Liturgia diária, Multiplicação dos pães e peixes - Mt 15,29-37
Faça uma doação de qualquer valor e ajude a manter o site no ar !

PIX CHAVE EMAIL: doacao@catequizar.com.br
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mt 15,29-37

A multidão com fome continua atrás de milagres. O que fez Jesus? Sensibilizou-se e multiplicou sete pães e alguns peixinhos.

Façamos a oração do dia: Pai, a acolhida que teu Filho Jesus me dispensa deve mudar profundamente o meu coração. Que eu seja transformado por ele e me torne mais disponível para ti.

1ª Semana do Advento – Ano Litúrgico A

Liturgia do dia 02 de dezembro de 2020

PRIMEIRA LEITURA: Is 25,6-10a

Leitura do Livro do Profeta Isaías – Naquele dia, 6o Senhor dos exércitos dará neste monte, para todos os povos, um banquete de ricas iguarias, regado com vinho puro, servido de pratos deliciosos e dos mais finos vinhos.

7Ele removerá, neste monte, a ponta da cadeia que ligava todos os povos, a teia em que tinha envolvido todas as nações. 8O Senhor Deus eliminará para sempre a morte e enxugará as lágrimas de todas as faces e acabará com a desonra do seu povo em toda a terra; o Senhor o disse.

9Naquele dia, se dirá: “Este é o nosso Deus, esperamos nele, até que nos salvou; este é o Senhor, nele temos confiado: vamos alegrar-nos e exultar por nos ter salvo”. 10aE a mão do Senhor repousará sobre

este monte.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 23(22)

— Na casa do Senhor habitarei pelos tempos infinitos.
— Na casa do Senhor habitarei pelos tempos infinitos.

— O Senhor é o pastor que me conduz; não me falta coisa alguma. Pelos prados e campinas verdejantes ele me leva a descansar. Para as águas repousantes me encaminha, e restaura as minhas forças.

— Ele me guia no caminho mais seguro, pela honra do seu nome. Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, nenhum mal eu temerei. Estais comigo com bastão e com cajado, eles me dão a segurança!

— Preparais à minha frente uma mesa, bem à vista do inimigo; com óleo vós ungis minha cabeça e o meu cálice transborda.

— Felicidade e todo bem hão de seguir-me, por toda a minha vida; e, na casa do Senhor, habitarei pelos tempos infinitos.

EVANGELHO:  Mt 15,29-37

– O Senhor esteja convosco.
– Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus
– Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 29Jesus foi para as margens do mar da Galileia, subiu a montanha, e sentou-se.30Numerosas multidões aproximaram-se dele,

levando consigo coxos, aleijados, cegos, mudos, e muitos outros doentes. Então os colocaram aos pés de Jesus. E ele os curou. 31O povo ficou admirado, quando viu os mudos falando, os aleijados sendo curados, os coxos andando e os cegos enxergando. E glorificaram o Deus de Israel.

32Jesus chamou seus discípulos e disse: “Tenho compaixão da multidão, porque já faz três dias que está comigo, e nada tem para comer. Não quero mandá-los embora com fome, para que não desmaiem pelo caminho”.

33Os discípulos disseram: “Onde vamos buscar, neste deserto, tantos pães para saciar tão grande multidão?” 34Jesus perguntou: “Quantos pães tendes?” Eles responderam: “Sete, e alguns peixinhos”. 35E Jesus mandou que a multidão se sentasse pelo chão. 36Depois pegou os sete pães e os peixes, deu graças, partiu-os, e os dava aos discípulos, e os discípulos, às multidões. 37Todos comeram, e ficaram satisfeitos; e encheram sete cestos com os pedaços que sobraram.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Jesus, o Verbo de Deus encarnado,

veio humanizar nosso mundo. Aparentemente fracassou, porque o puseram na cruz. O fracasso parece perdurar porque nada mudou desde aqueles tempos até os dias de hoje. A multidão com fome continua atrás de milagres. O que fez Jesus? Sensibilizou-se e multiplicou sete pães e alguns peixinhos. Outros, em nome dele, tiram proveito pessoal da multidão desnorteada. Outros, ainda, dizem: “Não é problema meu”, ou “o assunto não é religioso!”. E eu, o que penso, o que faço, o que digo? Há gente, movida pelo Espírito, que sabe tomar iniciativa. Já ouviram falar em Irmã Dulce da Bahia, Madre Teresa de Calcutá, Irmã Emmanuelle do Cairo?

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Numerosa multidão foi ao encontro de Jesus para ser curada de suas enfermidades. O Mestre, cheio de compaixão, acolheu a todos, restituiu a saúde aos doentes e os alimentou.

Em nossa oração, peçamos: “Pai, a acolhida que teu Filho Jesus me dispensa deve mudar profundamente o meu coração. Que eu seja transformado(a) por Ele e me torne mais disponível para ti. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto? Faça uma leitura atenta e detenha-se em alguns elementos presentes na narrativa.
“Em Caná, os serviçais providenciaram a água; agora Jesus utiliza sete pães e alguns peixinhos. Esta é a nossa tarefa. Transformar a água em vinho e multiplicar o pão são obras suas.

Mesmo limitados, Jesus quer que sejamos seus parceiros. Depois que tivermos feito a nossa parte, Jesus completa a obra. Na Missa, a comunidade oferece um pouco de pão e um pouco de vinho. É a nossa possibilidade. A partir daí ele os transforma em seu Corpo e Sangue. Nunca podemos cruzar os braços porque pouco podemos.

Esse pouco, marcado pela disponibilidade, é o que o Senhor pede para a caminhada do Reino. Este Reino não é obra nossa, não é construído por nós, apenas acolhido. O Reino é dele e ele nos quer como parceiros.

Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim?
Neste segundo passo da leitura orante, aproxime-se do Evangelho e leia-o novamente. Durante a leitura, deixe-se conduzir pela Palavra e escute, com bastante atenção, a voz do Senhor, que fala com você por meio dela. Procure identificar o caminho que Ele lhe indica

Oração (Vida)

Ao Senhor entregamos a nossa vida e este novo dia. A Ele confiamos as pessoas que amamos e todas aquelas com as quais partilharemos a vida. Agradeçamos ao Senhor seus ensinamentos.

Conclua com a oração: “Jesus Mestre, agradeço as luzes que me destes nesta meditação. Perdoai-me pelos limites que me impediram de fazê-la melhor. Ofereço-vos a resolução que tomei e que espero viver, pela vossa graça. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)

Quais apelos esta oração lhe provocou? Quais compromissos deseja concretizar em sua vida? Advento é um tempo de solidariedade. Partilhar com alegria o pouco que temos pode ser uma proposta concreta.

Bênção

Abençoe-nos o Deus bondoso que se revela aos pequeninos. Em sua misericórdia nos dê a graça de caminhar com alegria ao encontro de Jesus que vem para nos salvar. Abençoe-nos o Pai, o Filho, o Espírito Santo. Amém.

  • O Senhor Deus nosso Pai esteja sempre conosco.
  • Ele está no meio nós.

Oremos: “Senhor nosso Deus, Que enviastes Vosso Filho ao mundo Para curar as nossas enfermidades, Levar sobre Si as nossas dores, Redimir nossos pecados e Nos dar a Vida Eterna que vem de Vós, Tendes Piedade de nós!

Deus Misericordioso, Que cuida de todas as Vossas Criaturas, Atendei as nossas suplicas, e Segundo a Vossa Vontade, Protegei o Vosso Povo, Oprimido por essa doença terrível. Guardai e mantenhais a saúde daqueles Que não contraíram essa doença e Dai Senhor, aos que a contraíram, Paciência fortalecida, fé renovada e A cura desse mal, Para que todos nós desfrutemos De plena e duradoura saúde! Por Jesus Cristo nosso Senhor.” Amém.

Todo o Louvor, toda a Honra, toda a Gratidão, Toda a Fé, toda a Confiança, Toda a Adoração e toda a Glória Sejam dadas aos Senhor nosso Deus, Agora e para sempre! Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo! Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui