Oração diária, Jesus acalma a tempestade - Mc 4,35-41

3ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

01 de fevereiro de 2020

Deseja ler a liturgia diária do dia 31 de janeiroClique aqui

ORAÇÃO DO DIA

Pai, concede-me uma fé profunda que permita manter-me sereno em meio às tribulações desta vida, certo de que está comigo o Senhor.

PRIMEIRA LEITURA: 2Sm 12,1-7a.10-17

Leitura do Segundo Livro de Samuel

Naqueles dias, 1o Senhor mandou o profeta Natã a Davi. Ele foi ter com o rei e lhe disse: “Numa cidade havia dois homens, um rico e outro pobre. 2O rico possuía ovelhas e bois em grande número. 3O pobre só possuía uma ovelha pequenina, que tinha comprado e criado. Ela crescera em sua casa junto com seus filhos, comendo do seu pão, bebendo do mesmo copo, dormindo no seu regaço. Era para ele como uma filha. 4Veio um hóspede à casa do homem rico, e este não quis tomar uma das suas ovelhas ou um dos seus bois para preparar um banquete e dar de comer ao hóspede que chegara. Mas foi, apoderou-se da ovelhinha do pobre e preparou-a para o visitante”. 5Davi ficou indignado contra esse homem e disse a Natã: “Pela vida do Senhor, o homem que fez isso merece a morte! 6Pagará quatro vezes o valor da ovelha, por ter feito o que fez e não ter tido compaixão”. 7aNatã disse a Davi: “Esse homem és tu! Assim diz o Senhor, o Deus de Israel: 10Por isso, a espada jamais se afastará de tua casa, porque me desprezaste e tomaste a mulher do hitita Urias para fazer dela a tua esposa. 11Assim diz o Senhor: Da tua própria casa farei surgir o mal contra ti e tomarei as tuas mulheres, sob os teus olhos, e as darei a um outro, e ele se aproximará das tuas mulheres à luz deste sol. 12Tu fizeste tudo às escondidas. Eu, porém, farei o que digo diante de todo o Israel e à luz do sol”. 13Davi disse a Natã: “Pequei contra o Senhor”. Natã respondeu-lhe: “De sua parte, o Senhor perdoou o teu pecado, de modo que não morrerás! 14Entretanto, por teres ultrajado o Senhor com teu procedimento o filho que te nasceu morrerá”. 15E Natã voltou para a sua casa. O Senhor feriu o filho que a mulher de Urias tinha dado a Davi e ele adoeceu gravemente. 16Davi implorou a Deus pelo menino e fez um grande jejum. E, voltando para casa, passou a noite deitado no chão. 17Os anciãos do palácio insistiam com ele para que se levantasse do chão; mas ele não o quis fazer nem tomar com eles alimento algum.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 51(50)

          — Criai em mim um coração que seja puro!
— Criai em mim um coração que seja puro!

— Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de novo um espírito decidido. Ó Senhor, não me afasteis de vossa face, nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!

— Dai-me de novo a alegria de ser salvo e confirmai-me com espírito generoso! Ensinarei vosso caminho aos pecadores, e para vós se voltarão os transviados.

— Da morte como pena, libertai-me, e minha língua exaltará vossa justiça! Abri meus lábios, ó Senhor, para cantar, e minha boca anunciará vosso louvor!

EVANGELHO: Mc 4,35-41

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Marcos.
          – Glória a vós, Senhor.

35Naquele dia, ao cair da tarde, Jesus disse a seus discípulos: “Vamos para a outra margem!” 36Eles despediram a multidão e levaram Jesus consigo, assim como estava na barca. Havia ainda outras barcas com ele. 37Começou a soprar uma ventania muito forte e as ondas se lançavam dentro da barca, de modo que a barca já começava a se encher. 38Jesus estava na parte de trás, dormindo sobre um travesseiro. Os discípulos o acordaram e disseram: “Mestre, estamos perecendo e tu não te importas?” 39Ele se levantou e ordenou ao vento e ao mar: “Silêncio! Cala-te!” O vento cessou e houve uma grande calmaria. 40Então Jesus perguntou aos discípulos: “Por que sois tão medrosos? Ainda não tendes fé?” 41Eles sentiram um grande medo e diziam uns aos outros: “Quem é este, a quem até o vento e o mar obedecem?”

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Jesus e os discípulos atravessam o lago de Genesaré. Entram nos barcos e passam para a outra margem, no território dos pagãos gerasenos. Os discípulos levam Jesus “do jeito como ele estava”. Observação interessante, que indica a simplicidade de Jesus e sua semelhança com as pessoas que o acompanham. Não sei como Jesus estava, mas é certo que não providenciaram nada de especial ou extraordinário para ele. Houve, então, uma tempestade. Jesus estava na popa do barco, “dormindo sobre um travesseiro”. Não só é simples e semelhante a nós em tudo, mas demonstra ser verdadeiro homem. Tem sono e dorme sobre um travesseiro. Os discípulos o acordaram com uma pergunta nervosa: “Não te importas que estejamos perecendo?”. Num gesto repentino e rápido, Jesus se mostra o Senhor da história. Fala com o vento e com o mar e manda que se calem. E fez-se grande calmaria. Jesus responde à pergunta dos discípulos com outra pergunta: “Por que sois tão medrosos? Ainda não tendes fé?”.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
“Por que sois tão medrosos? Ainda não tendes fé?” O Evangelho nos convida a sair da margem do medo, da insegurança e ter fé em Jesus, o Filho de Deus, sobretudo nos momentos de aflição.
“Divino Espírito Santo, amor eterno do Pai e do Filho, fortalece minha fé para que ela seja maior que minhas aflições. Amém”.
Rezo em silêncio a letra do canto:
Tu te abeiraste da praia
Não buscaste nem sábios nem ricos
Somente queres que eu te siga
Senhor, Tu me olhaste nos olhos
A sorrir, pronunciaste meu nome
Lá na praia, eu larguei o meu barco
Junto a Ti, buscarei outro mar
Tu sabes bem que em meu barco
Eu não tenho nem ouro nem espadas
Somente redes e o meu trabalho
Tu, minhas mãos solicitas
Meu cansaço que a outros descanse
Amor que almejas, seguir amando
Tu, pescador de outros lagos
Ânsia eterna de almas que esperam
Bondoso amigo que assim me chamas

Leitura (Verdade)
Leia o Evangelho com calma, atendo-se aos detalhes da cena narrada. Qual a mensagem central desse Evangelho? Quais questionamentos Jesus faz aos discípulos? Qual a reação dos discípulos diante da atitude de Jesus?
“Jesus convida os discípulos para passar à outra margem. É um convite para caminhar para o futuro. A travessia não é fácil. A tempestade e as ondas que arremetiam contra o barco criaram uma espécie de caos. Os discípulos começam a perder o controle da situação e Jesus está dormindo. O verbo conjurar é, quase sempre, reservado para os espíritos maus. Ele ordena que o mar feche a boca. O mar, símbolo do medo, é apresentado como possuído por um espírito impuro. O verbo levantar-se, usado em outras ocasiões, revela a autoridade de Jesus, que se coloca em ação. O perigo, representado pela tempestade, é acrescido pela falta de fé do grupo. Eles não têm ainda a visão clara do poder de Jesus e de sua autoridade.” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Qual é minha visão sobre a autoridade de Jesus? O que significa para mim passar para a outra margem? Como trabalho o meu medo? Creio que a fé dissipa todo o medo? Tenho consciência da presença de Jesus conduzindo minha vida? Quem é Jesus para mim?

Oração (Vida)
Jesus tu és o Mestre divino que se importa com minha vida. Abençoa-me, crie em mim a imunidade que só a fé pode me dar. Assim cuidado por você eu possa cuidar, da vida dos meus irmãos e irmãs mais indefesos. Jesus, Vida da minha vida eu te agradeço. Amém

Contemplação (Vida e Missão)
Contemplo o “mar” da minha vida e vejo, com o olhar da fé, Jesus dominando-o com seu amor. Sinto que um novo olhar me faz caminhar na fé.
Quais situações Jesus me pede para viver com fé?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas

[apss_share]