Oração diária Mestre, eu te seguirei aonde fores!

13ª Semana Comum – Ano Litúrgico C

27 de junho de 2016

ORAÇÃO DO DIA

Pai, confronta-me, cada dia, com as exigências do discipulado, e reforça minha disposição para enfrentá-las com a tua graça.

PRIMEIRA LEITURA:  Am 2,6-10.13-16

Leitura da Profecia de Amós – 6Isto diz o Senhor: “Pelos três crimes de Israel, pelos seus quatro crimes, não retirarei a palavra: porque eles vendem o justo por dinheiro e o indigente pelo preço de um par de chinelos; 7pisam, na poeira do chão, a cabeça dos pobres, e impedem o progresso dos humildes; filho e pai vão à mesma mulher, profanando meu santo nome; 8deitando-se junto a qualquer altar, usando roupas que foram entregues em penhor, bebem vinho à custa de pessoas multadas, na casa de Deus.
9Entretanto, eu tinha aniquilado, diante deles, os amorreus, homens espadaúdos como cedros e robustos como carvalhos, destruindo-lhes os frutos na ramada e arrancando-lhes as raízes. 10Fui eu que vos fiz sair da terra do Egito e vos guiei pelo deserto, durante quarenta anos, para ocupardes a terra dos amorreus.
13Pois bem, eu vos calcarei aos pés, como calca o chão a carroça carregada de feixes; 14o mais ágil não conseguirá fugir, o mais forte não achará força, o valente não salvará a vida; 15o arqueiro não resistirá de pé, o corredor veloz não terá pernas para escapar, nem se salvará o cavaleiro; 16o mais corajoso dentre os corajosos fugirá nu, naquele dia”, diz o Senhor. – Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 49

— Entendei isto, todos vós que esqueceis o Senhor Deus!
— Entendei isto, todos vós que esqueceis o Senhor Deus!

— “Como ousas repetir os meus preceitos e trazer minha Aliança em tua boca? Tu que odiaste minhas leis e meus conselhos e deste as costas às palavras dos meus lábios!
— Quando vias um ladrão, tu o seguias e te juntavas ao convívio dos adúlteros. Tua boca se abriu para a maldade e tua língua maquinava a falsidade.

— Assentado, difamavas teu irmão, e ao filho de tua mãe injuriavas. Diante disso que fizeste, eu calarei? Acaso pensas que eu sou igual a ti? É disso que te acuso e repreendo e manifesto essas coisas aos teus olhos.

— Entendei isto, todos vós que esqueceis Deus, para que eu não arrebate a vossa vida, sem que haja mais ninguém para salvar-vos! Quem me oferece um sacrifício de louvor, este sim é que me honra de verdade. A todo homem que procede retamente, eu mostrarei a salvação que vem de Deus”.

EVANGELHO: Mt 8,18-22

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 18vendo uma multidão ao seu redor, Jesus mandou passar para a outra margem do lago. 19Então um mestre da Lei aproximou-se e disse: “Mestre, eu te seguirei aonde quer que tu vás”.
20Jesus lhe respondeu: “As raposas têm suas tocas e as aves dos céus têm seus ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça”. 21Um outro dos discípulos disse a Jesus: “Senhor, permite-me que primeiro eu vá sepultar meu pai”. 22Mas Jesus lhe respondeu: “Segue-me, e deixa que os mortos sepultem os seus mortos”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Um escriba, alguém formado em letras e nas leis de Israel, se entusiasmou com Jesus e decidiu segui-lo. “Eu te seguirei aonde fores”, disse o escriba, tal era o seu entusiasmo. Não importa o lugar, eu irei com o senhor. Jesus simplesmente lhe diz para não se enganar nem esperar demais porque, ele, Jesus, não tinha nem onde repousar a cabeça. Se alguém quiser segui-lo, é seguir mesmo, com o espírito aberto e abnegado, sem nenhum interesse pessoal. Raposa tem toca, pássaro tem ninho, Jesus não tinha nada. É bem verdade quando se diz que devemos voltar ao evangelho senão Cristo não habita em nós, e nem nós nele. Com que facilidade nos distanciamos dele. Um outro também se dispôs a seguir Jesus, mas precisava antes enterrar seu pai que tinha falecido. Nada mais natural nem mais humano. Jesus, porém, lhe faz uma proposta radical: Segue-me, deixa que os mortos enterrem seus mortos. Não devemos entender as palavras do evangelho como preceitos que se multiplicam. São antes exemplos de como as coisas podem ser num discipulado radical e livre. Jesus não dá preceitos. Ele mostra caminhos. A radicalidade do seguimento exclui condições. Valem os exemplos: eu te seguirei se tiver um bom quarto, eu te seguirei depois do enterro de meu pai.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2016’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Neste momento de oração inicial, apresentemo-nos ao Senhor com tudo o que temos e somos, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!
Que o Espírito Santo nos ilumine para compreendermos a Palavra de Deus. “Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai, Senhor, o vosso Espírito, e tudo será criado, e renovareis a face da terra. Oremos: ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito, e gozemos sempre da sua consolação, por Cristo, Senhor nosso. Amém!”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto bíblico? “As raposas têm tocas e os pássaros do céu têm ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde repousar a cabeça” (Mt 8,58).
Permaneça em silêncio por alguns instantes e leia pausadamente o Evangelho de hoje, quantas vezes achar necessário, destacando os verbos e os personagens que aparecem na narrativa. Qual é o tema central do texto?

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você? Este é o momento da meditação, no qual você procura escutar o que o Senhor tem a lhe dizer. Leia novamente o texto bíblico e deixe-se tocar pela Palavra de Deus, procurando ligá-la à sua vida. É o Senhor que fala com você, por meio de sua Palavra; por isso, não se deixe distrair, mas permaneça com o Senhor, atento(a) àquilo que ele lhe diz.

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Neste momento de oração, aproxime-se do Senhor sem medo de abrir o seu coração e de contar-lhe o que se passa com você. Apresente também a Deus as realidades de seus irmãos e irmãs necessitados.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você a partir da Palavra? O que a Palavra o(a) levou a experimentar?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

[apss_share]