Liturgia diária, A tua fé te salvou - Lc 18,35-43

PRECISO MUITO TE AJUDA ! FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

O site acumula uma divida e diante a crise que todos estamos passando essa divida esta aumentando podendo até o site sair fora do ar.

Divida atual: R$ 2800,00
Valor arrecadado: R$ 849,00 (22/04/2021 - 07:30 - atualizaremos quando recebermos uma nova doação)

Peço se alguém puder ajudar com uma doação de qualquer valor, agradeço imensamente.

PIX CHAVE CELULAR: 19 987634283
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

OU

PIX CHAVE EMAIL: doacao@catequizar.com.br
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Quem não tem pix e puder doar por boleto esse é meu numero de WhatsApp 19 987634283 me chama e como forma de agradecimento dou acesso ao site missa com crianças que tem historinhas para catequese. Quem nao puder ajudar, peço oraçoes ! Deus abençoe a todos. Anderson

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Lc 18,35-43

A nossa fé nos salvará. Já não vemos Jesus como o povo o viu naquele tempo. Agora nós o vemos na fé.

Façamos a oração do dia: Pai, infunde em mim uma fé profunda como a do pobre cego, cujo desejo de ser curado por Jesus levou-o a se abrir para a verdadeira visão que leva à salvação.

33ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

Liturgia do dia 16 de novembro de 2020

PRIMEIRA LEITURA: Ap 1,1-4;2,1-5

Início do Livro do Apocalipse de São João – 1,1Revelação que Deus confiou a Jesus Cristo, para que mostre aos seus servos as coisas que devem acontecer em breve. Jesus as deu a conhecer, através do seu anjo, ao seu servo João. 2Este dá testemunho de que tudo quanto viu é palavra de Deus e testemunho de Jesus Cristo.

 3Feliz aquele que lê e aqueles que escutam as palavras desta profecia e também praticam o que nela está escrito. Pois o momento está chegando. 4João às sete Igrejas que estão na região da Ásia: A vós, graça e paz, da parte daquele que é, que era e que vem; da parte dos sete espíritos que estão diante do trono de Deus. 

2,1Ouvi o

Senhor que me dizia: Escreve ao anjo da Igreja que está em Éfeso: Assim fala aquele que tem na mão direita as sete estrelas, aquele que está andando no meio dos sete candelabros de ouro: 2Conheço a tua conduta, o teu esforço e a tua perseverança. Sei que não suportas os maus. Puseste à prova alguns que se diziam apóstolos e descobriste que não eram apóstolos, mas mentirosos. 

3És perseverante. Sofreste por causa do meu nome e não desanimaste. 4Todavia, há uma coisa que eu reprovo: abandonaste o teu primeiro amor. 5Lembra-te de onde caíste! Converte-te e volta à tua prática inicial. Se, pelo contrário, não te converteres, virei depressa e arrancarei o teu candelabro do seu lugar.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 1

— Ao vencedor concederei comer da Árvore da Vida.
— Ao vencedor concederei comer da Árvore da Vida.

— Feliz é todo aquele que não anda conforme os conselhos dos perversos; que não entra no caminho dos malvados, nem junto aos zombadores vai sentar-se; mas encontra seu prazer na lei de Deus e a medita, dia e noite, sem cessar.

— Eis que

ele é semelhante a uma árvore, que à beira da torrente está plantada; ela sempre dá seus frutos a seu tempo, e jamais as suas folhas vão murchar. Eis que tudo o que ele faz vai prosperar.

— Mas bem outra é a sorte dos perversos. Ao contrário, são iguais à palha seca espalhada e dispersada pelo vento. Pois Deus vigia o caminho dos eleitos, mas a estrada dos malvados leva à morte

EVANGELHO:  Lc 18,35-43

– O Senhor esteja convosco.
– Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas
– Glória a vós, Senhor.

35Quando Jesus se aproximava de Jericó, um cego estava sentado à beira do caminho, pedindo esmolas. 36Ouvindo a multidão passar, ele perguntou o que estava acontecendo. 37Disseram-lhe que Jesus Nazareno estava passando por ali. 38Então o cego gritou: “Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim!”

 39As pessoas que iam na frente mandavam que ele ficasse calado. Mas ele gritava mais ainda: “Filho de Davi, tem piedade

de mim!” 40Jesus parou e mandou que levassem o cego até ele. Quando o cego chegou perto, Jesus perguntou: 41“Que queres que eu faça por ti?” O cego respondeu: “Senhor, eu quero enxergar de novo”. 42Jesus disse: “Enxerga, pois, de novo. A tua fé te salvou”. 43No mesmo instante, o cego começou a ver de novo e seguia Jesus, glorificando a Deus. Vendo isso, todo o povo deu louvores a Deus.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

O caminho para Jerusalém lá está, mas só é caminho de verdade se alguém por ele caminhar. Jesus é o caminhante que dá sentido ao caminho que vai encurtando as distâncias. De tal modo a distância se encurtou que foi possível ouvir a voz que clamava: “Jesus, Filho de Davi, tem compaixão de mim”. Disseram ao cego que Jesus Nazareno estava passando. Esta é a visão cristã do mistério da encarnação. Ele fez caminho e veio até nós.

Desceu e nos encontrou na beira da estrada e ouviu nosso clamor. “Que queres que eu te faça?” O clamor é devolvido. Agora você decide. O que você quer que aconteça? Acredita mesmo que vai acontecer? O pedido não podia ser outro: “Que eu veja”. Seus olhos se abriram e ele viu. Viu Jesus de Nazaré e o seguiu. “A tua fé te salvou!” A nossa fé nos salvará. Já não vemos Jesus como o povo o viu naquele tempo. Agora nós o vemos na fé. Há, porém, um cego na beira do caminho. A esse podemos ver com nossos próprios olhos. Ele está por aí. Basta sair passando e fazendo caminho.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Para fazermos uma boa oração, é sempre importante nos colocarmos em atitude de silêncio. Procure, se possível, um ambiente que lhe favoreça esse silêncio. Iniciemos nossa oração em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

“Ó divino Espírito, ensina-me tudo quanto Jesus ensinou. Dá-me inteligência para entender; memória para lembrar; vontade dócil para praticar; coração generoso para corresponder aos teus convites. Amém.”

Leitura (Verdade)

Faça a leitura do Evangelho e destaque os verbos e os personagens que surgem durante a narrativa. “Jesus Nazareno está passando.” Essa foi a resposta dada ao cego que à beira do caminho pedia esmola e que, atento ao que acontecia ao seu redor, ouvindo o barulho da multidão, pergunta o que está acontecendo. Depois da pergunta do cego, o que acontece na narrativa? Quais palavras mais se repetem? Por que as pessoas tentam calar os gritos do cego? Qual elemento foi fundamental para que Jesus realizasse sua cura?

“Nos poeirentos caminhos da Palestina, muitos cegos cruzaram por Jesus. Os Evangelhos nos falam de dois tipos de cegos. Uns têm olhos, mas não querem ver; outros, fisicamente cegos, imploram a visão.

O cego de hoje pertence ao segundo grupo. Foi informado que Jesus passava pelo seu caminho e aproveitou a oportunidade. Sua oração é simples e tocante: “Senhor, que eu veja!” Alheios ao drama, muitos quiseram silenciá-lo. Mas ele insistiu e sua coragem foi recompensada duplamente: ele começou a ver e a seguir Jesus pelo caminho.

A cegueira empobrece a pessoa, mas não deve ser motivo de marginalização. Ir à luta é o compromisso de todos, pois todos somos limitados e todos devemos apoiar-nos na superação das dificuldades.” 

Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim? Qual ensinamento a Palavra de Deus me revela hoje? Quais são as cegueiras pelas quais eu percebo estar envolvido(a)?

Oração (Vida)

O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? De quais cegueiras você deseja ser curado(a)? Aproxime-se do Senhor Jesus sem medo e faça a sua oração, pois Ele está sempre atento ao nosso grito e também nos pergunta: “Que queres que eu te faça?”. Com a mesma fé do homem cego, peçamos: “Meu Mestre, que eu veja!” Reze com fé ao Mestre Divino e apresente-lhe suas preces e as intenções de seus irmãos e irmãs.

Contemplação (Vida e Missão)

Buscar na Palavra a luz para nossa caminhada. Ir à luta é o compromisso de todos, pois todos somos limitados e todos devemos apoiar-nos na superação das dificuldades. Como quero praticar isso hoje?

Bênção

  • O Senhor Deus nosso Pai esteja sempre conosco.
  • Ele está no meio nós.

Oremos: “Senhor nosso Deus, Que enviastes Vosso Filho ao mundo Para curar as nossas enfermidades, Levar sobre Si as nossas dores, Redimir nossos pecados e Nos dar a Vida Eterna que vem de Vós, Tendes Piedade de nós!

Deus Misericordioso, Que cuida de todas as Vossas Criaturas, Atendei as nossas suplicas, e Segundo a Vossa Vontade, Protegei o Vosso Povo, Oprimido por essa doença terrível. Guardai e mantenhais a saúde daqueles Que não contraíram essa doença e Dai Senhor, aos que a contraíram, Paciência fortalecida, fé renovada e A cura desse mal, Para que todos nós desfrutemos De plena e duradoura saúde! Por Jesus Cristo nosso Senhor.” Amém.

Todo o Louvor, toda a Honra, toda a Gratidão, Toda a Fé, toda a Confiança, Toda a Adoração e toda a Glória Sejam dadas aos Senhor nosso Deus, Agora e para sempre! Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo! Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui