Oração diária Mestre, queremos ver um sinal

16ª Semana Comum – Ano Litúrgico C

18 de julho de 2016

ORAÇÃO DO DIA

Pai, dá-me simplicidade de coração para reconhecer que Jesus é teu Filho, enviado ao mundo para nos salvar. E que jamais eu exija sinais além dos que ele já realizou.

PRIMEIRA LEITURA: Mq 6,1-4.6-8

Leitura da Profecia de Miquéias – 1Ouvi o que diz o Senhor: “Levanta-te, convoca um julgamento perante os montes e faze com que as colinas ouçam tua voz”.
2Ouvi, montes, as razões do Senhor em juízo, escutai-o, fundamentos da terra; a pendência do Senhor é com seu povo, ele disputa em juízo contra Israel. 3“Povo meu, que é que te fiz? Em que te fui penoso? Responde-me. 4Eu te retirei da terra do Egito e te libertei da casa de servidão, e pus à tua frente Moisés, Aarão e Maria”.
6“Que oferta farei ao Senhor, digna dele, ao ajoelhar-me diante do Deus altíssimo? Acaso oferecerei holocaustos e novilhos de um ano? 7Acaso agradam ao Senhor carneiros aos milhares e torrentes de óleo? Porventura ofer¬taria eu o meu primogênito, por um crime meu, o fruto do meu sangue pelos pecados da minha vida?” 8Foi-te revelado, ó homem, o que é o bem, e o que o Senhor exige de ti: principalmente praticar a justiça e amar a misericórdia, e caminhar solícito com teu Deus. – Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 49

 — A todo homem que procede retamente, eu mostrarei a salvação que vem de Deus.
— A todo homem que procede retamente, eu mostrarei a salvação que vem de Deus.

— Reuni à minha frente os meus eleitos, que selaram a Aliança em sacrifícios! Testemunha o próprio céu seu julgamento, porque Deus mesmo é juiz e vai julgar.

— Eu não venho censurar teus sacrifícios, pois sempre estão perante mim teus holocaustos; não preciso dos novilhos de tua casa nem dos carneiros que estão nos teus rebanhos.

— Como ousas repetir os meus preceitos e trazer minha Aliança em tua boca? Tu que odiaste minhas leis e meus conselhos e deste as costas às palavras dos meus lábios!

— Diante disso que fizeste eu calarei? Acaso pensas que eu sou igual a ti? É disso que te acuso e repreendo e manifesto essas coisas aos teus olhos.

— Quem me oferece um sacrifício de louvor, este sim é que me honra de verdade. A todo homem que procede retamente, eu mostrarei a salvação que vem de Deus.

EVANGELHO: Mt 12,38-42

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

         Naquele tempo, 38alguns mestres da Lei e fariseus disseram a Jesus: “Mestre, queremos ver um sinal realizado por ti”. 39Jesus respondeu-lhes: “Uma geração má e adúltera busca um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal do profeta Jonas.
40Com efeito, assim como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim também o Filho do Homem estará três dias e três noites no seio da terra. 41No dia do juízo, os habitantes de Nínive se levantarão contra essa geração e a condenarão, porque se converteram diante da pregação de Jonas. E aqui está quem é maior do que Jonas. 42No dia do juízo, a rainha do Sul se levantará contra essa geração, e a condenará, porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão. E aqui está quem é maior do que Salomão”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Jesus diz não ter outro sinal a não ser o sinal de Jonas. O sinal de Jonas é o seu sinal e, sendo indicativo, onde ele acontece aí está Jesus. Jesus envolve-se com o sinal de Jonas. São Mateus une o sinal de Jonas com os dias da sepultura de Jesus, representada por Jonas no ventre do peixe. Se, porém, retirarmos do texto de Mateus a referência à sepultura de Jesus, o sinal estará na pregação seguida de conversão e não conversão genérica, mas específica, conversão social. Os ninivitas se convertem da violência que eles têm nas mãos, segundo o livro de Jonas. A conversão social é confirmada pela presença da Rainha do Sul no juízo final. O que vem fazer ela no juízo juntamente com os ninivitas? Ela foi a Jerusalém ver com que sabedoria Salomão governava o seu povo. Aí está Jesus, mais que Jonas e a Rainha, preocupado com o povo que sofre inseguro dentro de um sistema social, e esta geração, perversa e adúltera, não percebe nada e não se converte.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2016’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
A leitura orante é uma maneira de entrar em diálogo com Deus, que fala conosco por meio de sua Palavra. Nesse diálogo, aos poucos vamos conhecendo o mistério de Cristo e o coração de Deus. São Gregório Magno lembrava: “Conheço o coração de Deus por meio das Palavras de Deus”. Também nós, por meio da leitura, escuta e contemplação da Palavra, queremos conhecer o mistério de Cristo e o coração de Deus. Rezemos pedindo essa abertura: “Ó Espírito Santo, dai-nos um coração grande, aberto à vossa silenciosa e forte palavra inspiradora; fechado a todas as ambições mesquinhas, alheio a qualquer desprezível competição humana. Um coração grande, desejoso de se tornar semelhante ao Coração do Senhor Jesus!”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Leia-o e procure compreender em que contexto se dá a narrativa. Por que pedem que Jesus realize um sinal vindo do céu? Por que Jesus está sendo provado? Qual é a ação de Jesus? O que o sinal de Jonas nos lembra? Para os escribas e fariseus, tudo o que Jesus ensina e os seus atos de poder não são provas da sua identidade messiânica. O que eles pretendem é um sinal visível, entenda-se, fenômenos celestes extraordinários (16,1-4; cf. 4,5-7) que os dispensassem da dinâmica e do caminho próprio da fé. Jesus se recusa a ceder à tentação. Em primeiro lugar, o sinal de Jonas foi a sua palavra profética, ante a qual os ninivitas se converteram. Em segundo lugar, a menção do episódio de Jonas, que passou três dias e três noites no ventre do grande peixe (Jn 2,1), evoca a morte e ressurreição de Jesus. O mistério pascal do Cristo e toda a sua existência é sinal, por excelência, da divindade de Jesus. Os sinais que Jesus realiza exigem o engajamento da fé. A rainha de Sabá, uma pagã, tendo ouvido falar da fama do rei, de muito longe foi até Salomão para escutá-lo e se admirou de sua sabedoria (1Rs 10,1-13). A incredulidade dos escribas e fariseus os impede de reconhecerem que, em toda a vida de Jesus, o próprio Deus se dá a conhecer” (Reflexão de Pe. Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
= Silenciando mais uma vez, é o momento de relacionarmos o texto lido e refletido com a vida. Qual foi a palavra do texto que mais chamou sua atenção? Você também necessita de sinais para crer em Jesus? Para o cristão, toda a vida de Jesus é o sinal que nos remete a Deus. E uma canção do padre Zezinho, chamada “Se não fosse Jesus”, pode nos ajudar a rezar: “Se não fosse Jesus e este sonho insistente que ele plantou; se não fosse Jesus e o projeto exigente que nos deixou; se não fosse Jesus e os santos e santas que ele formou; a esperança de um mundo melhor seria muito pequena; a esperança de um mundo melhor seria menor. Se não fosse Jesus e esta ânsia de eterno que ele plantou; se não fosse Jesus e o projeto fraterno que nos deixou; se não fosse Jesus e as muitas verdades que ele gritou; a esperança de um mundo melhor seria muito pequena; a esperança de um mundo melhor seria menor.”

Oração (Vida)
Ofereça ao Senhor os frutos da sua oração, da sua meditação e da contemplação da Palavra. Apresente o desejo que brotou em seu coração e peça a graça de vivê-lo durante o dia. Reze também: “Senhor Jesus, que meus pensamentos se inspirem no Evangelho e se tornem fontes de vossa luz a iluminar meus irmãos. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você a partir da Palavra? Quais apelos você recebeu e quais compromissos deseja concretizar em sua vida?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém. – Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém. – Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém. – Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

[apss_share]