Oração diária, Jesus cura a filha da mulher siro-fenícia - Mc 7,24-30

5ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

13 de fevereiro de 2020

Deseja ler a liturgia diária do dia 12 de fevereiro Clique aqui

ORAÇÃO DO DIA

Pai, cria em meu coração uma fé profunda como a da mulher pagã que demonstrou total confiança em Jesus. Por isso, foi atendida por ele.

PRIMEIRA LEITURA: 1Rs 11,4-13

Leitura do Primeiro Livro dos Reis

4Quando Salomão ficou velho, suas mulheres desviaram o seu coração para outros deuses e seu coração já não pertencia inteiramente ao Senhor, seu Deus, como o do seu pai Davi. 5Salomão prestou culto a Astarte, deusa dos sidônios, e a Melcom, ídolo dos amonitas. 6Ele fez o que desagrada ao Senhor e não lhe foi inteiramente fiel, como seu pai Davi.
7Foi então que Salomão construiu um santuário para Camos, ídolo de Moab, no monte que está defronte de Jerusalém, e para Melcom, ídolo dos amonitas. 8Fez o mesmo para todas as suas mulheres estrangeiras, as quais queimavam incenso e ofereciam sacrifícios aos seus deuses. 9Então o Senhor irritou-se contra Salomão, porque o seu coração tinha-se desviado do Senhor, Deus de Israel, que lhe tinha aparecido duas vezes 10e lhe proibira expressamente seguir a outros deuses. Mas ele não obedeceu à ordem do Senhor.
11E o Senhor disse a Salomão: “Já que procedeste assim, e não guardaste a minha aliança, nem as leis que te prescrevi, vou tirar-te o reino e dá-lo a um teu servo. 12Mas, por amor de teu pai Davi, não o farei durante a tua vida; é da mão de teu filho que o arrebatarei. 13Não te tirarei o reino todo, mas deixarei ao teu filho uma tribo, por consideração para com meu servo Davi e para com Jerusalém, que escolhi”.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 106(105) 

          — Lembrai-vos, ó Senhor, de mim lembrai-vos, segundo o amor que demonstrais ao vosso povo!
— Lembrai-vos, ó Senhor, de mim lembrai-vos, segundo o amor que demonstrais ao vosso povo!

— Felizes os que guardam seus preceitos e praticam a justiça em todo o tempo! Lembrai-vos, ó Senhor, de mim, lembrai-vos, pelo amor que demonstrais ao vosso povo!

— Misturaram-se, então, com os pagãos, e aprenderam seus costumes depravados. Aos ídolos pagãos prestaram culto, que se tornaram armadilha para eles;

— Pois imolaram até mesmo os próprios filhos, sacrificaram suas filhas aos demônios. Acendeu-se a ira de Deus contra o seu povo, e o Senhor abominou a sua herança.

EVANGELHO: Mc 7,24-30

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Marcos.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 24Jesus saiu e foi para a região de Tiro e Sidônia. Entrou numa casa e não queria que ninguém soubesse onde ele estava. Mas não conseguiu ficar escondido.
25Uma mulher, que tinha uma filha com um espírito impuro, ouviu falar de Jesus. Foi até ele e caiu a seus pés. 26A mulher era pagã, nascida na Fenícia da Síria. Ela suplicou a Jesus que expulsasse de sua filha o demônio. 27Jesus disse: “Deixa primeiro que os filhos fiquem saciados, porque não está certo tirar o pão dos filhos e jogá-lo aos cachorrinhos”.
28A mulher respondeu: “É verdade, Senhor; mas também os cachorrinhos, debaixo da mesa, comem as migalhas que as crianças deixam cair”.
29Então Jesus disse: “Por causa do que acabas de dizer, podes voltar para casa. O demônio já saiu de tua filha”. 30Ela voltou para casa e encontrou sua filha deitada na cama, pois o demônio já havia saído dela.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Jesus vai à região de Tiro, que hoje faz parte do Líbano. Entra numa casa, mas não quer que saibam onde ele está. Na realidade, ele não consegue ficar escondido. Sempre descobrem onde ele está. Jesus não busca aparecer. Ele se oculta na multidão. Está no meio de nós e é um conosco. Mas um milagre vai acontecer em favor de uma senhora pagã e de sua filha possuída por um espírito impuro. Possessão diabólica ou uma enfermidade atribuída ao demônio, pai de todos os males. A mulher tinha muita fé, acreditava no poder de Jesus e pediu com muita humildade. Jesus a atende. Antes, porém, Jesus enuncia um princípio: primeiro os judeus, depois os outros. Não tirar o pão dos filhos e atirá-lo aos cãezinhos. Jesus é fantástico! Aceita os princípios, mas não se prende a eles. O princípio não é negado. É colocado a serviço do ser humano. Antes de serem judias ou pagãs, a mulher e sua filha são seres humanos. Valem o sangue de Jesus.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Abra seu coração e predisponha sua mente, a fim de acolher as bênçãos e as graças deste momento de oração. Invoque o Espírito Santo com a oração:
“Ó Espírito santo, amor do Pai e do Filho, inspirai-me sempre o que devo pensar, o que devo dizer, o que devo calar o que devo escrever, como devo agir, o que devo fazer para obter a vossa glória, o bem das pessoas e a minha própria santificação. Amém.”

Leitura (Verdade)
Relei-a o Evangelho e observe a atitude desta mulher, mãe, que implora por sua filha com humildade e fé a ponto de converter o pensamento de Jesus. Imagine esta cena na qual o Mestre entra numa casa de seus conterrâneos e uma mulher estrangeira se joga aos seus pés. Como se dá o diálogo? Que atitude comove Jesus? O que significa para nós humanos uma migalha vinda do coração divino?
“Os judeus e os próprios apóstolos acreditavam que o Reino se destinava apenas a Israel. Jesus estava em território pagão e procurava manter-se escondido. Uma mulher pagã, com ousadia, aborda Jesus. Seus deuses não se importavam com o sofrimento humano. A primeira rejeição, por parte de Jesus, não é suficiente para desanimá-la. Os judeus se chamavam filhos e desprezavam todos os “cachorrinhos”, isto é, os pagãos. Passando por cima da descriminação, a mulher mostra-se disposta a aceitar as “migalhas”. E recebe muito mais. Com a cura da filha, Jesus sinaliza o fim das exclusões. O Reino não tem “reservas de marcado”. Está aberto a todas as pessoas que o procuram, sobretudo, aos que sofrem. “Viver a Palavra 2020- comentários: Frei Aldo Colombo – Paulinas Editora”.

Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? Qual palavra do texto encontrou sintonia com a minha vida, com as minhas atitudes? Quais sentimentos o texto provocou em mim? Procure sintetizar em poucas palavras o apelo que a Palavra de Deus despertou na sua oração. Permita alguns instantes de silêncio meditativo.

Oração (Vida)
“Senhor Jesus, tu és o Caminho. Em meio a sombras e luzes, alegrias e esperanças, tristezas e angustias, Tu nos levas ao Pai. Não nos deixes caminhar sozinhos. Fica conosco, Senhor!
Tu és as Verdade. Desperta nossas mentes e faze arder nossos corações sedentos de justiça e santidade. Ajuda-nos a sentir a beleza de crer em Ti. Fica conosco, Senhor!
Sustenta-nos em nossos sofrimentos, faze-nos solidários com os pobres, os oprimidos e excluídos. Fica conosco, Senhor!”

Contemplação (Vida e Missão)
Qual é o novo olhar que nasceu em mim a partir da Palavra?
Com a Palavra de Deus na mente e no coração, qual atitude me proponho a viver no dia de hoje?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.
    Paulinas

[apss_share]