 de janeiro de 2021

PRIMEIRA LEITURA: 1Jo 4,11-18

Leitura da Primeira Carta de São João.

11Caríssimos, se Deus nos amou assim, nós também devemos amar-nos uns aos outros. 12Ninguém jamais viu a Deus. Se nos amamos uns aos outros, Deus permanece conosco e seu amor é plenamente realizado entre nós.

13A prova de que permanecemos com ele, e ele conosco, é que ele nos deu o seu Espírito. 14E nós vimos e damos testemunho, que o Pai enviou seu Filho como Salvador do mundo. 15Todo aquele que proclama que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece com ele, e ele com Deus.

16E nós conhecemos o amor que Deus tem para conosco, e acreditamos nele. Deus é amor: quem permanece no amor, permanece com Deus, e Deus

permanece com ele. 17Nisto se realiza plenamente o seu amor para conosco: em nós termos plena confiança no dia do julgamento, porque, tal como Jesus, nós somos neste mundo.

18No amor não há temor. Ao contrário, o perfeito amor lança fora o temor, pois o temor implica castigo, e aquele que teme não chegou à perfeição do amor.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 72(71)

— As nações de toda a terra hão de adorar-vos, ó Senhor!

— As nações de toda a terra hão de adorar-vos, ó Senhor!

— Dai ao Rei vossos poderes, Senhor Deus, vossa justiça ao descendente da realeza! Com justiça ele governe o vosso povo, com equidade ele julgue os vossos pobres.

— Os reis de Társis e das ilhas hão de vir e oferecer-lhes seus presentes e seus dons; e também os reis de Seba e de Sabá hão de trazer-lhe oferendas e tributos. Os reis de toda a terra hão de adorá-lo e todas as nações hão de servi-lo.

— Libertará o indigente que suplica, e o pobre ao qual ninguém quer ajudar. Terá pena do indigente e do infeliz,

e a vida dos humildes salvará.

EVANGELHO: Mc 6,45-52

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Depois de saciar os cinco mil homens, 45Jesus obrigou os discípulos a entrarem na barca e irem na frente para Betsaida, na outra margem, enquanto ele despedia a multidão. 46Logo depois de se despedir deles, subiu ao monte para rezar.

47Ao anoitecer, a barca estava no meio do mar e Jesus sozinho em terra. 48Ele viu os discípulos cansados de remar, porque o vento era contrário. Então, pelas três da madrugada, Jesus foi até eles andando sobre as águas, e queria passar na frente deles.

49Quando os discípulos o viram andando sobre o mar, pensaram que era um fantasma e começaram a gritar. 50Com efeito, todos o tinham visto e ficaram assustados. Mas Jesus logo falou: “Coragem, sou eu! Não tenhais medo!” 51Então subiu com eles na barca, e o vento cessou. Mas os discípulos ficaram ainda mais espantados, 52porque

não tinham compreendido nada a respeito dos pães. O coração deles estava endurecido.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

“Coragem, sou eu, não tenha medo!”. Há muitos fantasmas em sua vida? Você também não compreendeu nada a respeito dos pães? O que Jesus queria dizer com a expressão “coração endurecido”? Não se trata de um coração maldoso, mas de alguém que não percebe o que está acontecendo ao seu redor. Falta-lhe sensibilidade. Não percebe o significado dos acontecimentos, não percebe que Alguém está sempre a seu lado, caminhando com ele.

Os fantasmas habitam a nossa mente e impedem a capacidade que ela tem de nos situar na vida. As coisas vão acontecendo, e eu não me dou conta do significado de cada fato e dos fatos em seu conjunto. Jesus ora na montanha, o mar se agita, Jesus sobe no barco, se manifesta, e o vento cessa. O Menino veio para ficar perto. Não está fácil remar, às vezes até porque nos tiraram os remos e querem que façamos o barco avançar. “Coragem, sou eu!”. Seu coração continua endurecido?

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Abramo-nos à ação do Espírito Santo que reza em nós, dizendo: “Ó divino Espírito, ensina-me tudo quanto Jesus ensinou. Dá-me inteligência para entender; memória para lembrar; vontade dócil para praticar; coração generoso para corresponder aos teus convites. Amém.”

Façamos silêncio para ouvir a Palavra do Senhor e meditá-la, a fim de que ela, por meio da ação eficaz do Espírito Santo, continue a habitar e a viver em nós e a falar-nos ao longo de todos os dias da nossa vida.

Leitura (Verdade)

Este é o momento de compreendermos o texto. O que ele diz? Leia-o com calma e silenciosamente. Depois, leia-o novamente em voz alta e pausadamente, repetindo as palavras que mais chamaram sua atenção. Quais personagens aparecem no Evangelho?

“Para os pescadores, o lago de Genesaré era o mar, com seu mistério e seus perigos. A narrativa esclarece que era noite e o vento lhes era contrário. Tudo isso criava uma situação de pânico. Jesus vai ao encontro deles. Sua presença – caminhando sobre as águas – foi percebida como um fantasma, tornando mais tensa a situação. Jesus se revela e os anima: “Coragem, sou eu!”.

Cena parecida acontece muitas vezes na vida das pessoas, famílias e comunidades, quando determinada situação parece fora de controle. Significativamente, quando Jesus entra no barco, tudo volta ao normal. Tantas vezes quase afundamos, tentando resolver tudo sozinhos. Essa é a hora de pedir que Jesus entre em nosso barco, em nossa vida.”

Meditação (Caminho)

Agora, vamos trazer a reflexão da Palavra para a nossa vida. O que o texto diz para mim? Que aspectos do mistério de Deus esta passagem me possibilita conhecer? De que forma? Que luz nos dá Jesus, com sua pessoa e sua mensagem? De que maneira esta passagem me compromete? O que ela me pede?

Oração (Vida)

Ouvimos a voz de Deus, por meio de sua Palavra. Agora, somos impelidos em direção àquele a quem temos ouvido. O que o texto bíblico o(a) inspira a dizer a Deus?

Conclua com a oração composta por São João Paulo II: “Senhor Jesus, concede-me crer firmemente no amor que Tu me revelaste e que doaste no teu Evangelho. Faze que eu ouça cada dia a tua voz que me chama a seguir-te para sentir sempre em mim os benefícios da tua redenção. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)

“Cada um dos nossos dias seja plasmado pelo encontro renovado com Cristo, Verbo do Pai feito carne: Ele está no início e no fim de tudo, e n’Ele todas as coisas subsistem (cf. Cl 1,17).
Com a Palavra na mente e no coração, qual atitude você se propõe a viver hoje?

Bênção

O Senhor, Deus de amor e paz, habite em vossos corações, oriente os vossos passos e confirme os vossos corações em seu amor. Vá em paz e seja um mensageiro (a) da Boa Nova.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui