Liturgia diária Mantenha-se em permanente vigilância e oração

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Lc 21,34-36

Imaginamos ter muito tempo pela frente e adiamos nossa conversão. Nunca sabemos quanto tempo ainda teremos e, por isso, é inteligente aproveitar o dia de hoje.

Façamos a oração do dia: Pai, ajuda-me a estar em permanente vigilância e oração, preparando-me para o encontro com teu Filho Jesus e ser acolhido por ele.

34ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

Liturgia do dia 28 de novembro de 2020

PRIMEIRA LEITURA: Ap 22,1-7

Leitura do Livro do Apocalipse de São João – A mim, João, 1o anjo do Senhor mostrou-me um rio de água viva, o qual brilhava como cristal. O rio brotava do trono de Deus e do Cordeiro. 2No meio da praça, de cada lado do rio, estão plantadas árvores da vida; elas dão frutos doze vezes por ano; em cada mês elas dão fruto; suas folhas servem para curar as nações. 3Já não haverá maldição alguma.

Na cidade estará o trono de Deus e do Cordeiro e seus servos poderão prestar-lhe culto. 4Verão a sua face e o seu nome estará sobre suas frontes. 5Não haverá mais noite: não se precisará mais da luz da lâmpada, nem da luz do sol, porque o Senhor Deus vai brilhar sobre

eles e eles reinarão por toda a eternidade.

 6Então o anjo disse-me: “Estas palavras são dignas de fé e verdadeiras, pois o Senhor, o Deus que inspira os profetas, enviou o seu Anjo, para mostrar aos seus servos o que deve acontecer muito em breve. 7Eis que eu venho em breve. Feliz aquele que observa as palavras da profecia deste livro”.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO  95(94) 

— Amém! Vem, ó Senhor Jesus! Amém!
— Amém! Vem, ó Senhor Jesus! Amém!

— Vinde, exultemos de alegria no Senhor, aclamemos o Rochedo que nos salva! Ao seu encontro caminhemos com louvores, e com cantos de alegria o celebremos!

— Na verdade, o Senhor é o grande Deus, o grande Rei, muito maior que os deuses todos. Tem nas mãos as profundezas dos abismos, e as alturas das montanhas lhe pertencem; o mar é dele, pois foi ele quem o fez, e a terra firme suas mãos a modelaram.

— Vinde adoremos e prostremo-nos por terra, e ajoelhemos ante o Deus que nos criou! Porque ele é o nosso Deus, nosso Pastor, e nós somos o seu

povo e seu rebanho, as ovelhas que conduz com sua mão.

EVANGELHO:  Lc 21,34-36

– O Senhor esteja convosco.
– Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas
– Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 34“Tomai cuidado para que vossos corações não fiquem insensíveis por causa da gula, da embriaguez e das preocupações da vida, e esse dia não caia de repente sobre vós; 35pois esse dia cairá como uma armadilha sobre todos os habitantes de toda a terra.
36Portanto, ficai atentos e orai a todo momento, a fim de terdes força para escapar a tudo o que deve acontecer e para ficardes de pé diante do Filho do Homem”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Chegamos ao fim do ano litúrgico com algumas sugestões práticas do Evangelho de São Lucas para podermos estar de pé diante do Filho do Homem, quando ele vier para o julgamento. Estar de pé diante de Jesus,

de cabeça erguida, não em sinal de soberba, mas como sinal de confiança. Cabeça erguida olhando Jesus nos olhos.

Dois amigos que se encontram, enfim, face a face. Sem medo. De pé e não caídos pelo peso de excessos, nem caídos por terra por causa de bebedeiras, menos ainda prostrados pelas preocupações da vida. São muitas as preocupações e até os medos, muitos deles pela vida passada carregada de pecados.

Será o encontro, sem dúvida alguma, da miséria com a misericórdia. Quem se senta no trono para o julgamento do mundo nesta última semana do Tempo Comum e na primeira do Advento é o juiz bom pastor. Ainda não estamos lá. Estamos aqui, deste lado, olhando para o futuro, para as nuvens que trarão o Filho do Homem.

Ainda é tempo e ainda temos tempo para uma sincera conversão. Dominemos nossa má inclinação e vivamos uma vida equilibrada, sem excesso de nada, a não ser de amor mútuo. Se esse dia cair sobre nós como uma armadilha, que sejamos aprisionados no coração daquele que disse: “Venham a mim”. Nenhum medo de Deus e muita prudência entre os homens.

Deixemos de lado as imagens apocalípticas e aguardemos o fim do mundo apoiados em Jesus.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Neste novo dia, a Palavra nos convida à oração. Diante das adversidades que o mundo nos apresenta, é o próprio Senhor quem nos diz: “Ficai atentos e orai a todo momento…” Que a leitura orante da Palavra nos fortaleça ao longo do dia e nos mantenha vigilantes na espera do Senhor.

Rezemos: “Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto? A quem Jesus está instruindo? Qual é o apelo central da narrativa? Destaque as palavras ou frases que mais chamaram sua atenção durante a leitura. Silencie seu coração e permita que a Palavra ilumine a sua vida.

“Uma das tentações mais comuns é deixar para amanhã. Imaginamos ter muito tempo pela frente e adiamos nossa conversão. O tempo nos é dado por Deus para nosso amadurecimento. Nunca sabemos quanto tempo ainda teremos e, por isso, é inteligente aproveitar o dia de hoje.

Em algumas modalidades esportivas existem momentos de prorrogação, para compensar o tempo perdido. Na vida não há prorrogação de tempo. O discípulo de Jesus não se preocupa com o fim, mas quer permanecer de pé diante do Filho do Homem. Entregamos o passado para Deus, que é misericórdia, mas não podemos contar com o futuro. Nosso tempo disponível é o dia de hoje. Hoje é o dia da salvação. Não podemos ignorar o Senhor que vem ao nosso encontro.”

Meditação (Caminho)

Cada pessoa faz suas escolhas, que lhe acompanham pelo resto da vida. Mas não podemos ficar indiferentes ao dia do nosso encontro definitivo com o Senhor. Que não sejamos surpreendidos por esse dia! Temos uma vida inteira para uma sincera e profunda conversão. Porém, quantos se entregam aos excessos, à embriaguez, às preocupações da vida, e justificam não ter tempo para Deus, nem para uma sadia espiritualidade? O convite é que fiquemos atentos e oremos sem cessar, para estar de pé diante do Filho do Homem.

Oração (Vida)

“Divino Espírito Santo, concedei-me o dom da piedade. Que minhas orações sejam pontes de amor, que unam meu coração ao coração de Deus, nosso Pai, e ao coração de meus irmãos. Que meu fervor espiritual se renove sempre, para que minha alma frutifique na fé, na esperança e na caridade. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)

Permaneça por alguns instantes em silêncio e procure sintetizar em poucas palavras o apelo que a Palavra de Deus lhe faz.

Bênção

  • O Senhor Deus nosso Pai esteja sempre conosco.
  • Ele está no meio nós.

Oremos: “Senhor nosso Deus, Que enviastes Vosso Filho ao mundo Para curar as nossas enfermidades, Levar sobre Si as nossas dores, Redimir nossos pecados e Nos dar a Vida Eterna que vem de Vós, Tendes Piedade de nós!

Deus Misericordioso, Que cuida de todas as Vossas Criaturas, Atendei as nossas suplicas, e Segundo a Vossa Vontade, Protegei o Vosso Povo, Oprimido por essa doença terrível. Guardai e mantenhais a saúde daqueles Que não contraíram essa doença e Dai Senhor, aos que a contraíram, Paciência fortalecida, fé renovada e A cura desse mal, Para que todos nós desfrutemos De plena e duradoura saúde! Por Jesus Cristo nosso Senhor.” Amém.

Todo o Louvor, toda a Honra, toda a Gratidão, Toda a Fé, toda a Confiança, Toda a Adoração e toda a Glória Sejam dadas aos Senhor nosso Deus, Agora e para sempre! Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo! Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui