Faça uma doação de qualquer valor e ajude a manter o site no ar !

PIX CHAVE EMAIL: doacao@catequizar.com.br
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mt 21,28-32

É necessário avaliar a ligação da fé com a vida, a relação da nossa oração com nossas atitudes.

Façamos a oração do dia: Pai, quero ser para ti um filho que escuta a tua Palavra e se esforça para cumpri-la com sinceridade. Que a minha resposta a teu apelo não seja pura formalidade.

3ª Semana do Advento – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 15 de dezembro de 2020

PRIMEIRA LEITURA: Sf 3,1-2.9-13

Leitura da Profecia de Sofonias.

Assim fala o Senhor: 1“Ai de ti, rebelde e desonrada, cidade desumana. 2Ela não prestou ouvidos ao apelo, não aceitou a correção; não teve confiança no Senhor, nem se aproximou de seu Deus.

9Darei aos povos, nesse tempo, lábios purificados, para que todos invoquem o nome do Senhor e lhe prestem culto em união de esforços. 10Desde além-rios da Etiópia, os que me adoram, os dispersos do meu povo, me trarão suas oferendas.

11Naquele dia, não terás de envergonhar-te por causa de todas as tuas obras com que prevaricaste contra mim; pois eu afastarei do teu meio teus fanfarrões arrogantes, e não continuarás a fazer de meu santo monte motivo de tuas vanglórias.

12E deixarei entre vós um punhado de homens humildes e pobres”. E no

nome do Senhor porá sua esperança o resto de Israel. 13Eles não cometerão iniquidades nem falarão mentiras; não se encontrará em sua boca uma língua enganadora; serão apascentados e repousarão, e ninguém os molestará.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO  34(33)

— Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido.

— Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido.

— Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, seu louvor estará sempre em minha boca. Minha alma se gloria no Senhor; que ouçam os humildes e se alegrem!

— Contemplai a sua face e alegrai-vos, e vosso rosto não se cubra de vergonha! Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, e o Senhor o libertou de toda angústia.

— Mas ele volta a sua face contra os maus, para da terra apagar sua lembrança. Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta e de todas as angústias os liberta.

— Do coração atribulado ele está perto e conforta os de espírito abatido. Mas o Senhor liberta a vida dos seus servos, e castigado não será quem nele espera.

EVANGELHO:  Mt 21,28-32

– O Senhor esteja convosco.
– Ele está

no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus
– Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos chefes dos sacerdotes e aos anciãos do povo: 28“Que vos parece? Um homem tinha dois filhos. Dirigindo-se ao primeiro, ele disse: ‘Filho, vai trabalhar hoje na vinha!’ 29O filho respondeu: ‘Não quero’. Mas depois mudou de opinião e foi. 30O pai dirigiu-se ao outro filho e disse a mesma coisa. Este respondeu: ‘Sim, senhor, eu vou’. Mas não foi. 31Qual dos dois fez a vontade do pai?”

Os sumos sacerdotes e os anciãos do povo responderam: “O primeiro”. Então Jesus lhes disse: “Em verdade vos digo, que os publicanos e as prostitutas vos precedem no Reino de Deus. 32Porque João veio até vós num caminho de justiça, e vós não acreditastes nele. Ao contrário, os publicanos e as prostitutas creram nele. Vós, porém, mesmo vendo isso, não vos arrependestes para crer nele”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

João Batista continua em

cena. Jesus conta uma pequena parábola às autoridades do Templo, criticando-as diretamente. “João veio até vós, caminhando na justiça, e não acreditastes nele. Mas os publicanos e as prostitutas creram nele”. Ora, vendo que João conseguia converter pecadores públicos com sua pregação e sua atitude, os sacerdotes e os anciãos podiam parar e avaliar positivamente o trabalho de João, chegando talvez até à conversão.

Isso, porém, não aconteceu. Quem se considera justo acha que não precisa de conversão. Autoridade religiosa que se considera justa imagina que tem contato direto com Deus e nunca erra. Assim se explica a dificuldade das teocracias. Governantes religiosos sentam-se no trono de Deus e governam com autoridade divina.

Assim pensam eles, mas não o povo. Entendendo o Reino de Deus como o céu, as prostitutas e os cobradores de impostos estão precedendo os sacerdotes e os anciãos do povo, que estão sendo deixados para trás. A advertência vale para todos os cristãos de hoje em relação aos não cristãos e aos considerados pecadores.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Silenciando o coração, repita algumas vezes a oração: “Jesus Mestre, iluminai minha mente, movei meu coração, para que esta meditação produza em mim frutos de vida. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto bíblico? Leia o Evangelho com bastante atenção quantas vezes julgar necessário. Destaque os verbos e os personagens que aparecem na narrativa e repita as palavras que lhe chamaram atenção. Recorde outros textos que possam ajudá-lo(a) na compreensão deste e procure identificar o tema central do Evangelho.

“Esta parábola tem um endereço certo. Jesus visitou o Templo de Jerusalém e foi questionado pelos sumos sacerdotes e anciãos do povo sobre sua autoridade. E eles mesmos tiveram de avaliar as duas propostas e admitir que o primeiro filho fez a vontade do Pai. É a legião dos publicanos, prostitutas e pecadores de todo tipo que refizeram suas escolhas.

O outro filho representa as elites religiosas, que tudo conheciam e que colocavam a si mesmos como modelos. Sua vida religiosa era apenas intelectual: diziam, ensinavam, mas não faziam. Todos somos convidados a reler nossa vida à luz desta parábola. É necessário avaliar a ligação da fé com a vida, a relação da nossa oração com nossas atitudes.” 

Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim?
Como são minhas atitudes? Digo sim, mas não vou, não faço? Ser cristão é ser resposta de adesão a Cristo. A parábola é clara: não basta falar é preciso fazer, ser coerente.

Oração (Vida)

O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Aproxime-se do Senhor, Deus de amor e bondade, e faça a sua oração. Apresente suas intenções e preocupações ao Senhor…

Vamos pedir a Deus que continue insistindo conosco mesmo quando resistimos, somos lentos em responder aos seus apelos e convites.

Contemplação (Vida e Missão)

Qual novo olhar nasceu em você, a partir da palavra? Quais compromissos você deseja concretizar em sua vida?

Bênção

Sejas bendito, Príncipe da Paz, Senhor sempre fiel às tuas promessas e a aliança de amor, porque em Cristo, teu Filho, iluminastes a nossa vida com o esplendor da tua presença. Concede-nos acolher a tua luz e tornar essa celebração de Natal uma aproximação de tua paz e de teu amor em nossas vidas.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui