Oração diária, Felizes os que ouvem a Palavra e a põem em prática - Lc 11,27-28

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho: Lc 11,27-28

A Palavra de Deus é para sempre. E não se trata apenas de conhecer a Palavra, mas colocá-la em prática. Isto significa traduzir em boas obras a nossa fé.

Façamos a oração do dia: Pai, dá-me a graça de compreender sempre mais que a grandeza de Maria consistiu em ser fiel à tua Palavra acolhida e posta em prática com generosidade sem limites

24ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

Liturgia do dia 10 de outubro de 2020

PRIMEIRA LEITURA: Gl 3,22-29

Leitura da Carta de São Paulo aos Gálatas – Irmãos, 22a Escritura pôs todos e tudo sob o jugo do pecado, a fim de que, pela fé em Jesus Cristo, se cumprisse a promessa em favor dos que creem. 23Antes que se inaugurasse o regime da fé, nós éramos guardados, como prisioneiros, sob o jugo da Lei. Éramos guardados para o regime da fé, que estava para ser revelado. 24Assim, a Lei foi como um pedagogo que nos conduziu até Cristo, para que fôssemos justificados pela fé. 25Mas, uma vez inaugurado o regime pela fé, já não estamos na dependência desse pedagogo. 26Com efeito, vós todos sois filhos de Deus pela fé em Jesus Cristo. 27Vós todos que fostes batizados em Cristo vos revestistes de Cristo. 28O que vale não é mais ser judeu nem grego, nem escravo nem livre, nem homem nem mulher, pois todos vós sois um só, em Jesus Cristo. 29Sendo de Cristo, sois então descendência de Abraão, herdeiros segundo a promessa.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 105(104) 

— O Senhor se lembra sempre da Aliança!
— O Senhor se lembra sempre da Aliança!

— Cantai, entoai salmos para ele, publicai todas as suas maravilhas! Gloriai-vos em seu nome que é santo, exulte o coração que busca a Deus!

— Procurai o Senhor Deus e seu poder, buscai constantemente a sua face! Lembrai as maravilhas que ele fez, seus prodígios e as palavras de seus lábios!

— Descendentes de Abraão, seu servidor, e filhos de Jacó, seu escolhido, ele mesmo, o Senhor, é nosso Deus, vigoram suas leis em toda a terra.

EVANGELHO:  Lc 11,27-28

– O Senhor esteja convosco.
– Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
– Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 27enquanto Jesus falava, uma mulher levantou a voz no meio da multidão e lhe disse: “Feliz o ventre que te trouxe e os seios que te amamentaram”. 28Jesus respondeu: “Muito mais felizes são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a põem em prática”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

Jesus comentava a cura do homem mudo e a reação dos opositores que o acusavam de ter parte com o diabo, e dos alienados que pediam um sinal do céu, quando uma mulher exclamou do meio do povo: “Feliz o ventre que te trouxe e os seios que te amamentaram”, ou seja, “Feliz a mãe de um filho como você”. A mulher estava entusiasmada e feliz com o que Jesus fizera e com o que dissera. Ao menos está mulher se alegrou com o bem daquele homem curado por Jesus.

O ensinamento está aí: centralizar o olhar no ser humano, neste homem que era mudo e então pôde falar. Se foi o diabo que o libertou do poder de outro diabo, bendito seja Deus! O diabo está se destruindo e lutando contra si mesmo. Bendito seja Deus se o diabo fizer o mudo falar, o cego ver, o paralítico andar! O diabo estaria se convertendo e ficando bom. Lúcifer voltou a ser o anjo da luz.

Mas, disse Jesus, “se é pelo dedo de Deus que eu expulso os demônios, então o Reino de Deus já chegou até vós”. Feliz é a tua mãe e feliz é quem ouve a Palavra de Deus e a põe em prática. Quem põe em prática a Palavra de Deus não discute teorias para fugir da responsabilidade nas ações, nem se afasta da realidade humana, por vezes dura, buscando sinais do céu. Os sinais de Jesus são sinais da terra. Foi para isso que ele desceu do céu e se encarnou nesta terra. Dizemos: “Faça o bem sem olhar a quem”. Podemos dizer também: “Não deixe de ver o bem que foi feito por não gostar de quem o fez”. A mulher viu Jesus, viu o mudo e ainda viu a mãe de Jesus.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

O Evangelho de hoje nos apresenta a Mãe de Jesus como modelo de mulher que escutou a Palavra de Deus e a colocou em prática.

Peçamos ao mesmo Espírito que gerou Jesus no seio de Maria que nos configure, todos os dias, ao seu filho Jesus Cristo pela escuta e meditação da Palavra:

“Senhor Jesus, dá-me um coração simples para compreender a riqueza de ensinamentos escondida em tua Palavra. Envia teu Espírito Santo para que eu não tenha medo de escutá-la e vivê-la conforme a tua vontade. Que a Palavra transforme o meu coração através da fé e confiança que eu deposito em ti. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto bíblico? Quais são as palavras ou gestos de Jesus? Qual tema perpassa a discussão dos personagens? Procure compreender o contexto da narrativa.
. “A exclamação entusiasta da mulher evoca a felicitação de Isabel a Maria e o clima das bem-aventuranças. Jesus aponta o essencial: a Palavra de Deus. O entusiasmo é passageiro e a Palavra é para sempre. As mães sofrem quando seus filhos se desencaminham e se alegram quando eles se destacam na vida social e na fé. Elas são, por excelência, as educadoras. Nos conturbados momentos em que vivemos, muitos pais perdem as referências, não sabem mais o que é certo e o que é errado. Os costumes mudam, mas a Palavra de Deus é para sempre. E esta Palavra tem de ser vivida na comunidade. E não se trata apenas de conhecer a Palavra, mas colocá-la em prática. Isto significa traduzir em boas obras a nossa fé.

Meditação (Caminho)

“A Mãe de Jesus nos ensina a ser verdadeiros discípulos de Cristo, isto é, construtores da cidade terrena e temporal, e, ao mesmo tempo, peregrinos em direção à Jerusalém eterna; nos ensina a ser promotores da justiça, que liberta o oprimido, e da caridade, que socorre o necessitado; a ser operários do amor, edificando Cristo nos corações.

A Igreja apresenta Maria como exemplo de vida ‘não exatamente pelo tipo de vida que levou ou, menos ainda, por causa do ambiente sociocultural em que se desenrolou sua existência […], mas porque, nas condições concretas da sua vida, aderiu total e responsavelmente à vontade de Deus; porque soube acolher sua palavra e pô-la em prática; porque sua ação foi animada pela caridade e pelo espírito de serviço; e porque, em suma, foi a primeira e mais perfeita discípula de Cristo’. Procurando imitá-la, acabaremos adquirindo o jeito de Maria, isto é, teremos como ideal fazer a vontade de Deus, sempre”

Oração (Vida)

“Mãe de Jesus e minha Mãe! Estende tua ajuda para nossas famílias, para cada família. Apressa-te em levar para elas a mensagem de salvação de teu Filho. Que cada lar seja um ambiente de amor. Nenhuma força humana seja capaz de destruir o bem e a beleza que só a família pode fazer nascer nos corações das novas gerações. Que a bondade triunfe sobre a fraqueza humana e o nome de Deus seja invocado em todos os lares. Intercede por aquelas famílias em que não há lugar para teu Filho e, por isso, falta o amor, inexiste o diálogo e não se conhece o perdão. Intercede também, e particularmente, pelas que sofrem com a fome, o desemprego e a doença. Amém”

Contemplação (Vida e Missão)

Esta aí o convite de Jesus paras nós: ouvir sua palavra. Que a Palavra seja nossa referência no pensar e no agir. Que nossas atitudes sejam motivadas por sua Palavra.

Bênção

Confira a Homilia dominical.Clique aqui