Liturgia diária - Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz! - Jo 14,27-31a

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Jo 14,27-31a

Jesus nos pede a paz. A paz é dom do alto e uma conquista. Uma das bem-aventuranças consagra os que constroem a paz. É graça, que passa pelas nossas mãos.

Façamos a oração do dia: Pai, confirma em mim o dom da paz recebida de teu Filho Jesus, de forma que, revestido desta fortaleza, eu possa caminhar, sem medo, ao teu encontro.

5ª Semana da Páscoa – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 04 de maio de 2021

PRIMEIRA LEITURA: At 14,19-28

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, 19de Antioquia e Icônio chegaram judeus que convenceram as multidões. Então apedrejaram Paulo e arrastaram-no para fora da cidade, pensando que ele estivesse morto. 20Mas, enquanto os discípulos o rodeavam, Paulo levantou-se e entrou na cidade. No dia seguinte, partiu para Derbe com Barnabé.

21Depois de terem pregado o Evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram para Listra, Icônio e Antioquia. 22Encorajando os discípulos, eles os exortavam a permanecer firmes na fé, dizendo-lhes: “É preciso que passemos por muitos sofrimentos para entrar no Reino de Deus”. 23Os apóstolos designaram presbíteros para cada comunidade. Com orações e jejuns, eles os confiavam ao Senhor, em quem haviam acreditado.

24Em seguida, atravessando a Pisídia, chegaram à Panfília. 25Anunciaram

a palavra em Perge, e depois desceram para Atália. 26Dali embarcaram para Antioquia, de onde tinham saído, entregues à graça de Deus, para o trabalho que haviam realizado.

27Chegando ali, reuniram a comunidade. Contaram-lhe tudo o que Deus fizera por meio deles e como havia aberto a porta da fé para os pagãos. 28E passaram então algum tempo com os discípulos.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO  145(144)

— Ó Senhor, vossos amigos anunciem vosso Reino glorioso.

— Ó Senhor, vossos amigos anunciem vosso Reino glorioso.

— Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, e os vossos santos com louvores vos bendigam! Narrem a glória e o esplendor do vosso reino e saibam proclamar vosso poder!

— Para espalhar vossos prodígios entre os homens e o fulgor de vosso reino esplendoroso. O vosso reino é um reino para sempre, vosso poder, de geração em geração.

— Que a minha boca cante a glória do Senhor e que bendiga todo ser seu nome santo desde agora, para sempre e pelos séculos.

EVANGELHO: Jo 14,27-31a

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória

a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 27“Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; mas não a dou como o mundo. Não se perturbe nem se intimide o vosso coração. 28Ouvistes que eu vos disse: ‘Vou, mas voltarei a vós’. Se me amásseis, ficaríeis alegres porque vou para o Pai, pois o Pai é maior do que eu. 29Disse-vos isto, agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis.

30Já não falarei muito convosco, pois o chefe deste mundo vem. Ele não tem poder sobre mim, 31amas, para que o mundo reconheça que eu amo o Pai, eu procedo conforme o Pai me ordenou”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Jesus ressuscitado vai partir, e antes de partir deixa recomendações àqueles que sairão pelo mundo formando comunidades unidas, de pessoas unidas entre si e com Jesus, na caridade. Ele vai partir, mas voltará no Espírito Santo. Antes, porém, ele nos deixa a sua paz, desejando que não haja medos em nossa vida. Ele deixa a paz, ele dá a sua paz, não como o mundo a dá, porque não se trata de qualquer paz, e sim da sua paz. “A minha paz vos dou. Minha paz eu dou a vocês não como o mundo dá.”

A

diferença não parece estar entre a paz de Cristo e a paz do mundo, mas no modo como é dada. “Não a dou como o mundo a dá.” Em que consiste a paz de Cristo? Na Carta aos Efésios está escrito que “Jesus é a nossa paz”. Certamente ele não é a paz do príncipe deste mundo. Ele “derrubou o muro que separa os povos” e “suprimiu em sua carne a inimizade”. Este é sem dúvida um modo diferente de dar a paz. A ausência de guerra não significa necessariamente presença da paz. Movidos pela inimizade, os inimigos estão sempre armados. Por isso, para que haja paz, Jesus suprime a inimizade e não o inimigo e a suprime em si mesmo, na entrega sacrifical do seu próprio corpo. Suprimindo em nós a inimizade, continuamos a obra de Jesus.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

“Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz. Não é à maneira do mundo que eu a dou. Não se perturbe, nem se atemorize o vosso coração.” Com esta certeza de que Cristo é Paz, vamos entrar em comunhão com sua Palavra e com a humanidade que tem sede de paz.

Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Apóstolos: eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz. Não olheis os nossos pecados, mas a fé que nos anima; dai-nos, segundo o vosso desejo, a paz e a unidade. Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo. Amém!

Leitura (Verdade)

Este é o momento de compreendermos o texto. Leia-o com calma e silenciosamente. Deixe que as palavras de Jesus toque seu coração como fez com a samaritana. Que seu amor e sua paz nutra nosso ser e nos transforme em apóstolos da paz.

“Um dos temas mais presente neste longo discurso de Jesus é a paz. Essa paz não se trata simplesmente de ausência de guerra. No mundo semítico, a paz compreende todo o bem-estar a que alguém pode aspirar. É a plenitude da graça e da bênção. A paz é dom do alto, mas também conquista. Uma das bem-aventuranças consagra os que constroem a paz. É graça, mas ela passa pelas nossas mãos. Não se trata de uma paz de estagnação, nem da paz dos vencidos, mas é fruto da luta. No passado se dizia: “Se queres a paz, prepara a guerra”. Centenas, milhares de guerras foram travadas, e a paz não veio. Na realidade, a paz é fruto da justiça. Perseguidos, injustiçados, os cristãos têm certeza da proteção divina contra o “chefe” deste mundo.”

Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim? Meu coração é aberto à paz que Jesus me oferece? Deixo-me guiar por sua luz, sua palavra? Acredito que “só Ele tem palavras de Vida eterna”? De que maneira esta passagem me compromete? O que ela me pede?

Oração (Vida)

“Ó Espírito Santo, dai-me um coração grande, aberto à vossa silenciosa e forte palavra inspiradora, fechado a todas as ambições mesquinhas, alheio a qualquer desprezível competição humana, compenetrado no sentido da santa Igreja. Um coração grande, desejoso de se tornar semelhante ao coração do Senhor Jesus.

Um coração grande e forte para amar a todos, para servir a todos, para sofrer por todos. Um coração grande e forte para superar todas as provações, todo tédio, todo cansaço, toda desilusão, toda ofensa. Um coração grande e forte, constante até o sacrifício, quando for necessário. Um coração cuja felicidade é palpitar com o coração de Cristo e cumprir, humilde e fielmente, a vontade do Pai. Amém” (Paulo VI).

Contemplação (Vida e Missão)

Que sentimentos invadem seu coração neste momento? Que propósito de vida nova surge dentro de você?

Bênção

O Senhor, Deus de amor e paz, habite em vossos corações, oriente os vossos passos e confirme os vossos corações em seu amor. Vá em paz e seja um mensageiro (a) da Boa Nova.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !