Liturgia diária Os dois cegos curados - Mt 9, 27-31

Na liturgia diária de hoje lemos o Evangelho:

Os cegos, se aproximaram de Jesus e demonstraram sua fé. Muitos, fisicamente perfeitos, não sabem perceber a passagem de Deus em sua vida

Façamos a oração do dia: Pai, cura-me da cegueira que me impede de reconhecer a presença de tua salvação na minha vida, realizada pela ação misericordiosa de teu Filho Jesus.

1ª Semana do Advento – Ano Litúrgico B

Liturgia do dia 04 de dezembro de 2020

PRIMEIRA LEITURA:  Is 29,17-24

Leitura do Livro do Profeta Isaías – Assim fala o Senhor Deus: 17Dentro de pouco tempo, não se transformará o Líbano em jardim? E não poderá o jardim tornar-se floresta? 18Naquele dia, os surdos ouvirão as palavras do livro e os olhos dos cegos verão, no meio das trevas e das sombras. 

19Os humildes aumentarão sua alegria no Senhor, e os mais pobres dos homens se rejubilarão no Santo de Israel; 20fracassou o prepotente, desapareceu o trapaceiro, e sucumbiram todos os malfeitores precoces, 21os que faziam os outros pecar por palavras, e armavam ciladas ao juiz à porta da cidade e atacavam o justo com palavras falsas. 

22Isto diz o Senhor à casa de Jacó, ele que libertou Abraão: “Agora, Jacó não mais terá de envergonhar-se nem seu rosto terá de enrubescer; 23quando

contemplarem as obras de minhas mãos, hão de honrar meu nome no meio do povo, honrarão o Santo de Jacó, e temerão o Deus de Israel; 24os homens de espírito inconstante conseguirão sabedoria e os maldizentes concordarão em aprender”.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 27(26) 

— O Senhor é minha luz e salvação.
— O Senhor é minha luz e salvação.

— O Senhor é minha luz e salvação; de quem eu terei medo? O Senhor é a proteção da minha vida; perante quem eu tremerei?

— Ao Senhor eu peço apenas uma coisa, e é só isso que eu desejo: habitar no santuário do Senhor por toda a minha vida; saborear a suavidade do Senhor e contemplá-lo no seu templo.

— Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver na terra dos viventes. Espera no Senhor e tem coragem, espera no Senhor!

EVANGELHO:  Mt 9,27-31

– O Senhor esteja convosco.
– Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus
– Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 27partindo Jesus, dois cegos o seguiram, gritando: “Tem piedade de nós, filho de Davi!” 28Quando

Jesus entrou em casa, os cegos se aproximaram dele. Então Jesus perguntou-lhes: “Vós acreditais que eu posso fazer isso?”
Eles responderam: “Sim, Senhor”. 29Então Jesus tocou nos olhos deles, dizendo: “Faça-se conforme a vossa fé”. 30E os olhos deles se abriram. Jesus os advertiu severamente: “Tomai cuidado para que ninguém fique sabendo”. 31Mas eles saíram, e espalharam sua fama por toda aquela região

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

COMENTÁRIO DO EVANGELHO

No dia de hoje, em 749, morria São João Damasceno no mosteiro de Mar Saba, no deserto de Belém, na Judeia. Foi alguém que meditou profundamente o mistério da encarnação do Filho de Deus e ensinou que, depois da encarnação, podemos representar Jesus em imagens e pinturas e venerar os santos e as relíquias. Deus nunca tinha sido representado em imagens, porque não tinha corpo nem rosto.

“Mas dado que agora Deus foi visto na carne e viveu no meio dos homens, eu represento aquilo que é visível em Deus. Não venero a matéria, mas o criador da matéria, que por mim se fez matéria e se dignou habitar na matéria e realizar a minha salvação por meio da matéria.

Por

isso, não cessarei de venerar a matéria pela qual chegou a minha salvação. Mas não a venero de modo algum como Deus! […] Não é por acaso matéria o madeiro da cruz três vezes santa? […] E a tinta e o livro santíssimo dos Evangelhos não são matéria? O altar salvífico que nos dispensa o pão da vida não é matéria? […] E, antes de tudo, não são matéria a carne e o sangue do meu Senhor? […]

Portanto, não ofendas a matéria: ela não é desprezível, porque nada do que Deus fez é desprezível.” Os olhos dos cegos se abriram para que pudessem ver as figuras que Deus criou. Não adoramos a figura que vemos. Adoramos o Criador.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

O Evangelho de hoje nos fala da fé. Pela fé no filho de Davi, os dois cegos foram curados e tornaram-se testemunhas da libertação que o Senhor realizara em sua vida.

Oremos: “Pai, cura-me da cegueira que me impede de reconhecer a presença de tua salvação na minha vida, realizada pela ação misericordiosa de teu Filho Jesus. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto bíblico? Observe o contexto da narrativa: lugar, personagens, pedidos… Com quais palavras os cegos se dirigem a Jesus? O que buscam? O que significa a cegueira no contexto da narrativa? O que foi necessário para que os homens fossem curados? Por que Jesus os adverte para que ninguém fique sabendo das curas?

“Em sua caminhada histórica, Jesus curou muitos cegos, surdos e paralíticos. Além de doenças físicas, elas simbolizam a incapacidade ou a resistência de compreender o projeto de Deus. Os dois cegos do relato de Jesus mostram que eles tinham uma visão interior, que possibilitou chamar Jesus de “Filho de Davi”.

Mesmo cegos, se aproximaram de Jesus e demonstraram sua fé. Muitos, fisicamente perfeitos, não sabem perceber a passagem de Deus em sua vida, nem fazem nenhum esforço para se aproximar dele. A cura da cegueira é um dos sinais do Reino. Certamente Jesus não levou a mal a desobediência dos cegos. Eles, como novos missionários, espalharam o poder e a ternura de Jesus. Parecem dizer: “Não podemos nos calar”.”

Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim?
Qual palavra do texto encontrou sintonia com minha vida, com minhas atitudes? Quais sentimentos o texto despertou em mim? Permaneça em silêncio por alguns instantes para ouvir os apelos da Palavra.

A súplica dos dois cegos traduz uma profunda confiança no Senhor, como vemos no pedido: “Tem compaixão de nós, filho de Davi”, e na resposta: “Sim, Senhor”. Em seguida, Jesus confirma que a cura da cegueira se dá “conforme a vossa fé”. Fé, portanto, é o elemento central que o evangelho nos convida a viver neste dia.

Oração (Vida)

Oração para pedir a graça da fé:
“Senhor, eu creio. Eu quero crer em ti. Eu te louvo pelo dom da fé e reconheço que estou ainda longe de ter a mesma fé de Abraão e Sara, de Tobit, de tantos profetas e reis; e o quanto sonho em experimentar também a mesma fé da Virgem Maria. Renova em mim o dom da fé recebido no Batismo, confirmado na Crisma e reanimado em cada Eucaristia.

Que eu viva alicerçado(a) na tua Palavra e que por ela me sinta exortado(a) à fidelidade. Diante de tua presença, professo que creio, mas aumenta a minha fé. Senhor, faze que minha fé seja total, sem reservas; que ela penetre no meu pensamento e na minha maneira de julgar as coisas divinas e as coisas humanas. Senhor, faze que minha fé seja livre, quero aceitar livremente a tua vontade com todas as renúncias e deveres que ela comporta.

Senhor, tu disseste que felizes são os que creem sem ter visto. Dá-me a graça de crer, mesmo nos momentos em que não vejo caminho ou solução, reconhecendo que Tu és o caminho e solução, sempre! Senhor, faze que minha fé seja forte. Que eu possa caminhar sobre as águas revoltas e em teu nome eu possa remover montanhas; dá-me a fé que não vacila, que é garantia de vida eterna e que proclama teu poder, agindo, curando e libertando. Que eu permaneça com os olhos fixos no teu coração transpassado, para que, te vendo, eu receba a salvação e a anuncie a todos. Amém” (Papa Paulo VI).

Contemplação (Vida e Missão)

Quais apelos esta oração lhe provocou? Advento é um tempo de reorganizar nossa caminhada. Quais compromissos merecem ser reorganizados? O que deseja melhora em sua vida?

Bênção

  • O Senhor Deus nosso Pai esteja sempre conosco.
  • Ele está no meio nós.

Oremos: “Senhor nosso Deus, Que enviastes Vosso Filho ao mundo Para curar as nossas enfermidades, Levar sobre Si as nossas dores, Redimir nossos pecados e Nos dar a Vida Eterna que vem de Vós, Tendes Piedade de nós!

Deus Misericordioso, Que cuida de todas as Vossas Criaturas, Atendei as nossas suplicas, e Segundo a Vossa Vontade, Protegei o Vosso Povo, Oprimido por essa doença terrível. Guardai e mantenhais a saúde daqueles Que não contraíram essa doença e Dai Senhor, aos que a contraíram, Paciência fortalecida, fé renovada e A cura desse mal, Para que todos nós desfrutemos De plena e duradoura saúde! Por Jesus Cristo nosso Senhor.” Amém.

Todo o Louvor, toda a Honra, toda a Gratidão, Toda a Fé, toda a Confiança, Toda a Adoração e toda a Glória Sejam dadas aos Senhor nosso Deus, Agora e para sempre! Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo! Amém.

Confira a Homilia dominical.Clique aqui

AJUDE A MANTER O SITE NO AR !

Nosso site tem uma divida mensal e a cada dia está mais difícil manter o site no ar. Doe qualquer valor e você ira muito ajudar na manutenção e permanência do site no ar ! O seu gesto de amor ajudara muitos catequistas que visitam nosso site

FAÇA UMA DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

PIX CHAVE CPF: 16800472808
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

ou

PIX CHAVE EMAIL: [email protected]
RESPONSAVEL: Anderson Roberto Fuzatto

Deus te abençoe !