Liturgia diária - Mc 5,21-43

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Mc 5,21-24.35b-43

Mesmo em situações desesperadoras Deus faz sempre a vida prevalecer, especialmente quando o ser humano dá a sua adesão de fé e confiança.

Façamos a oração do dia: Senhor Jesus, deixa-me saciar da fonte da vida que jorra de ti, para que seja curado tudo que em mim é enfermidade.

13º Domingo do Tempo Comum – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 27 de junho de 2021

PRIMEIRA LEITURA:  Sb 1,13-15, 2,23-24  

Leitura do Livro da Sabedoria:

13Deus não fez a morte, nem tem prazer com a destruição dos vivos. 14Ele criou todas as coisas para existirem, e as criaturas do mundo são saudáveis: nelas não há nenhum veneno de morte, nem é a morte que reina sobre a terra: 15pois a justiça é imortal.

2,23Deus criou o homem para a imortalidade e o fez à imagem de sua própria natureza; 24foi por inveja do diabo que a morte entrou no mundo, e experimentam-na os que a ele pertencem.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

SALMO 30(29)

— Eu vos exalto, ó Senhor,/ pois me livrastes/ e preservastes minha vida da morte!

— Eu vos exalto, ó Senhor,/ pois me livrastes/ e preservastes minha vida da morte!

— Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livrastes,/ e não deixastes rir de mim meus inimigos!/ Vós tirastes minha alma dos abismos/ e me salvastes,/ quando estava já morrendo!

Cantai salmos ao Senhor, povo fiel,/ dai-lhe graças e invocai seu santo nome!/ Pois sua ira dura apenas um momento,/ mas sua bondade permanece a vida inteira;/ se à tarde vem o pranto visitar-nos,/ de manhã vem saudar-nos a alegria.

— Escutai-me, Senhor Deus, tende piedade!/ Sede, Senhor, o meu abrigo protetor!/ Transformastes o meu pranto em uma festa,/ Senhor meu Deus, eternamente hei de louvar-vos!

SEGUNDA LEITURA: 2Cor 8,7.9.13-15  

Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios:

Irmãos: 7Como tendes tudo em abundância – fé, eloquência, ciência, zelo para tudo, e a caridade de que vos demos o exemplo – assim também procurai ser abundantes nesta obra de generosidade.

9Na verdade, conheceis a generosidade de nosso Senhor Jesus Cristo: de rico que era, tornou-se pobre por causa de vós, para que vos torneis ricos, por sua pobreza. 13Não se trata de vos colocar numa situação aflitiva para aliviar os outros; o que se deseja é que haja igualdade.

14Nas atuais circunstâncias, a vossa fartura supra a penúria deles e, por outro lado, o que eles têm em abundância venha suprir a vossa carência. Assim haverá igualdade, como está escrito: 15“Quem

recolheu muito não teve de sobra e quem recolheu pouco não teve falta”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

EVANGELHO: Mc 5,21-24.35b-43

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 21Jesus atravessou de novo, numa barca, para a outra margem. Uma numerosa multidão se reuniu junto dele, e Jesus ficou na praia. 22Aproximou-se, então, um dos chefes da sinagoga, chamado Jairo. Quando viu Jesus, caiu a seus pés, 23e pediu com insistência: “Minha filhinha está nas ultimas. Vem e põe as mãos sobre ela, para que ela sare e viva!” 24Jesus então o acompanhou. Uma numerosa multidão o seguia e o comprimia.

25Ora, achava-se ali uma mulher que, há doze anos, estava com uma hemorragia; 26tinha sofrido nas mãos de muitos médicos, gastou tudo o que possuía, e, em vez de melhorar, piorava cada vez mais. 27Tendo

ouvido falar de Jesus, aproximou-se dele por detrás, no meio da multidão, e tocou na sua roupa. 28Ela pensava: “Se eu ao menos tocar na roupa dele, ficarei curada”. 29A hemorragia parou imediatamente, e a mulher sentiu dentro de si que estava curada da doença.

30Jesus logo percebeu que uma força tinha saído dele. E, voltando-se no meio da multidão, perguntou: “Quem tocou na minha roupa?”

31Os discípulos disseram: “Estás vendo a multidão que te comprime e ainda perguntas: ‘Quem me tocou?’”

32Ele, porém, olhava ao redor para ver quem havia feito aquilo. 33A mulher, cheia de medo e tremendo, percebendo o que lhe havia acontecido, veio e caiu aos pés de Jesus, e contou-lhe toda a verdade.

34Ele lhe disse: “Filha, a tua fé te curou. Vai em paz e fica curada dessa doença”. 35Ele estava ainda falando, quando chegaram alguns da casa do chefe da sinagoga, e disseram a Jairo:  “Tua filha morreu. Por que ainda incomodar o mestre?” 36Jesus ouviu a notícia e disse ao chefe da sinagoga: “Não tenhas medo. Basta ter fé!” 37E não deixou que ninguém o acompanhasse, a não ser Pedro, Tiago e seu irmão João.

38Quando chegaram à casa do chefe da sinagoga, Jesus viu a confusão e como estavam chorando e gritando. 39Então, ele entrou e disse: “Por que essa confusão e esse choro? A criança não morreu, mas está dormindo”. 40Começaram então a caçoar dele. Mas, ele mandou que todos saíssem, menos o pai e a mãe da menina, e os três discípulos que o acompanhavam. Depois entraram no quarto onde estava a criança. 41Jesus pegou na mão da menina e disse: “Talitá cum” – que quer dizer: “Menina, levanta-te!” 42Ela levantou-se imediatamente e começou a andar, pois tinha doze anos. E todos ficaram admirados. 43Ele recomendou com insistência que ninguém ficasse sabendo daquilo. E mandou dar de comer à menina.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

“Alma minha gentil, que te partiste tão cedo desta vida, descontente, repousa lá no céu eternamente e viva eu cá na terra sempre triste.” Camões pede a Deus que o leve para ver aquela que ele amou com amor ardente e puro. Quanta aflição nos corações quando alguém parte.

Quanta aflição no coração de Jairo. Sua filhinha estava nas últimas. Correu e suplicou a Jesus: “Impõe as mãos sobre ela para que fique curada e viva”. Ela dorme, disse Jesus à multidão aflita. “Não tenhas medo. Somente crê. Por que chorais? A menina não morreu. Ela dorme.” Dorme, porque a morte é um sono, mesmo se profundo, ou dorme porque dormia como dormem os mortais. “Deus não fez a morte”, diz a Sabedoria. Não lhe agrada a destruição dos vivos.

Ele é a “existência” e quer que todos existam, quer suas criaturas saudáveis. “Foi por inveja do diabo que a morte entrou no mundo. Experimentam-na os que a ele pertencem.” Como a ele não queremos pertencer, professamos nossa fé dizendo no prefácio dos mortos: “Senhor, para os que creem em vós, a vida não é tirada, mas transformada. E, desfeito o nosso corpo mortal, nos é dado, nos céus, um corpo imperecível”. “Talita cum”, disse Jesus em aramaico.

A menina se levantou, como nos levantaremos todos ao despertarmos do sono da morte. Na sua sensibilidade sempre muito humana, Jesus mandou que dessem de comer à menina, que já estava com seus doze anos. É possível ressuscitar como é possível curar-se de um fluxo de sangue e de qualquer outra enfermidade. Os milagres de Jesus são sinais dessa possibilidade. Para Deus nada é impossível, nem mesmo é impossível nossa vontade de com ele cooperar.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2021’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

13º Domingo do Tempo Comum. “O cuidado de Deus com a vida e o senhorio sobre ela é o tema central da Liturgia da Palavra de hoje. Mesmo em situações desesperadoras, quando a morte parece imperar, Deus faz brilhar a sua luz, fazendo sempre a vida prevalecer, especialmente quando o ser humano dá a sua adesão de fé e confiança.” (LDC)

Rezemos: “Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que Ele nos conceda a vida e nos ensine a plenitude da verdade. Que nele encontremos a salvação, a felicidade e a plenitude de amor. Amém.”

Leitura (Verdade)

O Evangelho nos mostra que Deus quer e ama a vida. Leia o Evangelho com esta perspectiva. Quem se aproxima de Jesus? Multidão, homem, mulher, menina… Como se aproximam de Jesus? O que querem dele?

“Na visão da fé, a doença e a morte significam a derrota da Criação. Não fomos feitos para morrer. A morte é consequência do pecado. Jesus veio para derrubar todas as barreiras, inclusive, a da morte. Para o cristão, a morte é lançar-se nos braços do Pai. Mesmo assim, ela desestabiliza, mesmo os que têm fé. Mas a morte não tem a última palavra. Jesus é o Senhor da Vida. As curas de Jesus não pretendiam ser mostras do seu poder. Ele queria demonstrar que o mal estava sendo expulso do mundo. Diante da doença, o cristão é desafiado: “Não tenhas medo, somente crê”. Marcos revela um detalhe: Jesus tomou a menina pela mão e disse: “Levanta-te”. A doença, que Deus não quer, costuma ser tempo de amadurecimento na fé.”

Meditação (Caminho)

O que a Palavra me comunica neste dia? Que luz Jesus me revela, com sua pessoa e sua mensagem?
“Não tenhas medo, somente crê”. Como está minha fé?
O centurião prostrou-se aos pés de Jesus. A mulher toca as vestes de Jesus. Com que atitude interior e exterior me aproximo do Deus da vida?

Oração (Vida)

Em Deus, nosso Pai encontramos a vida e a esperança da cura e da salvação. Deixe seu coração falar com Deus como o centurião e a mulher falaram com Jesus. Não tenha medo, mas fé. Creia e reze por tantas pessoas que precisam deixar-se tocar por Deus.

“Senhor, perdoa-me por todos os momentos em que vacilei e duvidei da tua presença ao meu lado. perdoa-me por todas as vezes que não confiei em teus cuidados. Perdoa-me por ter permitido que a angústia tomasse conta do meu coração.
Toca, Senhor, com teu amor em meu coração angustiado, transforma as situações que me deixam sobressaltado(a). Acalma a angústia que estou sentindo e enche-me com tua paz. Renova, Senhor, as minhas forças.
Que eu possa perceber tua presença em cada momento de minha vida. Preciso de ti, Senhor. Vem em meu auxílio.
Obrigado(a) Senhor, por se importar comigo.
Obrigado(a) Senhor, por ouvir meu clamor.
Obrigado(a) Senhor, pela tua misericórdia.
Que eu possa permanecer firme na fé. Amém” ( mensagens e orações dia a dia – Paulinas)

Contemplação (Vida e Missão)

Ele faz brilhar a luz e a vida imperecíveis. De que forma você deseja colocar em prática os apelos que a Palavra de Deus lhe revelou?

Bênção

“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.” (Filipenses 4,8).

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !